Georgeana Alves

126 - 150 do total de 786 pensamentos de Georgeana Alves

"Povo bom somos nós, os brasileiros, sempre com os nossos inofensivos e intermináveis blá-blá-blás, pq, no fim das contas, continuamos a ter o governo que merecemos. O político cada vez mais rico e, nós, os trabalhadores (honestos), cada vez mais lascados, afinal, quem puxaria a carroça, não é mesmo?"

Georgeana Alves
Inserida por reconceituando

"Era a menina que lia
Lia de tudo
Lia o que via, aquela menina

Todo dia ela lia
Lia tanto, que teve encanto
Certa vez, criou asas e voou
Então, o chão já não mais existia

Já não corria
Vivia voando, aqui e ali
Quanto mais lia, mais ligeira voava
Quanto mais voava, ria mais que chorava

Lia e voava
Quanto mais lia, mais alto voava
Quanto mais subia, parecia que ela sumia
Quanto mais alto voava, tudo parecia e tudo desaparecia
Quanto mais e mais ela lia, tudo desaparecia e tudo aparecia"

Georgeana Alves
Inserida por reconceituando

Apesar da confusão
Eu tentei te explicar
Tentei me desculpar
Mas foi tudo em vão

Eu não quis esconder
Foi súbita paixão
Não teve jeito, não
Não pude evitar
Não pude me conter

Foi avassalador
Chegou sem me avisar
Sem nenhum pudor
Me incendiou
Me enfeitiçou

Eu não quis te magoar
Nem te desprezar
Não foi a minha intenção
Perder a razão
Ferir seu coração

Georgeana Alves
Inserida por reconceituando

"Se um dia você começar a sentir pena de si mesmo, saia fora da situação ou procure (rápido) ajuda profissional, pois a coisa tá ficando feia! (rsrs)”

Georgeana Alves
Inserida por reconceituando

"Qualquer um pode ser estrangeiro ou não, dependendo de onde se esteja. Então, por que o preconceito? Hein? "

Georgeana Alves
Inserida por reconceituando

"A maioria dos brasileiros vive tentando imitar quase tudo que os americanos fazem, mas ter a mesma qualidade de vida deles, neca."

Georgeana Alves
Inserida por reconceituando

"Engraçado como certas pessoas podem ser facilmente manipuladas; as campanhas na televisão com propagandas antitabagismo mal começavam, e eu já podia sentir na pele o desprezo e o desrespeito pelos fumantes. Pessoas que, até há bem pouco tempo, nos ofereciam cafezinho e cinzeiro, da noite para o dia, começaram a nos 'expulsar' de suas casas e sem sequer pensarem duas vezes. Eu sempre soube que a mídia possui um poder de convencimento extraordinário, mas nunca imaginei que fosse tão rápida. Está aí, talvez, a principal chave do sucesso do marketing: há um bando de 'Maria vai com as outras'.

Quanto a mim, eu também acho que não se deve fumar. Não recomendo. Certamente faz mal à minha saúde, mas faço minhas as palavras de um outro 'revoltado': 'Sou fumante, como carne vermelha e admiro o [Lula]. Como disse o Boca Larga naquele filme do Billy Wilder, ninguém é perfeito.' Por que, então, tanta discriminação, hein, por quê?"

Georgeana Alves
Inserida por reconceituando

"'Até que deixemos de prejudicar todos os outros seres vivos, ainda seremos selvagens.', essas palavras têm um sentido muito profundo, penso até que elas deveriam fazer parte do dia a dia da educação familiar e escolar. Como seria bom se essas palavras passassem a martelar constantemente a nossa consciência com as suas luzes. Há simplesmente muita beleza e verdade nessa frase; mas, aqui pra nós, atribuí-la a Thomas Jefferson, eu tenho lá as minhas dúvidas. Pra mim, ele nunca escreveu uma coisa tão luminosa assim."

Georgeana Alves
Inserida por reconceituando

"Ontem as mulheres faziam de tudo para serem princesas, hoje tem mulher fazendo até mesmo o impossível para virar abóbora. Como as coisas mudaram, não acham?"

Georgeana Alves
Inserida por reconceituando

"O bullying nada mais é do que um coice, com ferradura de chumbo, de uma vaca louca.

Georgeana Alves
Inserida por reconceituando

"'Esse velho hábito de negar a merda está matando o Brasil. Merda não é ofensa, é uma realidade da vida. O papa Francisco caga, assim como Gisele Bündchen. Lula e FHC cagam. Cago eu e – por favor me perdoe a indiscrição – você também [caga].', disse o jornalista Denis Russo Burgierman, numa matéria da revista Superinteressante. E, certeza, nunca tivemos tanta merda vazando, duma só vez, do parlamento brasileiro, há muitos políticos de bosta cagando tudo (desculpe as palavras), e já nos atolaram da cabeça aos pés com essa podridão nojenta, mas o que não lhes faltam são desculpas esfarrapadas pras cagadas deles. Não se importam, estão cagando e andando pra mim, pra você e pro nosso Brasil. Estão pouco se cagando pra todos nós. Eles estão mais preocupados em esconder a sujeira que fazem do que com o estrago que causam, só que, dessa vez, o fedor insuportável denuncia que borraram demais, e, felizmente, já não dá mais pra fingirmos que não estamos sentindo o cheiro da merda fedida.

Nossa, peraê... Que catinga desgraçada é essa? Chiqueiro de porcos? Curral de bois? Ninho de ratos? Você está sentindo?

Fuuummm! Que texto fedoreeento, hein!?"

Georgeana Alves
Inserida por reconceituando
1 compartilhamento

"Não me importa se há ou não leitores, eu sempre escrevo para mim mesma."

Georgeana Alves
Inserida por reconceituando

"Não sei qual é a intenção da personagem de Carol Duarte ou, até mesmo, a intenção da autora, em 'A Força Do Querer'. Até agora, a história nos dá a entender que Ivana, usuária assídua de roupas no estilo masculino, seja homossexual.
Engraçado, eu tenho visto cada vez mais os homens 'invadirem o espaço feminino', e, pra muitos, isso nada mais significa senão a evolução dos tempos. Foi-se a época em que a cor rosa era coisa de mulherzinha. Mas, aí, me pergunto: será que ainda hoje podemos julgar uma pessoa pelo seu modo de vestir?"

Georgeana Alves
Inserida por reconceituando

"Muitas mulheres passaram felizes suas existências apoiadas por uma única filosofia:'Basta ser prendada'. Infelizmente, já era. Complicou."

Georgeana Alves
Inserida por reconceituando

"Chega um momento em nossa vida que paramos de dar tantas explicações. Chega um certo momento em que o que o outro pensa, não nos importa mais. Chega uma hora em que, simplesmente, trocamos o 'não foi isso que eu quis te dizer' por 'entenda como você quiser'."

Georgeana Alves
Inserida por reconceituando

"Quanto à 'raça cornuda' (como dizem por ai), é preciso refletir sobretudo o seguinte: não existe, que eu saiba, um 'chifrudo' ou uma 'chifruda' sequer sem que antes exista, de um lado ou do outro, um autêntico ou uma autêntica canalha."

Georgeana Alves
Inserida por reconceituando

"Não costumo acompanhar novelas, não tenho a menor paciência com aquela lenga-lenga, mas lá uma vez ou outra, por acaso, eu assisto a alguns capítulos, outro dia mesmo vi uma parte de 'A Força do Querer' que me deixou meia que em choque. Na cena a personagem Zuleide (Claudia Mello), alertava Joyce (Maria Fernanda Cândido), sua patroa, em relação a Eugênio (Dan Stulbach), dizendo que [marido tá difícil, quem tiver, segure-o]. Fala sério! Desse jeito não sei onde iremos parar, uma hora, falam que a mulher não precisa de homem, na outra, o homem é colocado como um elemento agregador imprescindível, sem o qual a mulher não sobrevive. Até parece que a mulher ainda precisa de um marido que a ajude a viver, e, mesmo se precisasse, não morreria sem ele. A mulher de hoje, sabe o que quer e com quem quer ter uma vida de amor; porém, muitas vezes, prefere ficar sozinha do que mal acompanhada."

Georgeana Alves
Inserida por reconceituando

"Certas pessoas fazem de tudo para segurar o amor, mas se esquecem de que o amor é livre, não se prende nem suporta amarras."

Georgeana Alves
Inserida por reconceituando

"Há coisas que vale a pena pensar ou até mesmo repensar. Outro dia eu estava pensando em como as coisas ficaram fáceis para os homens. Fáceis demais, até. Absurdamente fáceis. Nem mesmo precisam tomar a iniciativa da conquista. Hoje, tem mulheres que vão até eles. Inclusive tem mulheres que telefonam, que convidam pra sair, que pagam a conta... Ééé, muito fácil pra caralh##! Ora, se coisa fica fácil demais, acaba perdendo a graça, concordam?"

Georgeana Alves
Inserida por reconceituando

"Sabe aquela velha história de que os opostos se atraem? Quer saber? Não é beeeeem assim, não. Levar uma vida a dois sem afinidades, não dá!"

Georgeana Alves

"Na época em que eu crescia, quando o Brasil ainda vivia numa Ditadura Militar, algumas amigas minhas se achavam ricas. Mas descobri, anos mais tarde, que naquela cidade em que nós morávamos só viviam pessoas tão ou muito mais pobres que elas. Aí, caiu a minha ficha, como se diz.
Infelizmente, nesse tempo era assim, pois quem tinha um aparelho de TV e uma linha telefônica se considerava rico, mesmo em meio a tanta pobreza... Na verdade, eram 'ricas' porque os pobres eram pobres demais."

Georgeana Alves
Inserida por reconceituando

"A mente humana é uma em cada indivíduo, mas infelizmente, a idiotice não. Meu Deus, quantos idiotas postando e curtindo coisas sem nexo! Oh, como faz falta o bom senso!"

Georgeana Alves
Inserida por reconceituando

"Muitas mulheres já exibiram, descaradamente, suas nudezes em troca de dinheiro, por, no mínimo, R$ 1 milhão; mas hoje a coisa tá ficando cada vez mais barata, tem muita mulher postando nudes gratuitamente ou simplesmente em troca de curtidas. Ai, ai, ai, ai! Quanta falta de pudor! Aí eu choro: au-au!"

Georgeana Alves
Inserida por reconceituando

Boa tarde! ᵔᴥᵔ

"'Se você trata pessoas como animais elas se comportarão como animais', falou um observador da ONU ao visitar alguns presídios brasileiros. Bem, concordo com o que este senhor disse, pois, se não me engano, sei em qual sentido ele quis se expressar. Mas, eu só mudaria uma coisinha, eu pediria pra ele substituir a palavra 'animais' por 'selvageria', ou 'crueldade', ou 'brutalidade', enfim, por alguma palavra que não discriminasse os animais não humanos. Porque assim como nós, animais humanos, eles são realidades sencientes, sofrem, sentem medo e choram também. Na minha experiência, os animais não humanos, tanto os domésticos quanto os silvestres, são capazes de grande gratidão, altruísmo e bondade, são capazes de cuidar e de proteger não só a sua prole, mas também outros animais completamente diferentes de sua própria espécie, ao contrário de muitos humanos espalhados por ai.

Entendo inaceitável que, nos tempos de hoje, a quase maioria daqueles a quem denominamos humanos não se importa com os maus tratos aplicados a seres tão indefesos, não se incomoda com o sofrimento alheio como se ainda vivesse na Idade Média.
Tratar os animais com selvageria só porque não são humanos, a meu ver, é um comportamento moralmente indesejável."

(Georgeana Alves)

Georgeana Alves
Inserida por reconceituando
1 compartilhamento

"A corrupção, no Brasil, sempre existiu, não é isso exclusividade do PT. Não é de hoje que famílias inteiras, gerações completas e continuas (de trambiqueiros), vem enriquecendo às custas do dinheiro público, acumulando verdadeiras fortunas, quantias milionárias, provenientes de roubo político. A única diferença é que agora vemos o que quase nunca 'ninguém via'."

Georgeana Alves
Inserida por reconceituando