Luísa Sonza

Encontrados 11 pensamentos de Luísa Sonza

Eu amo seus olhos castanhos
E eu sei, parece estranho
a frequência em que digo eu te amo
Mas é repetindo sinais em sequência
que a paixão vira consequência
Um sorriso bobo, um abraço gostoso
Seu jeito de olhar pira minha consciência

Luísa Sonza

A sorte te trouxe pra perto
Destino nos uniu no tempo certo
Limpou o coração que já era pó
E Deus nos fez de dois um só

Luísa Sonza
Inserida por pensador

É regando que a flor nasce
é amando que o amor floresce
E é vivendo que o amor
fez do seu nome minha prece
Pedi pra Deus cuidar de cada passo
Pra no futuro um filho meu ter teu traço

Luísa Sonza
Inserida por pensador

Não deixem te dizer
O que deve fazer
Cê vai lembrar de mim
Uma boa menina faz assim

Luísa Sonza

Quem disse que futebol é coisa pra menino?
Quem disse que azul é cor que ele tem que usar?
Um homem que é homem de verdade cria um filho
Mostrando pra ele o que a vida tem pra dar

Luísa Sonza
Inserida por pensador

Não quero cumplicidade mas quero respeito
A porta do carro não precisa abrir pra mim
Porque se ele quer que o filho seja um bom sujeito
Joga o machismo fora, abre a mente e faz assim

Luísa Sonza

Quando se estressar
Para, respira e relaxa
Tô aqui pra te ouvir amor
Fica a vontade
Olha esse solzão
Olha esse fim de tarde
Só fica comigo amor
Só good vibes

Luísa Sonza
Inserida por pensador

Seu beijo é de outro mundo
Amor, de verdade
Parece que quando me beija
Eu saio desse plano, eu sei lá
Eu vou pra Marte
Fica à vontade
Me beija noite e dia
Que eu esqueço dos problemas
Isso é na sinceridade

Luísa Sonza
Inserida por pensador

Não sei por que a vida me jogou aqui
Preciso descobrir qual a razão
Talvez eu seja um pássaro em transformação
Será que é só chavão? Quem sabe não

Luísa Sonza
Inserida por pensador

Um pássaro quando perde as asas ainda vive
Mas pergunte a ele se o seu sonho
Não é voar de novo

Luísa Sonza
Inserida por pensador

Namora comigo amor
Sem você sou herói sem capa
Namora comigo amor
Uma pessoa sem graça
Um passarinho sem asa
Um pote sem tampa
Uma uva sem passa, eu sou

Luísa Sonza