Jean de La Fontaine

51 - 65 do total de 65 pensamentos de Jean de La Fontaine

Fábula: O Leão e o Rato

Certo dia, estava um Leão a dormir a sesta quando um ratinho começou a correr por cima dele. O Leão acordou, pôs-lhe a pata em cima, abriu a bocarra e preparou-se para o engolir.

- Perdoa-me! - gritou o ratinho - Perdoa-me desta vez e eu nunca o esquecerei. Quem sabe se um dia não precisarás de mim?

O Leão ficou tão divertido com esta ideia que levantou a pata e o deixou partir.

Dias depois o Leão caiu numa armadilha. Como os caçadores o queriam oferecer vivo ao Rei, amarraram-no a uma árvore e partiram à procura de um meio para o transportarem.

Nisto, apareceu o ratinho. Vendo a triste situação em que o Leão se encontrava, roeu as cordas que o prendiam.

E foi assim que um ratinho pequenino salvou o Rei dos Animais.

Moral da história: Não devemos subestimar os outros.

Jean de La Fontaine
708 compartilhamentos

Todo mundo acredita muito facilmente em qualquer coisa que tema ou deseje.

Jean de La Fontaine
47 compartilhamentos

Quer que te poupem? Poupe os outros também.

Jean de La Fontaine
Inserida por gtrevisol

Paciência e tempo podem mais que força e raiva.

Jean de La Fontaine
Inserida por janineferr

Muitas vezes, encontramos a nossa estrada quando, finalmente, seguimos o caminho que tanto enveredamos para evitar.

Jean de La Fontaine

Enquanto estiveres vivo, evita julgar os homens pela sua aparência.

Jean de La Fontaine
Inserida por rebecaalmeid

O homem é feito de tal modo que quando alguma coisa incendeia a sua alma, as impossibilidades desaparecem.

Jean de La Fontaine
19 compartilhamentos

Barriga esfomeada não tem orelhas.

Jean de La Fontaine

Dois galos viviam em paz: uma galinha surgiu e a guerra explodiu.

Jean de La Fontaine

Podemos ler nas testas daqueles que vivem cercados por um luxo insensato que a fortuna vende aquilo que se pensa que ela dá.

Jean de La Fontaine

“As pessoas encontram seu destino em caminhos que escolheram evitar.”

Jean de La Fontaine

A avareza perde tudo ao pretender ganhar tudo.

Jean de La Fontaine

Jean de La Fontaine

Não existe boa poesia sem harmonia.

Jean de La Fontaine
Inserida por samuel_roberto_1

Não chamo alegria o que provoca o riso; mas, um certo encanto, um ar agradável que se pode dar as espécies de assuntos, mesmo os mais sérios.

Jean de La Fontaine

⁠A Lebre e a Tartaruga

Era uma vez... uma lebre e uma tartaruga.
A lebre vivia caçoando da lerdeza da tartaruga.
Certa vez, a tartaruga já muito cansada por ser alvo de gozações, desafiou a lebre para uma corrida.
A lebre muito segura de si, aceitou prontamente.
Não perdendo tempo, a tartaruga pois-se a caminhar, com seus passinhos lentos, porém, firmes.
Logo a lebre ultrapassou a adversária, e vendo que ganharia fácil, parou e resolveu cochilar.
Quando acordou, não viu a tartaruga e começou a correr.
Já na reta final, viu finalmente a sua adversária cruzando a linha de chegada, toda sorridente


Moral da história:Devagar se vai ao longe.

Jean de La Fontaine