Luis Ricardo Teiga Ramalho

1 - 25 do total de 65 pensamentos de Luis Ricardo Teiga Ramalho

Muitas vezes ouvir a verdade dói, assim como as mudanças constantes que ocorrem em nossas vidas, cabe a nós decidirmos de quem aceitamos ou não ouvir criticas, porém sempre cientes de que são aqueles que nos amam de verdade que irão dizer o que menos esperamos ouvir, é justamente ai que está fundamentado a capacidade do ser humano de manter ou não a pessoa certa do seu lado......, muitas vezes mantemos o ruim por capricho do ego e perdemos o bom pelo excesso de teimosia e amor próprio, lembre-se a vida é feito de preparo, é a atitude que temos diante das situações que caracterizam de fato quem somos

Luis Ricardo Teiga Ramalho
2 compartilhamentos

Tom Jobim realmente é um gênio, ele conecta a mente com o coração e convida a alma para tomar um drink

Luis Ricardo Teiga Ramalho
Inserida por luisrtr
1 compartilhamento

Se fossemos seres feitos para ser individualistas não viríamos ao mundo dentro do ventre de nossas mães e não teríamos como maior exemplo de amor aquele que é filho de Deus e mesmo assim precisou de 12 apóstolos ao seu lado para levar luz e amor para o mundo

Luis Ricardo Teiga Ramalho
Inserida por luisrtr
1 compartilhamento

Se estende tuas mãos diante de mim; saiba que este é um caminho sem volta, pois da sua mão não largarei mais

Luis Ricardo Teiga Ramalho
Inserida por luisrtr
1 compartilhamento

Eu me lembro muito bem quando ouvi aquelas canções do seu lado, é como se você tivesse descoberto a sua alma e através dos meus olhos descoberto aquele que chamávamos de amor eterno ao som de bossa nova... ...

Luis Ricardo Teiga Ramalho
Inserida por luisrtr
1 compartilhamento

É na madrugada com o copo de whisky e com o velho cigarro que transformo o movimento da fumaça na canção dos tempos que já passaram.....

Luis Ricardo Teiga Ramalho
Inserida por luisrtr
1 compartilhamento

O Sucesso é o insucesso com uma dose de motivação e uma pitada de força de vontade

Luis Ricardo Teiga Ramalho
Inserida por luisrtr
1 compartilhamento

Sinto um leve pesar por alguém que nunca sentiu a mágica da Bossa Nova...........em todos os sentidos.

Luis Ricardo Teiga Ramalho
Inserida por luisrtr
1 compartilhamento

Não sei responder com palavras o que pessoas como Tom Jobim, João Gilberto e Elis regina provocam em mim, talvez meu coração saiba expressar melhor através de seus batimentos..

Luis Ricardo Teiga Ramalho
Inserida por luisrtr
1 compartilhamento

Hoje percebi que devo guardar algumas das belas coisas que fizestes por mim, como o dia em que saiu do guarda roupa e me levou para um mundo que eu nunca vi e estive, isso faz muito tempo, mas muito obrigado por ter me levado até lá ao menos uma vez...

Luis Ricardo Teiga Ramalho
Inserida por luisrtr
1 compartilhamento

Quando uma mulher fizer algo que venha a te chatear, não deixe de dizer a ela que está magoado, mas receba-a com rosas, pois é uma forma de você mostrar que tudo que é bonito também tem espinhos, mas mesmo assim você pode ser capaz de segura-la, sua mão vai doer, mas sua fé e seu amor podem transformar a rosa com espinhos em uma bela orquídea, orquídea esta que leva anos pra florir, mas que quando floresce é imensa beleza! O papel do homem é de ser um grande regador, sempre lembrando que para regar precisa de suas mãos, e é a quantidade de machucados nela que vai determinar o limite de seus gestos, ame até onde conseguir! E Regue de todas as formas que puder, a rosa pode vir a não ser uma orquídea, mas você não vai deixar de ser um regador!

Luis Ricardo Teiga Ramalho
Inserida por luisrtr
1 compartilhamento

O que faz uma música bonita?
Seria a melodia ? A letra ? Ou as alternâncias ?
Difícil explicar e de certa forma conceituar algo provindo de profunda inspiração, como explicar a arte? São as mais profundas experiências provindas dos compositores, suas decepções amorosas, seus momentos de alegria e felicidade, angústias.....desilusões, ilusões verdadeiramente vividas, quanta coisa não é mesmo? É complexo, profundo, arrebatador, mas simples! Pois são emoções e sentimentos declarados, que foram vividos, e expostos em instrumentos, em voz, versos, estrofes, em composição e melodia!
E como nos identificamos com estas músicas não é mesmo? E é fácil entender, creio que além da experiência de viver o verdadeiro amor com nossos pais, amigos, com a mulher amada e com Deus, apenas as músicas são capazes de tocar nossa alma, persuadir nosso coração, mudar caminhos, mudar nosso estado, nos colocar em momentos reflexivos, transbordar nosso peito repleto de angústias que com toques suaves acalentam nossa alma, musicas capazes de motivar! Encorajar! Fazer sorrir! Fazer chorar! Fazer cantar! E isso é lindo...
Abençoadas sejam essas almas inspiradas e sinceras que tocam nossos corações, poetas, compositores, protagonistas e espectadores de belas histórias de amor, até porque, qual é o tema mais presente nessas belas músicas? É o amor perdido, o amor conquistado e declarado, ou o amor idealizado, ou até mesmo a revolta e manifestação da ausência do mesmo! Será que a música existe para nos ensinar sobre o verdadeiro amor e o gesto de amar? Até porque músicas possuem começo e fim, mas outras são atemporais. Será que apenas bons e criteriosos ouvidos sejam capazes de encontra-lo? Ahhhh música! Só tenho algo a te dizer: "EXISTIRIA A VERDADE, VERDADE QUE NINGUÉM VÊ, SE TODOS FOSSEM NO MUNDO IGUAIS A VOCÊ,QUE MARAVILHA VIVER ". Por isso chego a conclusão que a minha maior declaração de amor será no momento em que eu olhar para alguém e dizer: "Você é como música pra mim" uma música atemporal....Sempre procurei uma palavra que passasse uma intensidade maior do que: "EU TE AMO", e nunca descobri, mas acho que agora encontrei!.......

Luis Ricardo Teiga Ramalho
Inserida por luisrtr
1 compartilhamento

Caminhos difíceis que levam a sentimentos e escolhas fáceis.
Porque Insisto em querer o mais difícil? Talvez a resposta pra esta pergunta seja através de outra pergunta: Porque querer o que é mais fácil ? Valorizamos aquilo que é fácil de se obter?
Entendo que hoje conheço minhas limitações e sei de fato quem sou por sempre optar pelo caminho mais difícil, afinal; no que o fácil me motivaria? No que o fácil me desafiaria?
Em que ponto aquilo que é fácil faria eu "transpirar a camisa" por um ideal, um objetivo, um resultado, um desejo? Sem desafios como eu faria pra conseguir realizar meus desejos e vontades? Eu daria valor nas coisas com qual embasamento? Sinceramente não sei! Acredito que uma pessoa só cresce quando é capaz de superar as dificuldades, problemas, obstáculos, proteção é importante, mas há certas coisas que deve-se aprender por esforço próprio.
Vivemos em um mundo carente de amor e transparência, mas não digo isso apenas em relação à sociedade, mas principalmente à forma com que tratamos nossas vontades, a forma com que abdicamos daquilo que é importante pra nós e que como consequência acaba por ferir nossa alma, âmago, e espirito! Quer um exemplo? Eu quero isso, mas não consigo ( Não consegue? Por qual motivo?) Quero fazer um curso, mas não tenho dinheiro (Junte ou espere !), eu amo ela, mas ela não me da atenção (Conquiste-a, ao menos tente), eu quero viajar pro exterior, mas não tenho tempo ( Planeje, comece pequeno)! Estou infeliz trabalhando com isso, mas não posso mudar agora (Planeje)! Note como é mais fácil criar justificativas, e nisso sonhos são abdicados, e vidas são consumidas por uma falsidade que você mesmo criou, triste não?
Da mesma forma que justificativas são criadas, vejo frequentemente a facilidade de "descarte" e auto-destruição em situações problemáticas ou até mesmo caóticas em que pessoas são equivocadas, quer ver ? Aquele amigo de longa data que você abandonou na primeira discussão, aquele amigo que sempre esteve do seu lado em momentos difficiles e você se afastou por colegas de contextos momentâneos, o relacionamento que na primeira crise acabou, isso é triste, percebo que nossa geração é instável , não se vê amizades de longa data, amores duradouros, e sonhos construídos com esperança e esforço, mas sim a presença constante do comodismo e de relações construídas na mentira que da mesma forma que começaram terminaram.
Por isso sempre questiono pessoas com as quais me deparo e que me mostram caminhos e alternativas fáceis, pessoas de sorrisos fáceis, amizades fáceis, sentimentos fáceis, amores fáceis, para ser sincero isso me assusta, por isso não sou de sorrisos fáceis, de conquistas fáceis, de muitos "amigos", de muitos amores, não sou daqueles de dar tapinhas nas costas pra agradar, de seguir protocolos que não sejam convenientes pra mim, é minha forma de ser sincero comigo mesmo e de atrair pessoas similares, difícil não? Sim, muito! Mas em compensação quando sorrio pra você, pode ter certeza que é verdadeiro, se sou seu amigo, tem minha verdadeira e presente amizade, a qual será demonstrada no estender da minha mão no decorrer do tempo, pois sei o quão difícil foi tê-la em um mundo em que interesses vencem amizades, se te amo, ou vejo imenso "valor" em você! O farei de forma imensa e não terei medo de te mostrar todos os dias,pois sei como foi difícil encontra-la ou tê-la como minha amada!
E são em exemplos como estes que entendo que o caminho difícil faz muito mais sentido pra mim, elimina os medos, defesas e incertezas, e é assim que o difícil trás o fácil!

Luis Ricardo Teiga Ramalho
39 compartilhamentos

Escolhendo ingredientes....
Cozinhar! Eu particularmente gosto muito! E sei que requer muita prática, não é fácil acertar os ingredientes, a quantidade correta, e então encontrar o sabor ideal.
Mas é claro que não vamos acertar de primeira, acredito muito que chegamos no ideal depois de tentativa e erro e muita observação, por isso percepção é muito importante, saber identificar a temperatura correta, a textura correta, e então prestigiar o aroma e sabor, mas em meio a isso tudo impreterivelmente existe um detalhe que jamais podemos esquecer, a qualidade e dosagem dos ingredientes, não adianta querer o prato mais sofisticado com ingredientes baratos ou de baixa qualidade.
Por isso penso que cozinhar é uma arte, porém não completamente subjetiva, é uma arte acompanhada de bom senso, técnica e capacidade de selecionar os melhores ingredientes, em que o resultado leva à confiança, harmonia e deleite de quem os consome.
Como apreciador da boa arte sempre reflito em suas lições e propósitos,tenho como crença que muitas vezes erramos no detalhe, no imperceptível, já a arte possui uma preocupação latente com isso.
Como Freud dizia: "O caráter de um homem é formado pelas pessoas que escolheu para conviver" penso se somos verdadeiramente seletivos em relação à escolha dos "ingredientes de nossas vidas" Somos nós de fato que os escolhemos? São harmonias e aromas que buscamos? Sabemos se são os ingredientes que de fato precisamos? E nós ? Somos bons "ingredientes" em valor nutricional? Somos doces ? Salgados ? Azedos? Rançosos ? Agregamos?
Você já esteve com aquela imensa vontade de saciar sua fome e acabou por sacia-la com alimento ruim? Não digo apenas em sabor, mas também em valor nutricional, sabemos que o alimento quando ruim gera efeitos negativos em nosso corpo (embora eu não dispense uma boa pizza e um Cheese Burguer) penso que o mesmo acontece com escolhas erradas para nossa vida, o pior é que o efeito geralmente não é no corpo, e sim na alma, e a reabilitação é um pouco mais lenta do que as comumente geradas na carne.
De fato ingredientes totalmente diferentes podem ser conflitantes em sensações proporcionadas, porem complementares se possuírem se fizerem parte do mesmo contexto, compartilharem a mesma visão, um pode ter valor nutricional maior do que o outro, já o outro pode ter mais sabor, mas AMBOS possuem algo a oferecer.
Não espere belos aromas e sabores provindos de ingredientes pobres, não procure o deleite naqueles ingredientes usados de forma demasiada que acabam por provocar enjoo, náusea, ingredientes baratos que não se dão ao valor, ingredientes que qualquer um consegue, da mesma forma que se você não for um bom ingrediente com frequência será descartado, não irá se misturar com o que é bom, apenas com o que é similar ou inferior a você.
Também saiba que arte é a evolução, e que ingredientes frequentemente devem ser adicionados no prato, desta forma você provará novos sabores, novas sensações, vai entender que sal, açúcar, alho e azeite serão na maioria das vezes indispensáveis, mas também entenderá que em alguns momentos ingredientes como: canela, pimenta,açafrão, manjericão, entre outros serão muito bem vindos, ainda mais se acompanhados do vinho da safra correta.
Os olhos devem ser capazes de enxergar e vislumbrar o paladar desejado, devemos provar com cautela antes de escolher, sentir, notar e avaliar, afinal somos nós que temos as rédeas de tudo, e se o sabor no fim não for o desejado quem escolheu foi você.

Luis Ricardo Teiga Ramalho
Inserida por luisrtr
1 compartilhamento

Muitas vezes sendo bonzinhos não somos reconhecidos pela bondade, outras vezes sendo autênticos não somos reconhecidos pelo excesso de autenticidade, podendo até ser mal interpretado, muitas vezes distribuímos sorrisos para sermos retribuídos com o silencio ou até mesmo ausência de sentimento ou estimulo, por isso é importante nos dedicarmos a pessoas que se importam com nós e nossas atitudes.
As vezes pode ser doloroso investir segundos, minutos ou horas do dia dedicando pensamentos para pessoas que muitas vezes nem se importam, pensam ou lembram de nós, contudo isso é uma escolha que pode mudar a qualquer momento! De certa forma estou repleto de cansaço ao ver todos aderindo às conversas dos iguais, às falsas impressões repletas de atitudes vazia, repletas de jogo, impeto carnal, ou ausência da declaração de sentimentos e expectativas reais e verdadeiras, mas como de certa forma meu maior defeito é ser o que sou não consigo deixar de ser diferente apesar de muitas vezes parecer não fazer a diferença ou surtir algum impacto, mas não me importo com isso, mas sim na mensagem "passada"
Estou levemente enjoado daqueles de sentimentos negativos e falsos personificados em seres que assumem forma de gente e andam por ai abraçando indivíduos repletos de mentiras, cansado de pessoas que mentem pra si mesmas, pessoas que fabricam tristezas, falsas crenças e medo, cavando seu próprio buraco, sua própria cova, tornando o destino previsível e desejando o imprevisível em que sua zona de conforto ou barreiras as impedem de construir ! Medo de amar, medo de largar, medo de fugir, medo de se esconder, e admiradoras de uma inércia repleta de observação e regras que racionalizam o que devem ser espontâneo.
A minha maior vontade na maioria das vezes é de mandar muita coisa pro ar e recomeçar do "zero" fingindo que não percebi e que desconheço tais capacidades repletas de incapacidades, mas a grande verdade que me rodeia e que de certa forma me atormenta, e me motiva, é o fato de ser difícil viver sem isso! Sem essa incerteza, sem essa luta continua pelo entendimento e compreensão! É a vida sendo vida, é a percepção proporcionando evolução através das atitudes, prioridades e escolhas certas, vida se resume a isso!
Sem esse cansaço desgastante, sem essa angústia apavorante e temor latente, não existe aprendizado! Muito menos vida, muito menos graça! Entretanto algo é muito presente: O caminho escolhido que leva a dor! E nossa! Como dói quando o escolhemos não é mesmo? Ele nos expõe, nos revela e nos machuca, mas é uma dor passageira! São dores que são fruto da nossa entrega repleta de expectativas falsas criadas e alimentadas por poemas que lemos, filmes que assistimos, músicas que ouvimos e pessoas extremamente deslumbrantes e perfeitamente erradas nas quais depositamos confianças e expectativas, todavia assumimos tais riscos por simplesmente ESCOLHER, até porque entendemos com clareza onde belas escolhas e caminhos podem nos levar, entendemos que uma vez que partimos do ponto de partida só voltamos nele quando a corrida termina e tudo chega ao fim, e mesmo assim o fim trás um novo caminho, só que desta vez mais curto! Isso se você souber aproveitar bem!

Luis Ricardo Teiga Ramalho
Inserida por luisrtr
1 compartilhamento

Eu: Solidão porque não me deixa?
Solidão: Eu quero que você aprenda a conviver melhor comigo e que não fuja de mim, em um momento ou outro eu sou inevitável!
Eu: Mas já tem muito tempo que você me persegue!
Solidão: Você se lembra as coisas que aconteceram quando eu te deixei?
Eu: Sim, eu me lembro, mas por alguns momentos fui feliz!
Solidão: Sim! Você foi, e por isso em alguns momentos fiquei distante, mas já em outros creio que era melhor você ter minha companhia, mas mesmo assim insistia em me afastar de você! Em me evitar!Tem medo de mim?
Eu: Não é medo, aliás, creio que seja um pouco!
Solidão: Estou com você sempre que você dorme, sempre que você acorda, quando você vai de um lugar pra outro, e por algum motivo te entendo!
Eu: Mas as coisas seriam mais fáceis se eu pudesse te ver! Talvez eu não teria tanto medo de você!
Solidão: Você não precisa me ver pra gostar de mim! Basta você me sentir de forma positiva!
Eu: Te sentir? Como ?
Solidão: Da mesma forma que você senti bons sentimentos dos poemas que lê, das músicas que ouve, afinal tudo está ali por um motivo!
Eu: É difícil de entender
Solidão: Na verdade é difícil pra você querer estar ao meu lado, me aceitar como sou!
Eu: Eu gosto de conversar, de sentir, de tocar, de ouvir!
Solidão: Por isso você o tempo todo estará do meu lado!
Eu: Como assim?
Solidão: Você gosta de ouvir os outros, mas não a você mesmo! Você quer sentir sem antes sentir a você mesmo, você quer amar sem antes....
Eu: Ei! O que você quer dizer? Eu me amo, e muito!
Solidão: Então porque minha companhia não é suficiente pra você?
Eu: .......não sei te responder..
Solidão: Pois então peço que seja legal comigo, que me entenda melhor, você sabe que independente do seu momento eu nunca vou te abandonar!
Eu: Não entendo!
Solidão: Estive com você o tempo todo, eu te conheço, e estou do seu lado o tempo todo por você!
Eu: Confesso que estou começando me sentir mais a vontade com você!
Solidão: Isso é bom! Mas quando for apropriado viajarei pro lado de outros que precisam de mim!
Eu: Ué, não entendi, você não estaria sempre comigo? Quando você pretende viajar?
Solidão: Sim, estarei sempre do seu lado, mas viajarei quando alguém merecer estar mais ao seu lado do que eu!
Eu: Mas você volta?
Solidão: Se minha viagem acontecer, espero que não!

Luis Ricardo Teiga Ramalho
Inserida por luisrtr
1 compartilhamento

Fico pensando em como é difícil conquistar um coração, como é difícil adentra-lo e conquistar um espaço, muitas vezes doloroso e árduo, não existe um caminho ao certo, um atalho, um sinal, como podemos segurar nossas ações e intenções diante de algo que boa parte de nossas vidas sonhamos viver? O afago sincero, o beijo repleto de sinceridade, o porto seguro, e principalmente o olhar sereno e gostoso que nos transporta com facilidade deste mundo pra outro, quem não quer isso? Quem um dia nunca desejou conquistar ou despertar isso em alguém? Por isso creio fielmente que diante de possibilidades maravilhosas fatores como orgulho, omissão de sentimentos, joguinhos emocionais e ações repletas de poses e falsas palavras jamais devem ser empregadas quando reconhecemos em alguém possibilidades lindas, por isso devemos ser quem realmente somos e expressar o que realmente pensamos e desejamos, devemos mostrar nossas falhas, erros, vulnerabilidades, pois tudo isso torna o ser único! Afinal nunca devemos nos aproximar de alguém por algo que criamos, modelamos ou projetamos para se obter êxito, mas sim por quem somos de fato, seja na ausência de ações ou em excesso de ações.
Particularmente penso que para se conquistar um coração são necessárias muitas habilidades, precisa de paciência e calma ( E como isso é difícil!) passei a entender que tem que ser vagarosamente, disfarçadamente, creio que no fundo não alcançamos o coração de alguém com pressa, infelizmente.........
Creio que temos que nos aproximar com meias palavras, suavemente, apoderar-se dele aos poucos, com cuidado, não se pode deixar que percebam que ele será "roubado", na verdade, teremos que furtá-lo, docemente.
Conquistar dá trabalho, requer paciência, fazendo uma analogia é como se fossemos tecer uma colcha de retalhos, aplicar uma renda em um vestido, tratar de um jardim, cuidar de uma criança!
É necessário que seja com destreza, com vontade, encanto, carinho e sinceridade no olhar, nas palavras e principalmente nos gestos que se não forem dosados podem "assustar negativamente" ou até mesmo surpreender positivamente! Como é difícil expressarmos nossos desejos para alguém não é mesmo ? Como é dificil nos declararmos! Complicado não é? Mas qual seria a graça se existisse uma fórmula? Talvez seja uma "fórmula sem fórmula" que geralmente é muito bem expressa como por exemplo na sinceridade de uma criança que deseja algo e que sem anseios, dúvidas ou medo simplesmente diz! Uma vez me ensinaram que ao reconhecermos um possível amor devemos sem medo nos doar e mostrar nosso melhor, pois o que fazem com os nosso melhor que realmente nos mostra quem deve ou não permanecer ao nosso lado, e eu acredito muito nisso.
Mas é difícil, temos que segurar o ímpeto! Racionalizar o irracional que chamamos de emocional, e isso deve ser feito de forma sincera, como isso é difícil!!!! Isso demanda esperteza, mas não falo dessa esperteza que todos conhecem, falo da esperteza de sentimentos, daquela que existe guardada na alma em momentos que precisamos.
Quando se deseja realmente conquistar um coração creio que antes já tenhamos conseguido conquistar o nosso! É preciso que ele já tenha sido explorado nos mais puros e mínimos detalhes, é importante que tenhamos aprendido com experiências, é necessário que tenhamos conseguido conhecer cada cantinho do nosso coração, cada espaço já preenchido e por fim aceitar cada espaço vago....e então, quando finalmente esse coração for conquistado, quando tivermos nos "apoderado" dele, vai existir uma parte de alguém que seguirá conosco, uma metade de alguém que será guiada por nós e o nosso coração passará a bater por conta desse outro coração.
Eles sofrerão altos e baixos sim, mas com certeza haverá instantes, milhares de instantes de alegria, baterão descompassado muitas vezes, e sabe por que? Faltará a metade dele que ainda não está junto de nós! Até que um dia, cansado de estar dividido ao meio, esse coração chamará a sua outra parte e alguém por vontade própria, sem que precisemos roubá-lo ou furtá-lo nos entregará a metade que faltava.... e é assim que eu acredito que se rouba um coração, "fácil" não?
Pois é, nós só precisaremos "roubar uma metade, a outra virá na nossa mão e ficará e por fim ficará detectado um "roubo" então!
E é por isso que acredito que encontramos tantas pessoas pela vida que dizem que nunca mais conseguiram amar alguém... é simples... é porque elas não possuem mais coração, eles foram roubados, arrancados do seu peito, não vivenciaram um amor, mas sim uma paixão, que são coisas completamente diferentes, paixão é forte e de pouca duração, dura alguns meses como já comprovado, amor é profundo e durável, paixão é da natureza humana, o amor é da natureza divina, paixão é egoísta e busca apenas seu interesse sempre é incapaz de perdoar, amor busca continuamente o interesse do outro, paixão pode se transformar em ódio! Amor nunca se transforma em ódio! A Paixão é burra e fácil de acontecer, o amor é sábio e busca alternativas, mesmo sendo as mais difíceis, a paixão é cega e acontece de uma hora pra outra! O amor REVELA O CARÁTER DE DEUS, portanto somente com um grande amor ela terá um novo coração, afinal de contas, corações são para serem divididos, e com certeza esse grande amor repartirá o dele com você!

Luis Ricardo Teiga Ramalho
Inserida por luisrtr
1 compartilhamento

Passarinho....

Nasci e já senti a dor em meu pulmão..
Era a minha primeira vez fora do ventre de minha mãe
E por isso era doloroso sentir o ar entrar em meu peito...
Quando cresci, porém ainda criança, mas consciente de meus desejos e sentimentos aprendi a amar incondicionalmente...
Mas no meu primeiro amor puro e de verdadeiro já fui "traído"...
Pois como diz Freud nossa primeira experiência de amor é com nossa amada mãe que por sinal já pertence a outro...
O primeiro amor "platônico"
Para começar a andar eu cai, me machuquei.... até aprender que deveria respeitar os limites do meu corpo para ter sustentação o suficiente para permanecer de pé, respeite isso, ou caia......
Aprendi as brincadeiras de criança e vivi a inocência do faz de conta.....quem não se lembra da magia dos desenhos da Disney com aquele castelinho animado de vinheta..
Sem deixar de mencionar os super heróis que me ensinavam a ser forte independente da situação...
Fiz amigos, e comecei aprender sobre amizade...
Vi amigos partirem.....amigos que eu gostava..., mas era o que estava designado a mim para que eu aprendesse um pouco mais sobre separação....
Aprendi as letras, aprendi as palavras, aprendi a soletrar, e por fim a escrever , falar, cantar....
Aprendi que logo cedo somos avaliados...
Por nossos semelhantes...
Pelos grupinhos de amigos....
Categorizamos e somos categorizados...
Notas baixas ou altas...
Inteligente ou inapto...
Bonito ou Feio
Gordo ou magro....
Nesse momento nossas relações ficam mais intensas....
E a amizade novamente é um dos primeiros sentimentos que aprendemos...
Aprendemos que amigos são aqueles que não compartilham apenas brincadeiras, mas experiências, momentos, paixões....
Mas como nem tudo são flores, algumas amizades vem e vão, outras vão para nunca mais voltar, ou simplesmente vão pelos contextos muitas vezes impostos pelo tempo...
E mais uma vez aprendemos sobre separação...
Nos apaixonamos, criamos e alimentamos amores platônicos...
Que na maioria das vezes não se concretizam...., e devem ser assim! Essa é o papel deles, pois servem para mostrar que nem tudo que queremos podemos ter, e sofremos para entender isso...
Em meio a este caminho sofremos perdas, perdas irreparáveis e dolorosas impostas pelo tempo e pela ordem natural das coisas, e desta forma somos condicionados a viver com a eminência da perda.......da separação...levando como lição viver intensamente enquanto se tem....
Diante de tantas situações e experiência vamos criando nossa identidade, nossa personalidade, observando lentamente nossas fraquezas e pontos fortes, aprendemos um pouco mais sobre nós mesmos e entendemos um pouco sobre como é linda, porém perigosa e tênue essa jornada chamada vida...
Amigos continuam vindo e indo, e alguns por algum motivo ficando, os amores então nem se fala, uma forma romântica de amizade que se personifica em sensações táteis e cinestésicas, que nos entrega mais otimismo, música e poesia, nos tira a sanidade, principalmente quando não se demonstra no amor, e sim na paixão, sorte daquele que na primeira paixão encontrou o primeiro "amor amigo"...mas geralmente não é assim.., quando é amor não existe separação, pois antes de ser amor é amigo...
E ai aprendemos UM POUCO, sobre cumplicidade e amor..
Continuamos crescendo, evoluindo, progredindo (alguns..) estudando, até que é chegado o momento de sairmos do ninho, e dessa vez somos nós os traidores, pois deixamos nosso primeiro amor, nossa mãe, aquela que no começo de tudo nos traiu, mas que com o tempo aprendeu que o amor que sente por nós é o mais forte que pode existir neste mundo! E sabe o que fazemos? A "Deixamos".....mas "pássaros" devem voar para construir seus próprios ninhos.........note como é uma cadeia de "separações", quantos pássaros não estão voando agora ou almejam voar?
E mais uma vez aprendemos sobre separação, mas também aprendemos sobre amor, afinal a criatura que mais nos ama na face da terra aceita nosso voo..... e porque? Porque é bom pra nós!
É quando aprendemos que amar também envolve se sacrificar...
E que amor não se demonstra em palavras, mas sim em gestos.......
Ai passamos por mudanças, novas pessoas, uma nova cidade, um novo desafio, novas amizades, novos relacionamentos, contas, obrigações, mas na verdade, os desafios são os mesmos, mas com uma complexidade maior, mas a grande questão é: Aprendemos com o laboratório que nos foi proporcionado antes? Em algumas coisas sim, em outras não..., mas neste momento as lutas são mais intensas, pois desejamos construir nosso ninho, muitas vezes sem que saibamos, afinal de que adianta voar, voar, voar e não ter onde se apoiar? As asas precisam de repouso não é mesmo?
Quando entendemos isso um novo ciclo começa, mantemos fortemente as velhas e boas amizades, nos relacionamos pra valer, mas esquecemos de uma de nossas primeiras lições: Levante apenas quando seu corpo tiver sustento! Pois bem meu caro, a diferença é que aqui APENAS você não é o suficiente, andar dependia só de você....construir um ninho PRA DOIS não...
Mas não sabemos disso, e muitas vezes construímos ninhos em galhos secos......outros úmidos ou aparentemente perfeitos, mas ocos, outros sem seiva/vontade, gélidos e traumatizados, frios e que podem ceder...outros por comodidade....
Não faça isso, seu ninho vai cair....imagine então quando tiver algo de mais importante nele...., mas ninhos acabam sendo construídos nestes galhos, e inevitavelmente caem...
Nesse momento se você for inteligente vai aprender sobre a importância da cumplicidade, empatia, VERDADE, respeito, AMIZADE e PRINCIPALMENTE RECIPROCIDADE....
E ai continuamos nossos voos, com altos e baixos, nos deslumbrando com pássaros que voam como nós, nos chocando, nos machucando, e as asas vão cansando e passamos a criar dentro de nós nosso próprio ninho...e passamos a observar..
Nesse momentos aprendemos a nos recolher e entender que um ninho é pra dois, mas que se antes não for pra um, jamais será pra dois...
E quando entendemos isso aprendemos e esperamos que exista sim a possibilidade de separação, possibilidade de decepção, mas entendemos que isso existirá onde não mora a cumplicidade, a reciprocidade, amizade e a incapacidade de construir, onde mora a inércia que não te pertence que não é e nem deve ser sua, pois você sabe quais são os riscos, você aprendeu sobre eles, então novamente você se joga em voos rasantes, astutos e repletos de perspicácia, muitas vezes para mostrar o que aprendeu, outras vezes para motivar voos de outros pássaros, com sorte ao olhar pro lado vai notar um belo pássaro voando ao seu lado, em movimentos sincronizados, sem dor, orgulho ou medo, ele está ali por ser do jeito dele, ou por ter visto o quão bonito e singelo é o seu voo e por isso se jogou também...
E ai vocês passam a voar juntos, ERGUEM o ninho juntos, e o que vai separar vocês? Apenas aquelas perdas irreparáveis e dolorosas impostas pelo tempo e pela ordem natural das coisas.........e como deve ser bonito esse outro passarinho, se eu encontrei ? Acho que ainda não, mas "ele" esta por ai....voando...

Luis Ricardo Teiga Ramalho
Inserida por luisrtr
1 compartilhamento

Não se trata das coisas que você sempre me diz..
Pois até mesmo uma criança sabe falar..
De criança só quero o seu olhar, aquele inocente e puro...
Olhar sem medo..
Não me importo com os presentes que você me dá..
Gosto mais das intenções e sentimentos por de trás deles
Suas declarações de nada me valem..
Se não vierem acompanhadas de gestos..
Promessas de amor eterno e longevidade não surtem mais efeito..
Não me importo com as mensagens melosas cheias de obrigação
Eu gosto da sua presença, do seu perfume, e da sua voz
Da forma com que é presente em você ser sempre presente
Gosto de quando você faz aquele resgate e consegue se lembrar aquilo que te falei muito tempo atrás e eu nem sequer me lembrava...
Gosto por você de forma lenta me recordar do que é se apaixonar...
Gosto da forma que meus olhos te notam, e tenho medo disso
Pois viver um amor não é simples e fácil
Amar nos torna vulnerável, nos deixa completamente nu
E o orgulho passar a ser uma criança perto da vontade de se expor
Sinto que só o amor é forte o suficiente para se sobrepor a tais sentimentos
Para se sobressair ao orgulho
Ao rancor
Ao medo
Ao não
É incrível como a capacidade de amar revela o caráter de Deus em nós
Por isso o que eu gosto mesmo é do seu sorriso pela manhã...
Do seu sorriso contra minha birra..
Do seu abraço diante da minha angústia
Do café na noite de inverno
Do filme com pipoca
Do seu bom dia, boa tarde, e boa noite
Da sua compreensão...
Da sua insistência em ser minha...
Gosto por você de livre e espontânea vontade ter concedido você a mim
Gosto de ser sua saudade
Gosto de você no sábado a noite
Gosto de você de pijama e cabelo mal arrumado no domingo de manhã
Amo a forma como o luar reflete em você
E me sinto em contato com Deus quando estou de mãos dadas com você
Por isso me sinto na obrigação divina de ser sempre fiel a você
Zelando sempre por novos sorrisos
Rindo e tratando suas angústias
E catalisando seus sonhos.....
Isso é claro.... se você deixar....

Luis Ricardo Teiga Ramalho
Inserida por luisrtr
1 compartilhamento

Perdendo encanto...Perdendo o interesse....
Percebo que levamos dias, semanas, meses e nas melhores ou piores situações segundos para nos encantarmos e nos apaixonarmos por alguém, os motivos podem ser inúmeros, muitas vezes nem entendemos, mas sentimos...
Contudo me impressiono como em minutos ou até mesmo segundos desencantamos, a paixão vai da mesma forma que veio!....Morre....Perece..., mas diferente de como começou infelizmente sabemos o motivo de ter terminado.......
Mas ei! Amor verdadeiro não releva? Não perdoa? Sim, acredito plenamente que o amor é um sentimento divino, e que também é uma forma mais bonita de amizade, o amor releva e perdoa, mas também acredito que amor em sua forma inicial é paixão...
É o momento em que dois indivíduos se encontram ou se reencontram nesta vida e para esta vida, que o que mais querem é estar próximos e juntos um do outro, sem condições e assim degustarem a convivência um do outro, em que ambos se permitem, para então descobrirem se ali pode ser morada de um verdadeiro amor..... sendo assim é concedido a ambos a oportunidade de partilhar sentimentos, sonhos, angústias...
Por isso não acredito que a melhor fase de um relacionamento seja o inicio! Pois acredito que o inicio é um momento de equalização, um momento de conhecer um ao outro de forma cristalina...sem terceiros....sem infelizes surpresas, sem mentiras ou omissões......., um momento para entender se ela está apta a fazer morada no mais íntimo do nosso coração, neste momento nada deve ficar obscuro, mal interpretado, muito menos sem esclarecimento, pois se começar assim, será assim no inicio, meio, e fim, como acho lamentável algo que mesmo sem a obrigação de acontecer começa com mentiras ou pequenas omissões desnecessárias......, algo repleto de mistérios...., sem verdadeira entrega....construindo em virtude de falsas oportunidades......isso é muito triste! Independente de quais tenham sido os motivadores de tais gestos.....
Mas muitas vezes sabemos disso e começamos o relacionamento! Porque?
Entendo que isso acontece quando a emoção por algum motivo sobrepões-se a razão, mas muitas vezes esquecemos de que nossa intuição é amiga de nossa razão, e pasme! Isso já foi comprovado cientificamente, e o pior de tudo, esquecemos que um relacionamento não existe para nos transbordar de emoções, não é aquilo que nos tira do chão, o nome disso é loucura! Insanidade, ilusão temporária....
Amor nos "fixa" no chão, nos faz lembrar racionalmente o quão bom e importante é partilhar uma vida, nos lembra o quão bom é manter o caminho da integridade, moralidade, respeito e sinceridade! O amor não gera perda de foco, não gera desconfiança e temor, mas sim profunda atenção, cautela e cuidado em todas nossas decisões, pois não são mais decisões que valem por um...., mas por dois que tornaram-se um....
Sabendo disso cabe a nós escolhermos algumas simples alternativas, sermos cristalinos e nos depararmos com relacionamentos cristalinos, ou sermos o contrário e vivenciarmos mentiras e solidão.....colhemos o que plantamos......recebemos o que damos......

Luis Ricardo Teiga Ramalho
Inserida por luisrtr
1 compartilhamento

Recentemente tive a oportunidade de ler um artigo muito interessante que defendia que um relacionamento é composto por três indivíduos: você, a pessoa que está com você, e o que você idealizou da pessoa que escolher para estar ao seu lado, pensar que podemos destruir uma relação quando idealizamos alguém....mais uma vez a vida nos ensinado a ter os pés no chão...
Realmente tudo isso faz muito sentido, pois quando conhecemos alguém que nos interessa ou encanta cabe a nós escolhermos entre algumas alternativas: demonstrarmos quem somos de fato ou demonstrarmos o que o outro deseja ver ( o caminho de uma idealização que não é mutua). São as alternativas e prerrogativas que começamos a definir o sucesso ou insucesso de um relacionamento.
Prerrogativa é o que você geralmente considera importante antes de tomar uma decisão, antes de consolidar uma crença ou até mesmo definir uma linha de pensamento sobre qualquer assunto, é impressionante pensar que muitas vezes alimentamos prerrogativas por fatores externos a nós e coisas na maioria das vezes utópicas, quantos amores verdadeiros já não presenciei serem destruídos por contos de fadas, amores destruídos no momento em que o príncipe bonito de cavalo branco virou um "sapo"
Acho que a Disney é em parte responsável por isso........rs
E ai pasmem! Chega um momento em que ele deixou de ser aquele príncipe que você sempre sonhou ! Não, ele não deixou de ser um príncipe! Na verdade ele nunca foi....ele apenas é um HUMANO com sonhos, medos, angústias, expectativas, regras e personalidade, assim como você!...........E em determinados momentos ele só precisava de você, da sua atenção, precisava ser ouvido..entendido........compreendido...
Assim como príncipes, princesas também não existem, elas não ficam eternamento com lindos cabelos, com corpo escultural e "durinho", muito menos com pele de seda, não serão o tempo todo sorriso e música, as vezes a princesa pode transformar-se temporariamente em uma bruxa, mas nunca foi uma bruxa, ela também queria sua atenção, sua compreensão, o seu beijo antes de dormir ou até mesmo aquele cafuné enquanto assistia filme junto com você.......na verdade assim como o príncipe ela nunca foi uma princesa, é simplesmente um outro ser humano.
Nosso defeito é amar apenas as virtudes e não aprendermos a amar os "defeitos" como são...
Por isso penso que é bobagem idealizar alguém perfeito, ter parâmetros elevadíssimos e complexos sem considerar que a beleza dos relacionamentos mora na simplicidade de sermos humanos e entendermos uns aos outros, respeitarmos um ao outro, termos empatia! Contudo atualmente tenho percebido (com algumas exceções) que é tão difícil praticar e vivenciar a simplicidade, ainda vejo pessoas construindo suas vidas pensando ter princesas e príncipes do seu lado, pessoas que "terceirizam" suas emoções e sonhos em contos de fadas.............. o triste disso tudo é que no primeiro choque, embate ou conflito tudo se esvai..........cai por água e lama abaixo......o diálogo que deveria ser normal passa a ser anormal, erros passam a ser um pecado imperdoável e a palavra desculpa e perdão são abolidas de um vocabulário em que deveriam ser presentes e personificadas no gesto de simplesmente amar...
Nunca quis uma princesa, mas sim uma mulher! Com suas belas virtudes, e seus lindos defeitos....isso torna o ser ÚNICO e insubstituível...é a imperfeição nos ensinando um pouquinho de perfeição...

Luis Ricardo Teiga Ramalho
Inserida por luisrtr
1 compartilhamento

Esse silêncio,bonito, angustiante, porém singelo e estimulante..
Repleto de incerteza, mas com a certeza do calor
Dos pensamentos profundos, quietos e serenos da alma
Alma minha que desalma neste silêncio "angustiante"
Neste interesse desinteressado e misterioso..
Mas meu coração por algum motivou se apegou a isso
E escolhestes o silêncio por pura opção
Mas por quanto tempo o coração se cala?
Ficar calado é uma forma de dizer sem conceituar
Conceitos são formulações fáceis, o silêncio? Esse não!
Descobrir o que o silêncio diz requer coração
Observação minuciosa...
É bom não saber dizer
Bom mesmo é ser compreendido, mesmo quando não sabemos dizer
Pois o quê se lê, se esquece
O que se vê se recorda..
E o que se faz, se aprender
Já amar?
É uma forma de crer em silêncio...
Por mais difícil que seja não falar...

Luis Ricardo Teiga Ramalho
Inserida por luisrtr
1 compartilhamento

Fácil falar sobre autenticidade e saber valoriza-la, mas na boa! Difícil mesmo é ser autentico e principalmente manter a LONGEVIDADE DA AUTENTICIDADE para as escolhas da vida!
Para os que não conhecem o significado da palavra, posso utilizar os seguintes termos: fidedignidade, genuinidade, veracidade, entre inúmeros outros.
Infelizmente o mundo cria condições para não sermos autênticos, acabamos por ser fruto e consequentemente vitimas do comportamento coletivo que gera necessidades e padrões sócio-comportamentais, até entendo isso, mas o problema é que são criados ESTERIÓTIPOS que muitas vezes vão contra a verdadeira essências das coisas e do que devemos valorizar, e como consequência as "boas práticas" provindas de um senso comum com base em SER e demonstrar o que não se é acaba por estabelecer-se e consequentemente se DEFINIR.
Sou contra reprimimos nossa real natureza ou capacidade em prol de um esteriótipo frequentemente aceito e de sucesso ( na preocupação de sermos simplesmente aceitos).
Contudo, mesmo FALSAMENTE cientes dos impactos causados em sermos algo que não somos muitas vezes optamos pelo tão requisitado ESTERIÓTIPO para obtermos sucesso em nossas relações não é?
E o que será que acontece neste caso? Uma clara e perfeita desconexão da sua natureza e vontade, versus à necessidade de êxito diante dos olhos de terceiros, ou daquele alguém "especial" que você elegeu para conquistar, mesmo assim você segue o roteiro! ATÉ QUE: MEUS PARABÉNS! Você seguiu o roteirinho, executou alguns joguinhos e conseguiu!
Mas meu caro: E O SEU ÊXITO? E AS SUAS NECESSIDADES? ONDE ESTÃO? POR QUANTO TEMPO VAI VIVER COM ALGO QUE NÃO É PRA VOCÊ?
E é justamente ai que mora a ironia! Não mantemos por muito tempo algo que não somos! Nossa real natureza acaba sempre eclodindo com agressividade e mostrando aquilo que deveríamos ter demonstrando desde o primeiro momento! O erro não é só de quem esta do seu lado, mas primeiramente seu por não ter sido criterioso com você mesmo, afinal você se modelou em prol do outro, mas esqueceu de você?
E o erro também é do outro que também se modela por você, OU PIOR! O ERRO É DE AMBOS, pois não veem valor na autenticidade, mas no roteiro comumente praticado!...........Produções em série, fábrica de futuras tristezas!
Sendo que na verdade só podemos montar um quebra-cabeças com peças diferentes, similaridades devem existir, mas complementaridade é preponderante!
E No fim, o que você ganhou seguindo o roteiro? Você com certeza conquistou por um tempo aquilo que queria, mas não pôde e nunca poderia manter! Não é ADERENTE À SUA NATUREZA, e você foi fraco! Covarde! e medroso, pois não mostrou de fato quem realmente é, e sabe por qual motivo fez isso? Porque você prefere o caminho mais fácil! E acredite, eu entendo o porque de geralmente você optar por ele, é porque INFELIZMENTE o caminho mais difícil é o mais questionado pelo senso comum em relação ao seu verdadeiro êxito, mas ao mesmo tempo é o estado mais desejado de cada ser humano, quando você é lembrado e amado pela sua autenticidade, por ser quem você é e como é!
Quando você escolhe o caminho fácil, geralmente é este que o leva aos relacionamentos perigosos e falidos, sustentados por mentiras e falsas afirmações! É o caminho que leva às oportunidades mais inaderentes e inconsequentes para com o seu ser, e tudo isso por causa de uma única palavra: AUTENTICIDADE, ou talvez três: FALTA DE AUTENTICIDADE.
Be yourself!

Luis Ricardo Teiga Ramalho
Inserida por luisrtr
1 compartilhamento

Como as coisas da vida devem ser?
Difícil responder..... mas parte de mim acha que tem que ser como esse Blues! Um compromisso sem compromisso.....rs, transformando tudo em músicas comprometidas com ouvidos exigentes e principalmente descompromissada com o tédio e sentimentos negativos!

Luis Ricardo Teiga Ramalho
Inserida por luisrtr
1 compartilhamento

É incrível como a vida nos proporciona oportunidades de reflexão, reflexões sobre questões rotineiras, mas extremamente presentes em nossas vidas! Questões como amizades!Relacionamentos!Paixão,Amor, Trabalho, Projetos de vida, Perspectivas, Empreendimentos, Emoções,Bens materias! Afinal são tantas coisas para pensar não é mesmo?
Refletindo percebi que nossos PENSAMENTOS são repletos de DESEJOS, NECESSIDADES, PEDIDOS, VONTADES, e muitas vezes alguns deles acompanhados de alguma reclamação, descrença e decepções, fatores estes que geram em nós um senso se urgência e de resolução!
E ao mesmo tempo faz com que nos tornemos pessoas rígidas, e em alguns momentos inflexíveis e nada maleáveis, e é neste momento que nos equivocamos, pois achamos que pensando assim estamos focando na resolução de nossos problemas, sendo que na verdade estamos aprisionando nossa alma, pois olhamos apenas externamente e não internamente, afinal, é fácil culpar os outros por nossos problemas, o difícil é entendermos nossas limitações e defeitos, também esquecemos que muitos de nossos problemas são gerados por nós mesmos!
Sem contar que muitas vezes eles ocorrem por intuições que desconsideramos, fatos claros que simplesmente deixamos de ver por não querer perceber ou acreditar, sendo assim conclui que isso nada mais é do que trair nossa própria alma, pois ela sabe do que precisamos e conversa conosco através de nossas intuições, por isso entende você como ninguém! De certa forma acredito que é Deus conversando com a gente, por isso hoje não encaro a minha intuição como uma simples dedução, mas como minha velha e boa alma me orientando sobre o correto a ser feito sempre!
E neste turbilhão de reflexões acabei tendo outra conclusão! A de que não devo alimentar e potencializar meus pensamentos, desejos, necessidades, pedidos, e vontades, mas sim minha alma!
Desta forma meus pensamentos, desejos, necessidades e pedidos serão assertivos, e realmente MEUS, só MEUS, e como consequência disso, apenas almas semelhantes a minha estarão próximas de mim, até que chegará o momento que nem da minha intuição precisarei mais, pois meus corpo e alma serão um só! E isso pra mim é poder, evolução e harmonia!

Luis Ricardo Teiga Ramalho
Inserida por luisrtr
1 compartilhamento