Matheus Rodrigues da Silva

26 - 50 do total de 48 pensamentos de Matheus Rodrigues da Silva

Paz interior, é a felicidade plena, coração leve como uma pena, livre da angústia, da raiva, do sofrimento, e tudo que te reprime, que deixa seu peito apertado.

Matheus Rodrigues da Silva
109 compartilhamentos

Na incerteza de como ser feliz, mil propostas vão surgir, algumas aparentes de serem rápidas com o efeito de que se deseja sentir.
No termino de um problema, outros vão surgir, tudo que busca é paz.
A paz que encontras quando olhas para o céu noturno, as estrelas em aparente repouso, a lua e cometas, brilham em perfeita harmonia.
Tudo que está, está ali como está, teu desejo não a torna diferente do que o que está, está como está, nada é do jeito que querias, isto te perturba, o destino as vezes toma o caminho que não queria.
Do destino que segue, só vem o agora, e veja o agora, está ali como está, o antes é o agora, o agora é o depois.
Consiga tomar a decisão na incerta de como ser feliz, é só ser o amor.
No coração e na alma, paz, felicidade e amor, e sentira uma pena no lugar do coração.
Tudo que era ruim se torna inerte, no seu intimo tornas puro, puro dentro de si e fora tocas aquilo que te faz mal, e do mal tornas o bem.
Tudo que se move, tudo que vive, esta a desejar ser feliz e não sofrer.
Subimos sem ver, destruímos por querer, lutamos contra uns aos outros, pois todos querem a mesma coisa, mas pouco sabem que humano depende do outro, ligados em um sentido.
Na incerteza de como ser feliz, mil propostas vão surgir, muitas erradas, algumas da felicidade que passa, da alegria que dura um copo, do prazer que logo passa, sente a sede de mais, e mais se afasta da pureza do que procura.
Ilusório da incerteza, saiba o que é certeza, a raiva que sente não te protege, o ciúmes que sente te cega, a vingança que planeja te envenena, o prazer que sente se esgota, sobrepujar os outros e se torna sozinho, a justificativa que culpa o outro por sua infelicidade te deixa cego de si mesmo. O coração pesa quando é errado, ou se arrepende, o ruim se torna parte dele, e dele se torna sufocado.
A verdade da verdade da felicidade plena, da paz plena viras de dentro de ti, se fizer sobe efeito de amor, compaixão e tudo que há de bom, seguira para o desejo que procura o rumo de como ser feliz e não sofrer, e ter o coração leve como a pena.

Matheus Rodrigues da Silva
Inserida por 2Math2
1 compartilhamento

Amor Romântico é ilusório, é o apego que idealiza o ser amado, tornando-o o motivo de sua felicidade.
Amor Sincero é o amor verdadeiro, vê o ser amado como o ser que pode te ajudar a ser feliz, deseja a felicidade a ele sem a necessidade ilusório de "posse".

Matheus Rodrigues da Silva
2 compartilhamentos

86.400 por dia, 86.400 é o que você recebe a cada dia, e gasta tudo, é o único numero diferente do dinheiro que você pode investir na felicidade, no amor, ou o que for, chorando, rindo, sofrendo, sentindo raiva, angústia ou alegria. Investe, e tudo que investe ficará quando você não existir mais, nada se vai, tudo que passa deixa um pouco de si, leva um pouco de nós.
86.400 segundos por dia, mas terá o dia que não ira mais receber um dia o tempo acaba, quando? Investiu o que devia?

Matheus Rodrigues da Silva
Inserida por 2Math2
1 compartilhamento

Você toma uma ação, mas já pensando na reação desejada, se por exemplo agir de tal forma com alguém, e esta não reagir do jeito que você queria, você se decepciona, sente raiva e etc. Agimos pensando no futuro, no que pode acontecer, ai é que está o problema, isso gera muito sofrimento.
Porém, se o mesmo reagir da forma que queria, alimenta a sua ação, isso te torna de certa forma um dependente, e quando parar de receber a reação que queria, você sofre, até passar a abstinência.
Aja simplesmente da forma certa, sem pensar no antes, ou no que pode acontecer, pense só no agora, sem antecipar o futuro.

Matheus Rodrigues da Silva
Inserida por 2Math2
1 compartilhamento

O mundo está sujo, das mais variadas formas, mas aqui me refiro a falta de valores, a falta de amor, e o reino do egoísmo.
Nos jornais, na tv, na internet e em redes sociais como facebook, e no cotidiano, na vida social você vê parte disso, você vê pessoas subindo umas encima das outras, julgando umas as outras, crucificando aqueles que te fizeram algo de ruim, mas logo em seguida age da mesma forma. Quando algo dá errado culpa a tudo e todos, dizendo que não se esta triste ou se magoou, ou porque o que queria não deu certo foi por culpa dele ou dela.
Você vê pessoas tendo que diminuir umas as outras para que se sintam maiores, você vê pessoa se alegrando com o sofrimento ou a desgraça do outro, você vê pregarem paz e amor, mas ao mesmo tempo o ódio.
Você vê nas esquinas pessoas abandonadas sujeitas a margem da sociedade.
Você vê pessoas que buscam no reconhecimento dos outros, e desprezam aqueles que não se encaixam no padrão criado por uma lei sem pena, sem amor, uma lei apenas para parecer e aparecer.
Você sente o vazio, de um mundo cheio de pessoas com recursos, mas vazias por dentro.
Você vê a necessidade de ter e mostrar, onde está, o que tem, ou quantos amigos tem, somente pra que vejam.
Você vê pessoas infelizes buscando no material, no prazer, na bebida um breve sentimento de felicidade passageira para que em seguida afundem no vazio.
O mundo está carente de amor, cheio de ódio, cheio de raiva, cheio de egoísmo.
Você vê pessoas listando detalhadamente os defeitos dos outros, mas não conseguem ver poucos de si, mesmo que vejam saibam que fazem outros sofrer por isso, não mudam, afirmam serem assim e não tem jeito.
Não é atoa que a depressão é a doença do século
Um mundo que te cobra ser oque não é preciso, ter oque não é necessário, e te faz esquecer do que é ser feliz, do que vale realmente a pena.
Você vê e sabe disso tudo, você sente isso.
Não existe paz com ódio, não existe felicidade sem paz, não existe amor com egoísmo, só existe medo.

Matheus Rodrigues da Silva
Inserida por 2Math2
1 compartilhamento

Nem tudo vai ser só diversão
Pois um dia a tristeza e a dor também virão
Num ciclo sem fim
Alegria e dor sempre serão

Mas use a razão
Sem se esquecer de seu coração
Pois na alegria ou na dor
Nossa força é o amor

Matheus Rodrigues da Silva
Inserida por 2Math2
1 compartilhamento

Desde o dia que chegamos ao mundo
Navegamos em frente
Num rio a fluir
Caminhos fluindo rumo a algum lugar

Caminhos que escolhemos
Córregos e canais que percorremos
Vivendo de escolhas
Navegamos em frente

Na impermanência das coisas
Vivemos a sentir
Este rio fluir
Até encontrarmos nosso caminho

Então um dia chegaremos ao mar
No fim de tudo
Vivemos para percorrer
Este rio que um dia irá terminar

Matheus Rodrigues da Silva
Inserida por 2Math2
1 compartilhamento

Se saudade faz parte, nos ensina a falta que faz alguém somente quando não temos mais ela aqui. Do apego de um conforto de que nunca partirão, esquecemos que tudo um dia vai, e amor que era acostumado e camuflado neste conforto mostra a verdadeira realidade de quão grande era.

Matheus Rodrigues da Silva
Inserida por 2Math2
1 compartilhamento

Tem algo errado, você sente isso, você vê nas pessoas você vê a sua volta.
Existe algo de ruim sem face, sem corpo. Invisível plaina sobre tudo, você pode senti-lo, mas não pode toca-lo.
Você vê algumas pessoas encobertas com algo ruim, mas não sabe o que é, mas você sente.
Vê pessoas sorrindo, mas não felizes, você mesmo sorri mas com o peito em agonia, deita a noite em si mesmo sem saber.
Estamos num mundo onde pessoas fingem e tentam ser oque não querem, fazem o errado achando ser o certo, existe um espírito de individualismo e egoísmo, criamos a nossa própria cova, destruímos a nossa própria vida, solapamos a verdadeira felicidade, afogamos em prazeres.
Elas não sabem mas se julgam, se olham, se medem, se destroem, se matam, se sugam, se usam.
Estamos envoltos por algo escuro, a luz se apaga sem ser percebida quando deixamos de ser crianças , no coração é que sentimos o peso de tudo num ponto.
Raiva, ódio, inveja, ciúmes, egoísmo estão se tornando a fonte de força de muitos, iludidos de felicidade momentânea. Amor, Humildade, Perdão, Paz, Compaixão estão se tornando segundo plano, a verdadeira fonte de felicidade plena está se apagando.
O mundo esta escuro.
E poucos sabem, pois já estão cegos em suas próprias sombras.
A mente pode se tornar uma prisão.

Matheus Rodrigues da Silva
Inserida por 2Math2
1 compartilhamento

Nos tornamos vítimas de nós mesmos, do nosso próprio sofrimento, dos nossos próprios medos conscientes ou não.
Então sem saber oque fazer buscamos uma fonte de alívio podendo ser festa, beber, fumar, ou qualquer tipo de prazer apenas um prazer momentâneo, uma fuga rápida.
Então você solapa coisas que realmente te fariam feliz.
Você usa a raiva para qualquer pessoa ou qualquer coisa que pareça perigo ou que te frustre.
Porque o mundo já está tão tenso que temos medo um dos outros.
Somos seres sociais estamos mais ligados do que você pensa.
Em uma casa, se uma única pessoa estiver nervosa, você sente isso, afeta todo mundo e o mundo é assim, só que numa escala bem maior, uma corrente que não tem fim.
Um influência o outro, um afeta o outro.
E ninguém liga pra isso, se tornam escravos de si mesmos, de felicidade rápida, escravos do prazer.

Matheus Rodrigues da Silva
Inserida por 2Math2
1 compartilhamento

Seu coração diz a você o seu nível de paz, de felicidade. Quanto mais leve, mais feliz está, quando mais apertado é sinal de que algo esta errado.
Quando você o sente apertado, pesado em seu peito, é ele te dizendo, é sua mente falando contigo mesmo, algo errado está acontecendo. As vezes tão pesado que machuca.
Seu coração é o seu medidor.

Matheus Rodrigues da Silva
Inserida por 2Math2
1 compartilhamento

Nada é sempre como queremos ser
Tudo se transforma sem perceber
Nada se cria sem deixar de ser

Nada some
Nada morre
Tudo se transforma como deve ser

Estrelas morrem
Estrelas nascem
O universo cria, o universo transforma

Pessoas chegam
Pessoas vão
Passando te deixam aqui
Levando um pouco de si
Deixando parte de si

Sendo sempre assim
Uma coisa só sem fim

Matheus Rodrigues da Silva
Inserida por 2Math2
1 compartilhamento

O amor tem que ser
Não dá para fazer ser
Se não nascer dentro do ser

Matheus Rodrigues da Silva
Inserida por 2Math2
1 compartilhamento

Quando você pensa você sente, e quando você sente você pensa.
Você lembra de algo ou vê algo, você está pensando e também está sentido. Como lembrar algo que já passou você sente um sentimento ao mesmo tempo que imagina o que se foi.
Não vemos o mundo como ele é, mas como nos somos, distorcido pelo subjetividade temos um mundo individual cada qual na sua realidade.
É por isso que muitos o que fazem, fazem de forma errada ou de certa forma catastrófica.
Sentimentos e emoções, se deixá-los crescer tomam conta de você, assim como a raiva (como exemplo claro de ápice do que digo) ela te cega e distorce o real fazendo que ti haja sem pensar e se arrependa depois de agir e como causa te faça sofrer. Portanto, controle seus sentimentos e emoções, por que se deixar, te cegam.
Há aqueles que sofreram um mal (ou acham que sofreram) de outro, e não sabem controlar e acabam descontando em outros. E assim temos um círculo de ódio de efeito em cadeia que nos leva ao mundo em que estamos, e qual o mundo que temos hoje ? O eu separado do outro , o individualismo e desapego, egoísmo e egocentrismo como ilusão de proteção para ser mais feliz hoje em dia, o que na realidade é exatamente o mal do século XXI.

Matheus Rodrigues da Silva
Inserida por 2Math2
1 compartilhamento

"Tragédia não é quando o homem morre, mas aquilo que morre dentro de um homem, enquanto ainda está vivo."
As pessoas pensam na partida aquilo que importava na travessia.
Já dizia Guimarães: "O importante não é a chegada nem a partida, e sim, a travessia."
A vida é curta, por tanto não confunda, prazer é diferente de felicidade, pois algumas coisas são justamente preciosas porque não duram. E quando eu for e você também irá, o que fez sera aquilo que deixará, e você sera aquilo que fez. "A única coisa que você leva da vida, é a vida que você leva".

Matheus Rodrigues da Silva
Inserida por 2Math2
1 compartilhamento

Cada vez mais o individual cresce e o todo diminui, o individualismo misturado pelo desejo de ser apreciado, tememos os outros pois os outros se temem, estamos doentes, buscando felicidade no vago. Fotos com sorrisos forçados demonstrando uma máscara de felicidade, a busca cega de felicidade se torna o sofrimento deste mundo hoje, saciando com o material devido o prazer de se ter, mas que logo some desejando mais, com a aparência saciando o que devo ser mas que com o tempo deixa de ser.
A raiva se tornou escudo, o individualismo a armadura e a frieza a espada.
A felicidade não vem do prazer momentâneo, a paz não pode existir com a raiva, sem paz não
há amor, sem amor não há felicidade.
O medo se torna agora parte de nós, tememos nós mesmos.
Pois não nos conhecemos a si mesmos.
A felicidade vem de dentro de você não de fora.

Matheus Rodrigues da Silva
Inserida por 2Math2
1 compartilhamento

A felicidade é algo relativamente simples, a paz, o amor, a compaixão e etc.
Mas o homem adora complicar as coisas, adora o prazer, devota o poder, compra a felicidade, deseja amor mais do que dar amor, gosta de ser mais do que pode ser, deixa de viver pra enriquecer, junta mais do que precisa para viver, e no fim adoece e envelhece sem perceber que felicidade é simples de ter. E parte então com um coração vazio somente suprido pelo prazer.

Matheus Rodrigues da Silva
Inserida por 2Math2
1 compartilhamento

O apego é uma grande fonte de pertubação da mente. O apego idealiza o objeto amado, ou torna algo como nosso ou parte de nós. Quando maior o apego maior o medo de se perder aquilo que nos apegamos, e assim o ciúmes se torna neurótico, a raiva se torna justificável, e agressividade se torna uma forma de proteção. E por fim, o que era amor se torna sofrimento, devido ao apego.
Amor não é posse, e não é amor quando acredita que algo te serve para ser feliz. Amor é fazer feliz aquilo que ama, e por isso te faz feliz.

Matheus Rodrigues da Silva
Inserida por 2Math2
1 compartilhamento

Se você leva a vida como existindo bem ou mal, cara ou coroa, preto e branco, você vai se cegar, porque entre o preto e o branco existe varias tonalidades de cinza.

Matheus Rodrigues da Silva
Inserida por 2Math2
1 compartilhamento

A vida termina sem nunca dizer quando sera o fim.
Assumindo que podes morrer a qualquer instante o que tens a perder?
Este mundo tu vagará uma unica vez por milésimos que aqui vive, e tudo o que foi já foi, nunca voltará.
Então do que serve-te parecer agir de "bom modo" para agradar o outro? De que serve negar tuas vontades, e também, de que serve julgar e maltratar o outro se cada vida é unica?
E pelo fato de não sabermos o fim, porque ela tem um fim, que cada ação se torna unica, e cada momento se torna um fim de algo, pois cada segundo, cada pessoa, cada aventura e respiração se tornam exclusivos.
Ate o dia que tu darás teu último suspiro e tudo o que era de material e ideal se torne algo do mundo, se torna inútil.

Matheus Rodrigues da Silva
Inserida por 2Math2
1 compartilhamento

Há de transcender a culpa, há de transcender a reposabilidade.
Há de sempre jogar no outro, para Deus, para o futuro, para o que for, os nossos erros, as escolhas, as nossas ideias.
Vivemos criando o ideal e negligenciando o aqui e o agora. O ideal do que deve ser, do que devemos ser, e negamos o que somos.
Somos o que somos, e nos mudamos a cada segundo, a cada suspiro há de surgir um novo ser.
Pois no agora já não há o mesmo do que já foi um dia.

Matheus Rodrigues da Silva
Inserida por 2Math2
1 compartilhamento

O mundo tem sido duro com o homem pois o homem tem sido duro com o mundo. Assim o mesmo efeito se aplica a vida. Mas tudo isso também deriva do fato de que o próprio homem é duro consigo mesmo.
Vive num conflito externo e interno, mas neste ultimo tipo de conflito há de surgir tudo aquilo que torna duro o que o homem vivencia e transforma através de suas ações e pensamentos perante o mundo e a si mesmo.
A tragédia não transcende o ser, mas esta contido em si próprio, este cria sua própria realidade e sua própria desgraça. O fim do homem é a própria forma deste agir, pensar e viver.
O fim em si mesmo.

Matheus Rodrigues da Silva
Inserida por 2Math2
1 compartilhamento