Juline Louise Thiem

1 - 25 do total de 63 pensamentos de Juline Louise Thiem

Aprendi que nem sempre as pessoas que nos decepcionam de uma forma nos decepcionam de outra forma você esperava tudo da mesma a única coisa que não esperava era que uma decepção de falta de senso e ainda por cima não se pode dar segunda chance pois ela já foi dada, afinal quem comete o primeiro erro é culpado quem comete o segundo é de quem perdoou e burro por si só.

Juline Louise Thiem
Inserida por julinelouisethiem

Tudo estava indo bem em meus pensamentos e eles me fazem isso me deixam louca me fazem pensar hoje conversei comigo mesma falaram-me que mudou, feliz?! Surpreendida?! Com isso afinal nada que acontece na vida acontece por um mero acaso.

Juline Louise Thiem
Inserida por julinelouisethiem

Sente-se a pessoa mais forte do mundo mais centrada, a pessoa mais confiável a mais leve, a pessoa mais integra, mais corajosa, amável e carinhosa e sente tudo dentro de de si mesmo não sabendo explicar exatamente o que seja mais é isso que se transformou e ainda por cima em função de outra pessoa nos deixando melhores do que somos. Nos definindo assim, pessoas de bom caráter e de boa índole, saber exatamente neste novo ser do que se transformou sem ter idéia do que exatamente irá se transformar daqui pra frente, um ser menos instável ou talvez um ser mais prático, exatamente agora não sabe ao certo uma auto-definição, não dosando assim qualquer maneira lúcida paixão, deixando claro sempre que o se transformou não sendo um monstro não sendo um santo e sim uma face de dois lados ou o equilíbrio entre ambos, talvez bem-mal, fazendo assim chegar a conclusão de que pode-se estar amando..

Juline Louise Thiem
Inserida por julinelouisethiem

Quanto tempo é preciso para entender que nada é como podemos definir nem ao alcance de nosso controle na verdade está tudo fora de controle, e quando a música clássica faz seu compasso em um fim de noite onde embora ele esteja sozinho lá em seu íntimo e que nada e nem ninguém pode tocar o seu verdadeiro sentimento, ele se confunde e já não sabe de quem foi seu coração, as perguntas perduram em sua cabeça assim como as respostas não estão ao alcance de quem não vê, eis aqui em breve deixando claro que tudo está em penumbras, eis um coração machucado, pelo amor, machucado pelo desejo confuso em todos os lados pede uma libertação de onde não existe, o corpo pede pois não responde a cabeça pensa alto e o que nos resta mesmo é a tentação carnal o libido, mesmo com o pensamento em outro lugar bem longe onde ele falou aquela noite com aquele tom de voz com a pessoa desconhecida que ao menos tinha esperança de que seria o tal coração, acalentador, perfuro cortante, quebrado e sem motivos para entender o que acontece dentro de si mesmo, eis sempre pensador que pode ser uma certa ilusão do próprio coração eis ciúme mais pena algo misturado se pudesse misturar os três!, Coração, carne e razão seria uma junção perfeita e se cada um tivesse o seu próprio controle do que sente, ou melhor, controle dos seus sentimentos em relação de tudo e a todos seria igual ao menos uma vez, teria que entender o porquê e o do que de tudo que nem mesmo ele sabe explicar o pobre coração, dilacerado de dúvidas e incertezas, sendo libertado ou não seria ao certo talvez se recuperar nas trevas da solidão ou seria ao certo se recuperar como mamãe dizia que salva-se um amor com outro, passa-se vários amantes de várias formas e maneiras distintas se pudéssemos pegar um pedaçinho de cada um das partes boas e ruins e fundir apenas uma perderia sua personalidade, perderia sua essência inicial, eis a questão de um breve coração confuso

Juline Louise Thiem
Inserida por julinelouisethiem
1 compartilhamento

Quando tudo a sua volta se torna estranho, que não sabe-se definir ao certo o que é real o que não fica confuso alguém te procura e você não tem idéia do que acontece com ele fica na duvida e pensa quais são as opções corretas e certas para se tomar sabe ao certo mais tem certo medo de tomar uma decisão errada, por que ninguém e de ferro e não sai da sua cabeça jamais tudo que pensa é, o que fazer, como agir, da se tempo ao tempo a si mesmo e espera algo bom acontecer, o medo sempre toma conta ao mesmo tempo quer explorar só para saber onde vai dar, mais seria bom ou não? Depois de tanto tempo se remoendo já fica amortecido não sente mais nada apenas é um escravo dos seus pensamentos eles não te atingem mais porque já levou tanto no coração e sofreu tanto ao extremo e não chego ao teu limite, mais não quer mais saber de nada apenas que isso saia logo dos seus pensamento, fica a pergunta pensar ou não aceitar ou não explorar ou não o que fazer? A ama mais tem medo de machucá-la da o maximo de si para não fazer coisa alguma ou nenhuma então chega a uma conclusão esta pisando em ovos não em relação a ela e sim em relação a tudo que vive no momento ao encontro da sua felicidade, a felicidade esta nos braços de quem queremos e não de quem almejamos

Juline Louise Thiem
Inserida por julinelouisethiem
1 compartilhamento

Quando tudo isso acabar, só com você eu quero estar, daqui até a eternidade, espero não precisar ficar sem você, sem seu cheiro, sua pele, as vezes isso me confunde, mais é pela falta de experiencia eu quero que você esteja comigo para todo sempre, em cada canto no meu corpo em cada canto do meu coração e da minha mente, carne e espiritual

Juline Louise Thiem
Inserida por julinelouisethiem

Definindo o que sinto é mais preferível o silêncio das dores guardadas e a solidão das saudades envelhecidas, ao simples indolor do nada, por que o nada é o nada e e com o nada não se tem nada, não existe nem o sentimento o nada simplesmente e o escuro o sujo o nada é a definição da falta de sentimento

Juline Louise Thiem
Inserida por julinelouisethiem

Suas mãos sobre meu corpo deslizando como o mar na areia suave a se completando, tudo que sinto parece se perder em segundos com dificuldades e os fantasmas do passado voltam a estante das minhas assombrações e me dizem que tudo que tenho até então é tudo que preciso são duas coisas que se chocam e não conseguem se ligar, porque um é o que precisa e o outro é o que eu tenho, e tudo que eu preciso é respirar de novo, nem sempre posso ser realista com tudo que sinto ou posso dizer que sinto são só palavras, abra os olhos porque não sabe o quer é apenas uma criança que procurava segurança e na verdade chega as respostas sobre que o amor não achou ainda e ele fica ao relento, mais dentro na terra, nunca mais, nunca mais, tudo tenho tudo preciso, meu amor nosso amor é tudo que eu preciso é agora é respirar sua pele de novo

Juline Louise Thiem
Inserida por julinelouisethiem

O coração está sentindo, ele está dolorido sem entender o por que dessa dor, esperando passar logo essa dor intensa o que consola está me consolando odeio a noite mais a amo dizem por ai que ódio e amor andam juntos acredito por vários fatores amar e odiar é viável pois a noite é silenciosa ela é sincera e no silêncio eu te encontro por mais que você não esteja aqui do meu lado eu te encontro às cegas como um tiro no escuro eu te vejo como um fantasma do meu passado, como um fantasma do agora, te sinto te toco e te vejo no escuro, onde jamais alguém pode tocar nesse mar de profundezas, as profundezes do coração, queria ser livre mais ao mesmo tempo preciso estar presa a este mar para poder não fazer coisas inusitadas, respirar de novo, eu preciso dessa distância mais preciso saber se as coisas andam indo bem e se sente frio, as vezes temos que quebrar as barreiras do sentir e sentir sobretudo algum dia isso terá que ser libertado sem um porém nem os porquês, é tudo que dito, falo e digo é lamentar, é tudo o que preciso é tudo que tenho aqui dentro são incertezas de um coração magoado

Juline Louise Thiem
Inserida por julinelouisethiem
1 compartilhamento

Temer não é a base de tudo, depois de tanto tempo com milhares de sentimentos estranhos dentro de mim não sei se é isso mais também não sei se é aquilo, sabe quando fica extremamente confuso, fica feliz mais também fica triste, então é mais ou menos assim que acontece, depois de tanto tempo eis estou na duvida, me procuraras novamente no fundo das trevas do meu coração onde existe um antro profundo onde não reabrirei jamais, extremamente duvidoso não sabendo exatamente aonde chegar eis as duvidas de passado repleto de ilusões

Juline Louise Thiem
Inserida por julinelouisethiem

A amizade é a paixão que não deu certo

Juline Louise Thiem
Inserida por julinelouisethiem

Difícil, a forma de pensar, a forma de tocar, vem-se a forma de não tentar amar o que já se foi amado

Juline Louise Thiem
Inserida por julinelouisethiem

Pela convicção do que deixa-se no ar, simplesmente mandas-te embora tudo aquilo que sentia da vida deixando claro que foi a melhor definição até então, sentindo-se leve, sente-se sadia, feliz e cheio de vida aquela agonia passou, deixando claro que ser livre é ser tudo, livre e leve, eis como senti na própria pele tudo que não deveria ter sentido o tempo todo

Juline Louise Thiem
Inserida por julinelouisethiem

É o risco que você paga pra ver, veio pela sua vontade de beijar, veio pela vontade de me ver de novo, veio pela vontade de me sentir de novo, foi isso que te moveu até mim

Juline Louise Thiem
Inserida por julinelouisethiem

Qual a diferença entre estar só e estar acompanhado são similares ou são iguais pra tudo existe uma saída mais o nada se define como uma saída, as vezes me pego na noite sem rumos sozinho novamente, sem um final que seja produtivo, mais tudo da-se uma forma independente do que ache sempre irá ter

Juline Louise Thiem
Inserida por julinelouisethiem

Perde-se algo que não se sabe explicar, você sente alivio mais sente falta, a falta faz parte do processo de desapego onde sente-se algo que se teve mais na verdade nunca se teve seria uma certa ilusão dos pecadores da carne, do corpo da mente

Juline Louise Thiem
Inserida por julinelouisethiem

Volte, Volte para si, volte aonde você quer ficar, volte para seus sentimentos válidos, volte para a noite onde só existe a solidão e o barco que nos guia pode-se talvez chamar de uma mera paixão

Juline Louise Thiem
Inserida por julinelouisethiem

E então ela se decepcionou com que havia visto e todo amor que sentia em relação a tudo era nada ao final

Juline Louise Thiem
Inserida por julinelouisethiem

A distância entre um amor e outro é o amadurecimento.

Juline Louise Thiem

Você vê, você sente, você toca, mais não pode sentir, por que sentir é doloroso

Juline Louise Thiem
Inserida por julinelouisethiem

Não sentir nada é algo que possa ser considerado frio, e se não sentir existe na verdade algum problema, na verdade o sentir dói e o não sentir dói de outra forma

Juline Louise Thiem
Inserida por julinelouisethiem

Não duvido de ninguém, acho que todas as pessoas podem nos surpreender e são capazes de tudo por muito pouco e por isso sempre espero o pior das pessoas, porém, não me surpreendo com as atitudes já feitas sendo elas boas ou más

Juline Louise Thiem
Inserida por julinelouisethiem

Não isso que você acha que pode ser, na verdade o coração não tem culpa, ele age de forma incomum ele manda em tudo, na respiração ofegante, no toque da pele, do cheiro, da falta de ar nos pulmões, nos joelhos trêmulos e no olhar fixo para o ser amado, se pudéssemos mandar no coração seria mais fácil, até seria sem graça mais seria menos sofrido, e com o tempo teríamos o auto controle de poder sentir ou não na verdade não teria graça, mais teriam mais casais dando certo por ai, afinal, enquanto não temos o poder supremo de controlar o que sentimos ainda assim vamos pedalar atrás de corações que não nos pertencem, e talvez nunca iram nos pertencer

Juline Louise Thiem
Inserida por julinelouisethiem

Quando almejo algo que vejo, não há nada e nem ninguém que diga o que é certo ou errado, o finito da vida está nas escolhas e caminhos que tomamos e apenas no olhar das falsas promessas que poucos tem coragem de citar pois tem medo do que os aguarda mesmo que o que os aguarda se chame felicidade, não somos felizes o tempo todo, mais somos o suficiente felizes para vivermos nesse mundo de loucos, esperarmos picos de felicidades constantes, mesmo que promessas talvez se percam no vento, torno a dizer, que tudo que sinto é puro e intenso talvez até safado e gostoso, mais acima de tudo pode-se dizer que aos poucos to reaprendendo o que são primeiras vezes, coisas que já pensava que já havia passado talvez não até então, as primeiras vezes estão nos olhos de quem menos esperamos

Juline Louise Thiem
Inserida por julinelouisethiem

O ser humano adora se auto flagelar, sente saudades daquilo que nunca teve, sabe que nasceu para ser feliz, mas adora cometer o mesmo erro, mesmo sabendo que o mesmo erro não é um erro porque erro de segunda vez e burrice, mais vivendo assombrado por esqueletos passados prossegue firme e forte tentando encontrar a alguém que o faça sentir-se avontavelmente livre e pleno, mesmo que a felicidade custe um preço alto

Juline Louise Thiem
Inserida por julinelouisethiem