John Dryden

Encontrados 15 pensamentos de John Dryden

Cuidado com a fúria de um homem paciente.

A felicidade que o homem pode alcançar não está no prazer, mas no descanso da dor.

Existe um prazer garantido em ser louco e que apenas os loucos conhecem.

Resta saber se o casamento é um dos sete sacramentos ou um dos sete pecados mortais.

Aqui jaz a minha esposa: que ela tenha repouso! / Agora ela está em paz, e eu também.

O amor calcula as horas por meses, e os dias por anos; e cada pequena ausência é uma eternidade.

John Dryden , Amphitryon: a Comedy. London: J. Bell, British Library, Strand, 1792.

Amámos e amámos tanto tempo quanto pudemos até que o nosso amor se consumiu nos dois; o nosso casamento morreu quando o prazer se foi; foi o prazer que fez um juramento.

Os grandes espíritos são seguramente aliados da loucura, separam-nos finas paredes.

Às más notícias o fado dá asas, e elas voam velozes.

Pois os políticos não amam, nem odeiam.

O erro que cometemos é quando procuramos ser amados, em vez de amar.

Há na loucura um prazer que só os loucos conhecem

Força de ânimo e coragem na adversidade servem para conquistar o êxito, mais do que um exército.

Quais paixões a música não incita ou domina?

Obstinado como a morte".