Fernando Anitelli

51 - 75 do total de 60 pensamentos de Fernando Anitelli

Que nesse encontro que acontece agora, cada um possa se encontrar no outro. Até porque tem horas que a gente se pergunta, por que é que não se junta tudo numa coisa só?

Fernando Anitelli
29 compartilhamentos

Pelo retrovisor enxergamos tudo ao contrário
Letras, lados, lestes
O relógio de pulso pula de uma mão para outra
E na verdade nada muda.
Retrovisor é passado, é de vez em quando do meu lado
Nunca é na frente
É o segundo mais tarde, próximo, seguinte
É o que passou e muitas vezes ninguém viu...
Retrovisor nos mostra o que ficou
O que partiu, o que agora só ficou no pensamento
Retrovisor é mesmice em trânsito lento
Retrovisor mostra meus olhos com lembranças mal resolvidas
Mostra as ruas que escolhi
Calçadas e avenidas
Deixa explícito que se for pra frente
Coisas ficarão pra trás
A gente só nunca sabe que coisas são essa...

Fernando Anitelli
57 compartilhamentos

Pra dilatarmos a alma
Temos que nos desfazer
Pra nos tornarmos imortais
A gente tem que aprender a morrer
Com tudo aquilo que fomos
E tudo aquilo que somos nós

Fernando Anitelli
15 compartilhamentos

[...] em cada gesto a gente tem que mostrar aquilo que a gente pensa, a nossa indignação da maneira que for. Mas que ela seja bem vinda, senão ela se torna o mérito e o monstro.

Fernando Anitelli
209 compartilhamentos

Me faça rir, me faça feliz

Fernando Anitelli
48 compartilhamentos

Quem tem medo assimila toda forma de expressão como protesto!

Fernando Anitelli
43 compartilhamentos

Reconsiderar o ar, o andar , nossa absolvição, a escuta e a fala
Nos amores há, o dia, fio, corredor, a calçada, o passeio e a sala
Se perder sem se podar e se importar comigo
Aprender você sem te prender comigo

Fernando Anitelli
Inserida por analuisabq
1 compartilhamento

Teu sorriso eu vou deixar na estante, pra eu ter um dia melhor. Tua água eu vou buscar na fonte, teu passo eu já sei de cor. Sei nosso primeiro abraço, sei nossa primeira dor. Sei tua manhã mais bonita, nossa casinha de cobertor. Sou teu gesto lindo. Sou teus pés, sou quem olha você dormindo.

Fernando Anitelli
2 compartilhamentos

Sou meio eu em mim e um pouco fora de mim.

Sou livre, mas me prendo com facilidade a quem quero bem. Não prendo ninguém a mim. Não gosto que me prendam.
Odeio regras. Quebro normas e refaço.
Sou criativa, mas curto uma preguiça.
Não me faço de rogada. Odeio meias palavras. Se não for construtivo, prefiro ficar calada... Mas de vez em sempre, falo demais.
Canto no chuveiro e fora dele.
Adoro musica, musica boa me encanta! Musica romântica me embala. Mas gosto de letras fortes, impactantes. Melodias graves, intensas, vivas, eufóricas.
Já fui Roqueira, já fui Nerd, já fui Ripe ou achava que era. Hoje sou eu mesma... Mais nunca fui santa. E nem quero...

Leio por prazer e sem prazer também.
Falo Sozinha. Adoro minha companhia. Dou risada dos meus erros e me critico por eles depois, mas não muito. Tolero minhas imperfeições. Exijo muito de mim, mas não gosto quando outros o fazem.
Curto passeios com gente animada, tanto quanto uma caminhada a dois, ou sozinha calada em meu pensamentos .
Prefiro a Lua ao Sol. Prefiro o campo ao mar. Mas não dispenso a praia.
Guardo pequenas recordações. Não sou boa com nomes e números. Me perco e me acho muitas vezes.
Sou dona de mim quando me permito, mas, ás vezes, gosto de ser dependente.

Desconfio do amor, suspeito sempre da melancolia, gosto de sentir saudade, mas gosto ainda mais de matar saudade.
Sou fã de filmes melosos, com beijo na cena final, tipo água com açúcar...

Já fiz besteiras, e como fiz. Já superei medos, e tenho ainda. Já errei e quebrei a cara. Tenho arrependimentos, mas nenhum me dói mais. Já me diverti muito, já sorri e chorei no mesmo instante...

Já dormi sob a lua. Já acordei com uma tempestade.
Já senti o amor chegando, já chorei quando ele foi embora. Já perdi a fé nele e ela já me encontrou...
Acredito em Deus, não no destino. Acredito em escolhas e conseqüências, mas não em fatos dados.
Acredito em construções e reconstruções. Acredito no inacabado, nas possibilidades futuras, nas idéias absurdas, em utopias e finais felizes.

Gosto de casa limpa, mas não muito arrumada. Gosto de casa com vida, onde as coisas trocam de lugar muitas vezes, onde tudo se tem a mão, ou se perde na confusão...
Gosto de pessoas, mas não todas. Gosto de gente que gosta de gente. Gente de cara limpa. De alma tranquila e fala corrida.
Gosto de quem tem história pra contar e que gosta de ouvir história. Gosto de cabelos, mãos e olhos escuros.
Odeio gente mesquinha. Não faço fofocas. Mais as vezes acontece...
Não crio grandes expectativas a respeito de ninguém e de quase nada.
Me decepciono, mas procuro não guardar mágoa. Guardo sorrisos e gestos.
Lembro de cheiros da infância que adoro: de terra molhada, de mato fresco, de fruta madura , bolo e pão no forno. Não Gosto muito de casa cheia...
Mais gosto de barulho de gente festeira.

Já quis ser médica, jornalista, escrever um livro e ser atriz... Adoro um drama ...
Já quis morar em vários lugares ...
Já desisti de alguns sonhos. Inventei outros. Alguns estão guardados... esperando ... esperando
Já fui loira, ruiva e morena... Não me acho feia, nem bela. Não sou perfeita. E nem quero...
Gosto de homens, morenos, altos, mais inteligentes e mais divertidos que eu.
Gosto da beleza. De obras belas, pessoas belas, imagens belas, palavras belas e principalmente, atitudes belas.

Não sigo padrões de beleza. Brigo com a balança, mas o chocolate me acalma.Oh e como me acalma...
Não estou alheia a moda, mas me visto com o que gosto e posso. Quero bem mais que tenho, mas não sofro por isso...

Adoro aprender. De todas as maneiras.
Já quis ser rica, mas não me rendo ao dinheiro. Trabalho, mas trabalho por dinheiro, se fosse por diversão seria Hobbies ...
Quero mora no mato sentir o cheiro de terra molhada, andar descalço, comer fruta do pé, viver amar...

Uma frase que amo: Metade de mim agora é assim, de um lado a poesia, o verbo, a saudade, do outro a luta, a força e a coragem pra chegar no fim. E o fim é belo, incerto... depende de como você vê!!!!!!!!!!! ( TÃO EU ...

Fernando Anitelli
6 compartilhamentos

Mágramática

Todo sujeito é livre para conjugar o verbo que quiser
Todo verbo é livre para ser direto ou indireto
Nenhum predicado será prejudicado
Nem tampouco a frase, nem a crase
Nem a vírgula e ponto final
Afinal, a má gramática da vida
Nos põe entre pausas
Entre vírgulas
E estar entre vírgulas
Pode ser aposto
E eu aposto o oposto
Que vou cativar a todos
Sendo apenas um sujeito simples
Um sujeito e sua visão
Sua pressa e sua prece
Que enxerguemos o fato
De termos acessórios para a nossa oração
Adjuntos ou separados
Nominais ou não
Façamos parte do contexto
Sejamos todas as capas de edição especial
Mas, porém, contudo, todavia
Sejamos também a contracapa
Porque ser a capa e ser contracapa
É a beleza da contradição
É negar a si mesmo
E negar-se a si mesmo
É muitas vezes encontrar-se com Deus
Com o teu Deus
Senhoras e Senhores
Que nesse momento em que cada um se encontra agora
Um possa se encontrar ao outro
E o outro no um
Até por que
Tem horas que a gente se pergunta...
Porque é que não se junta tudo numa coisa só?

Fernando Anitelli
Inserida por teacherivan
1 compartilhamento