Machado de Assis

26 - 50 do total de 490 pensamentos de Machado de Assis

Guarda estes versos que escrevi chorando,
Como um alívio a minha saudade,
Como um dever do meu amor; e quando
Houver em ti um eco de saudade,
Beija estes versos que escrevi chorando.

A imaginação foi a companheira de toda a minha existência, viva, rápida, inquieta, alguma vez tímida e amiga de empacar, as mais delas, capaz de engolir campanhas e campanhas, correndo...

Machado de Assis ASSIS, M., Dom Casmurro

Palavra puxa palavra, uma ideia traz outra, e assim se faz um livro, um governo, ou uma revolução, alguns dizem que assim é que a natureza compôs as suas espécies.

Machado de Assis

Nota: Trecho do conto Primas de Sapucaia, publicado originalmente no jornal "Gazeta de Notícias", em 1883.

As coisas valem pelas ideias que nos sugerem.

Machado de Assis Trio em lá menor. In: Várias histórias (1896).

Reúno em mim mesmo a teoria e a prática.

Machado de Assis O alienista (1882).

A arte de viver consiste em tirar o maior bem do maior mal.

Machado de Assis Iaiá Garcia (1878).

Defeitos não fazem mal, quando há vontade e poder de os corrigir.

Machado de Assis MENDONÇA, Lúcio de. Névoas Matutinas (1872).

Nota: Trecho retirado do prefácio de Machado de Assis para o livro "Névoas Matutinas", de Lúcio de Mendonça.

Não se luta contra o destino; o melhor é deixar que nos pegue pelos cabelos e nos arraste até onde queira alçar-nos ou despenhar-nos.

Machado de Assis Esaú e Jacó (1904).

Acomodar-se às circunstâncias do momento faz hábeis os homens e estimáveis as mulheres.

Machado de Assis Helena (1876).

Nota: Citação ligeiramente modificada do original: "O que a tornava superior e lhe dava probabilidade de triunfo, era a arte de acomodar-se às circunstâncias do momento e a toda a casta de espíritos, arte preciosa, que faz hábeis os homens e estimáveis as mulheres."

A melhor definição do amor não vale um beijo.

Machado de Assis Assis, M. Obra Completa de Machado de Assis. vol. II. Rio de Janeiro: Nova Aguilar 1994.

Nota: Trecho ligeiramente modificado do original, presente no conto "O Espelho".

Mas o tempo, o tempo caleja a sensibilidade.

Machado de Assis Memórias Póstumas de Brás Cubas (1881).

Marcela amou-me durante quinze meses e onze contos de réis.

Machado de Assis Memórias Póstumas de Brás Cubas. Rio de Janeiro: Typografia. Nacional, 1881.

Eu gosto de catar o mínimo e o escondido. Onde ninguém mete o nariz, aí entra o meu, com a curiosidade estreita e aguda que descobre o encoberto.

Machado de Assis A semana. In: Gazeta de Notícias, 11 nov. 1900.

Muitas coisas melhor se diz calado, pois o silêncio não tem fisionomia, mas as palavras sim têm muitas faces.

Machado de Assis

Nota: Autoria não confirmada.

Uma criatura

Sei de uma criatura antiga e formidável,
Que a si mesma devora os membros e as entranhas,
Com a sofreguidão da fome insaciável.

Habita juntamente os vales e as montanhas;
E no mar, que se rasga, à maneira do abismo,
Espreguiça-se toda em convulsões estranhas.

Traz impresso na fronte o obscuro despotismo;
Cada olhar que despede, acerbo e mavioso,
Parece uma expansão de amor e egoísmo.

Friamente contempla o desespero e o gozo,
Gosta do colibri, como gosta do verme,
E cinge ao coração o belo e o monstruoso.

Para ela o chacal é, como a rola, inerme;
E caminha na terra imperturbável, como
Pelo vasto arealum vasto paquiderme.

Na árvore que rebenta o seu primeiro gomo
Vem a folha, que lento e lento se desdobra,
Depois a flor, depois o suspirado pomo.

Pois essa criatura está em toda a obra:
Cresta o seio da flor e corrompe-lhe o fruto,
E é nesse destruir que as suas forças dobra.

Ama de igual amor o poluto e o impoluto;
Começa e recomeça uma perpétua lida,
E sorrindo obedece ao divino estatuto.
Tu dirás que é a Morte; eu direi que é a Vida.

Machado de Assis Ocidentais (1901).

O cristianismo é bom para as mulheres e os mendigos.

Machado de Assis Memórias póstumas de Brás Cubas

Pois o silêncio não tem fisionomia, mas as palavras muitas faces...

Machado de Assis

Nota: Autoria não confirmada.

Não gosto de lágrimas, ainda em olhos de mulheres, sejam ou não bonitas; são confissões de fraqueza, e eu nasci com tédio aos fracos. Ao cabo, as mulheres são menos fracas que os homens, ou mais pacientes, mais capazes de sofrer a dor e a adversidade...

Machado de Assis Memorial de Aires (1908).

Quinze anos! é a idade das primeiras palpitações, a idade dos sonhos, a idade das ilusões amorosas, a idade de Julieta; é a flor, é a vida, e a esperança, o céu azul, o campo verde, o lago tranqüilo, a aurora que rompe, a calhandra que canta, Romeu que desce a escada de seda, o último beijo que as brisas da manhã ouvem e levam, como um eco, ao céu.

Machado de Assis Contos Avulsos - Machado de Assis. Rio de Janeiro: Editora Civilização Brasileira, 1956

Nota: Trecho do conto O anjo das donzelas.

Convém que os homens afirmem o que não sabem, e, por ofício, o contrário do que sabem; assim se forma esta outra incurável, a Esperança.

Machado de Assis Esaú e Jacó (1904).

É melhor, muito melhor, contentar-se com a realidade; se ela não é tão brilhante como os sonhos, tem pelo menos a vantagem de existir.

Machado de Assis A Mão e a Luva (1874).

Matamos o tempo, o tempo nos enterra.

Machado de Assis Memórias Póstumas de Brás Cubas. Rio de Janeiro: Typografia. Nacional, 1881.

Tudo é aliado do homem que sabe querer.

Machado de Assis A mão e a luva (1874).

A gratidão de quem recebe um benefício é sempre menor que o prazer daquele de quem o faz.

Machado de Assis Contos Avulsos

A ingratidão é um direito do qual não se deve fazer uso.

Machado de Assis

Nota: Citação atribuída. Autoria não confirmada.