Jacques Lacan

1 - 25 do total de 62 pensamentos de Jacques Lacan

O que importa quantos amores você tem se nenhum deles te dá o universo?

O desejo enquanto real não é da ordem da palavra e sim do ato.

O amor, certamente, faz signo, e ele é sempre recíproco.

Jacques Lacan
Seminário XX, Livro Mais, ainda, 1972-1973

A verdade só pode ser dita nas malhas da ficção.

Não fica louco quem quer.

Amar é dar o que não se tem a alguém que não o quer.

Penso onde não sou; portanto, sou onde não me penso.

Eu aguardo. Mas não espero nada.

Não cederás no que tange ao teu desejo

O desejo é a essência da realidade.

O sintoma é a inscrição do simbólico no real.

Amar é dar o que não se tem a quem não o é.

[...] o desejo do homem encontra seu sentido no desejo do outro, não tanto porque o outro detenha as chaves do objeto desejado, mas porque seu primeiro objeto [do desejo do homem] é ser reconhecido pelo outro.

Ponham algo de si na psicanálise, não se identifiquem comigo [...]. Tenham seu estilo próprio, pois eu tenho o meu.

Penso onde não existo e existo onde não penso.

O inconsciente é estruturado como uma linguagem.

A angústia surge do momento em que o sujeito está suspenso entre um tempo em que ele não sabe mais onde está, em direção a um tempo onde ele será alguma coisa na qual jamais se poderá reencontrar.

Você pode saber o que disse, mas nunca o que outro escutou.

Jacques Lacan
O Saber do Psicanalista

O Gozo do Outro, do Outro com A maiúsculo, do corpo do Outro que o simboliza, não é o signo do amor.

Só se pode semi-dizer a verdade, está aí o nó, o essencial do saber do analista: é que nesse lugar, no lugar da verdade está o saber. É um saber que deve, portanto, ser sempre colocado em questão.

Jacques Lacan
O Saber do Psicanalista

Que se diga fica esquecido por trás do que se diz em o que se ouve.

Há alguma coisa que se repete na sua vida, que é sempre a mesma, essa é a sua verdade. E o que é essa coisa que se repete? É uma certa maneira de gozar.

A Coisa é aquilo que, do Real, padece do significante.

As pulsões são, no corpo, o eco do fato de que há um dizer.

Jacques Lacan
O Saber do Psicanalista

A lógica é a ciência do real na medida em que ela determina formalmente o lugar do real imanente à ordem simbólica, e, mais precisamente, do real entendido como o impossível que os paradoxos lógicos manifestam.

Jacques Lacan
A Identificação - 1962
Inserida por psicanalise