Márcia Kraemer

Encontrados 13 pensamentos de Márcia Kraemer

APENAS UM GOMO.
Perguntei a um sábio quantas laranjas deveria dar
a quem me negou um gomo.
Ele me respondeu:
Nenhuma.
Como assim, nenhuma?
Dê apenas as sementes e escreva em cada uma delas “plante-me”.
Pois quem te negou um gomo,
Jamais plantou uma laranjeira.

Márcia Kraemer
Inserida por Poetisamar

TEMPO
O tempo vai passando...
Parece me tomar os sonhos.
A passagem do tempo,
O silêncio dos dias,
O sussurro das madrugadas,
Os lamentos das noites intermináveis,
Ecoam o som do final dos tempos.
Do nosso tempo.
Um tempo sonhado, desejado,
Descrito em versos e pensamentos.
Um tempo de espera....
Sem saber se ainda é do que foi ou se já era.
Um tempo que será para sempre relembrado com ternura.
Eternizado nas páginas do livro do mundo incrível.
Nas lembranças do que foi poeticamente vivido.
Por ser tão intenso não coube no mundo real.
Por ser tão real ficará gravado em nossos corações.
Um desejo imenso, intenso, real,
Embora sonho permanece em um silêncio profundo,
De um momento mágico.
Um silêncio que resume o ápice do amor.

Márcia Kraemer
Inserida por Poetisamar

VENTO
Oh, vento dá vida que agita a floresta,
Com o sopro suave do teu movimento
Leva as nuvens para passear
Ergue da terra o pó
Faz-me companhia
Nesta tarde vazia
Em que me sinto só
Traz dos arvoredos um novo perfume
Espalha no chão as sementes
Movimenta as águas paradas
Sopra no ar a vida
Varre a minha solidão
Refrigera meu coração
Desperta minha alma adormecida.
Oh, vento da vida que corre faceiro,
Pelos cantos do mundo segues teu destino
No azul do céu infinito desenha o firmamento
Minhas lágrimas vêm secar
Traz-me a esperança
Faz-me de novo criança
Para que eu volte a sonhar.

Márcia Kraemer
Inserida por Poetisamar

POESIA
Ah! Esse ser poético que em mim habita... O que seria de mim uma pobre mortal sem esta sensível e fina essência que me faz ainda crer na vida, no amor e na própria existência! Uma existência dias tola, dias inúteis, em outro feliz, em outros ainda radiantes...
Não pedi para ser poetisa, muito menos estudei para tanto. Simplesmente acolhi, em minhas andanças, os apelos da alma inquieta, morada poética dos versos! Poeta... Apenas vive suas dores e suas alegrias com intensidade, para colher de cada sentimento um elemento como alimento para uma alma poética, uma alma inquieta.

Márcia Kraemer
Inserida por Poetisamar

MEUS VERSOS
Não quero meus versos decorar
Para sair por aí a declamar
Quero sim dos versos absorver
A essência do saber viver!
Quero em meus versos soltos
A demência dos sábios loucos
Que na audácia do simples compor
Exalam a sublime essência do amor!
Este sim eu quero extrair dos versos
Trazer para a vida em seus reversos
Sublimando em cada canto do ser
A única razão pela qual viver.

Márcia Kraemer
Inserida por Poetisamar

OUTRORA OU TATUAGEM
Existe um mundo lá fora... Que virou outrora...
Existe um mundo aqui dentro... Que é apenas meu...
Existe um mundo em você... Que é apenas seu.
Juntemos nossos mundos... Em momentos profundos...
Momentos meus... Momentos seus, em nossos mundos!
Como é bom sonhar... Tanto quanto desejar...
Os mesmos sonhos e desejos meus e seus...
Que em um silêncio ardente ousam projetar na mente
Que eu e você... Estamos no mesmo amanhecer...
Depois do mesmo anoitecer...
Coroado de delírios e prazer intenso
Entregues a um momento breve, porém, louco, imenso.
Que é teu... Somente teu...
Que é meu... Somente meu...
Do anoitecer ao amanhecer...
Em todas as estações... Repleto de emoções...
Das rimas embaralhadas entre apelos e canções...
"Gravado na alma é eterno"
Como uma tatuagem
Uma imagem
Em uma manhã de inverno
Como aquela em nosso primeiro encontro
Manhã fria e gelada...
Que findou quente e guardada no coração.
Nos braços da lembrança sublime
De uma ardente paixão.

Márcia Kraemer
Inserida por Poetisamar
1 compartilhamento

SURDEZ DE ALMA
Ninguém sabe o que se passa dentro de um coração sem antes ouvir, sentir e ver os apelos da alma. A compaixão vai além dos atos e abraços... A compaixão inclina-se sobre o coração para absorver de suas batidas descompassadas a essência dos sentimentos velados pela surdez de alma...

Márcia Kraemer
Inserida por Poetisamar

Noite... Guardiã dos sonhos celebra a vida com quem ainda ousa sonhar acordado.

Márcia Kraemer
Inserida por Poetisamar

POEMA: EU...
Não sou o que me vês
Quando me olhas,
No primeiro instante.
Sou muito além do seu julgamento
Em constantes e vazios rompantes.
Não sou o que ouves falar
O que ousas pensar
Não estou acima ou abaixo
Dos julgamentos constantes.
Não vivo a mercê de conceitos
Não me inclua em seus preceitos.
Sem antes conhecer a essência
De minha alma...
Que transcende uma simples aparência.
Ouça-me além das palavras
Olhe-me além dos teus olhos e
Verás o que ninguém jamais viu
Uma alma em serenata
Ao coração que um dia sorriu.
Perceba-me além, além de mim e
Verás o que ninguém jamais viu
Uma flor em meio ao deserto
Um oásis em meio ao jardim.

Márcia Kraemer
Inserida por Poetisamar

Sabe aquele amor que estava escrito nas estrelas?
Pois é... Era uma estrela cadente.

Márcia Kraemer
Inserida por Poetisamar

FLORES
Em cada pétala uma declaração de amor.
Em seu perfume o carinho selado
Na delicadeza de sua exuberante cor.
Traz consigo um desejo velado,
Uma esperança em forma de flor.

Márcia Kraemer
Inserida por Poetisamar

O verdadeiro abraço vai além do alcance dos braços.

Márcia Kraemer
Inserida por Poetisamar

APENAS UM PASSO....
Justamente aquele passo que não demos...
Aquela gentileza que esquecemos...
O sorriso que se perdeu.
As palavras ditas e não ditas que alguém não entendeu.
Os sonhos prometidos.
Os sonhos não vividos.
A um passo da realização... Perdido na ilusão...
Recuar a um passo dando a ausência um espaço...
O espaço de um passo...
O último passo....
Aquele que não demos.

Márcia Kraemer
Inserida por Poetisamar