Clebson Ribeiro de Morais

Encontrados 5 pensamentos de Clebson Ribeiro de Morais

Dois. Dois seres distintos livres de ser. Livres na noite. So eu e voce. Dois seres que é corpo, alma e prazer. Dois verbos do além amar e sofrer. Somos dois no infinito universo de um. Onde o ser mais bonito reside em voce. Somos dois corpos e um coracao. Loucura e paixao. Somos amigos, amantes, eu e voce. Somos um pedaço do mundo, sou eu pra voce. Te adoro!

Clebson Ribeiro de Morais
Inserida por ascwan

Hoje tudo combina. Praia com calor, chuva pra esfriar, agua pra beber e se deliciar. Sorvete na boca com gosto de mel. Voce em minha frente, pedaco do céu. Estrelas no céu e estrelas no mar. Sua boca pequena louca a beijar. Teu corpo sereia, todo prazer. O amor que eu tenho todinho pra voce. E nessa infinita ambiguidade eu vou te amar na eternidade.

Clebson Ribeiro de Morais
Inserida por ascwan

Há tempos que não vejo seu sorriso. Onde estará aquela menina que adorava sorrir. Onde a garota forte que cativou meu carinho. Sei que está por aí mas não a vejo. Lembro seu rosto, seu perfil enxuto e carismático. Me pergunto se ainda é a mesma que compartilha sua alegria entre amigos e consegue fazer feliz quem deveras triste. Sei que ando distante. As vezes desencontrado mas sei que mesmo longe sou feliz por te-lá amado. Por ter sido outrora um amigo hoje não te faço esquecer que a amizade é eterna. Sou teu amigo até morrer e depois quem sabe voltaremos a nos ver.

Clebson Ribeiro de Morais
Inserida por ascwan

Sou casado com o silêncio, namoro a saudade, sou amigo da felicidade mas trocaria todas por uma pessoa de carne e osso. Alguém que mesmo distânte tenha tempo o suficiente para dizer tudo o que sente. Serei seu confidente, companheiro, amigo. Serei seu de todas as maneiras possíveis mas primeiro devo ter a certeza de que você é real. Não quero um amor imaginário que não posso tocar. Quero seu gosto em minha boca, seu perfume em meu corpo, sua pele rente a minha. Até lá terei que conviver com a saudade implacável, o silêncio de sua voz e a incerteza da nossa felicidade.

Clebson Ribeiro de Morais
Inserida por ascwan

Hojê tá um frio de lascar, mas não é só o frio que me incomoda. É saber que quem eu amo não está aqui. Que nessa noite gélida metade de mim está ausente a tudo o que sinto, e não importam quantas vezes eu sussurrar o seu nome isso não muda o fato que estou sozinho. Tento não olhar mais para o relógio, as horas só servem pra dizer que estou só, que minhas palavras de nada servem se ela não puder ouvir. Deixo a noite falar mais alto junto com umas doses de alcóol. O céu é belo as vezes quando pode ser dividido com alguém especial, mas nesse momento, enquanto o observo pela janela ele é apenas triste. Não triste em sí mas por mostrar que nessa imensidão, no meio de tantas estrelas não encontro você. Não preciso do infinito para ser feliz basta VOCÊ.

Clebson Ribeiro de Morais
Inserida por ascwan