Cleberson Eduardo da Costa

1 - 25 do total de 87 pensamentos de Cleberson Eduardo da Costa

(QUANDO A GENTE MUDA...)

Quando a gente muda:
1- descobre que nem todo trabalho "dignifica" o homem;
2- que nem toda distância é ausência;
3- que nem todo silêncio é esquecimento;
4- que nem todo dito amor eterno é insubstituível;
5- que nem toda dita alegria e/ou felicidade é verdadeira;
6- que nem tudo que dizem ser um mal em nossa vida de fato o é;
7- que nem todos os que se mostram bons de fato os são...
8- quem nem toda aparente beleza que nos cativa é real...
9- que, na maioria das vezes, sofremos, fracassamos e/ou não prosperamos:
10- por maus hábitos;
11 - porque queremos e/ou gostamos (ignorância e/ou loucura);
12 - por falta de amor próprio;
13 - por falta de fé em Deus;
14 - por falta de amor à vida;
15 - por incapacidade de virar à página;
16 - por incompetência para recomeçar;
17 - por medo de errar;
18 - por falta de motivação para buscarmos ser melhores do que somos e/ou temos conseguido ser;
19 - por sempre nos colocarmos como vítimas e/ou como "coitadinhos" diante dos problemas e/ou das adversidades da vida...
20 - porque acreditamos no destino, ou seja, "que algumas pessoas nasceram para sofrer e outras não..." (diante dessa crença, permanecemos inertes, isto é, como ditos reféns do mesmo).

Cleberson Eduardo da Costa
Inserida por Atsoceditions
1 compartilhamento

"EXISTEM TRÊS FORMAS DE VOCÊ APRENDER A VENCER. A PRIMEIRA DELAS É LENDO UM BOM LIVRO; A SEGUNDA, PELAS PRÓPRIAS EXPERIÊNCIAS (ERRANDO E APRENDENDO, QUE É A MAIS DOLOROSA E CUSTOSA DE TODAS); E, A TERCEIRA, QUE É OUVINDO E DIALOGANDO COM AQUELES QUE JÁ FRACASSARAM, OU SEJA, APRENDENDO A COMO NÃO PERDER COM AS EXPERIÊNCIAS DE DERROTAS ALHEIAS..."

Cleberson Eduardo da Costa
Inserida por Atsoceditions

"SEJA GENEROSO E FAÇA O QUE ESTIVER AO SEU ALCANCE PARA AJUDAR O PRÓXIMO A SE LEVANTAR. TODAVIA, APRENDA A AMAR-SE TAMBÉM E A DEIXAR DE LADO CERTAS PESSOAS, POR UM SIMPLES MOTIVO: NINGUÉM MUDA NINGUÉM. AS PESSOAS SÓ MUDAM QUANDO ELAS QUEREM..."

Cleberson Eduardo da Costa
Inserida por Atsoceditions

"AME A TODOS SEM DISTINÇÃO, SEM FAZER ACEPÇÃO DE PESSOAS. TODAVIA, DEDIQUE-SE ÀQUELES QUE ESTÃO E/OU SÃO INCAPAZES DE CUIDAREM BEM DE SI MESMOS..."

Cleberson Eduardo da Costa
Inserida por Atsoceditions

"Adoro receber críticas, mas somente de pessoas que tenham competência intelectual, virtude moral, cabedal teórico, humildade e capacidade dialógica para reconhecer o meu direito inalienável à réplica..."

Cleberson Eduardo da Costa
Inserida por Atsoceditions

"Insistir em relacionamento falido é compulsão e não persistência. É falta de amor próprio, auto-estima. A pessoa precisa de tratamento psiquiátrico e/ou psicológico..."

Cleberson Eduardo da Costa
Inserida por Atsoceditions

"Humildade nem sempre é pobreza; e riqueza nem sempre é ostentação.
Caso contrário, todo pobre que ostenta seria VISTO COMO rico;
e todo rico que é humilde SERIA VISTO como pobre..."

Cleberson Eduardo da Costa
Inserida por Atsoceditions

"OS DIFERENTES, FEIOS E/OU BELOS EXCLUSIVOS"
I
Os diferentes são aqueles que, nas sociedades capitalistas pós-modernas – e são a grande maioria –, estão fora dos padrões ditatoriais estéticos do que a política de consumo da Indústria Cultural sistematiza como sendo ditos padrões universais de beleza.
Eles, esses diferentes, são os homens e/ou mulheres reais, concretos (a), diferentes dos (a) da ficção.
Diferente, nesse sentido, não é, de fato, quem, ou aquele que, por um motivo e/ou vontade deliberada qualquer, pretenda sê-lo ou sê-la:
1- Ser diferente é ser o que se é, enquanto ente singular;
2- Ser diferente é ser um feio, belo e/ou um lindo único, exclusivo, fora dos padrões estéticos capitalistas universais e/ou globais de beleza impostos pela indústria de consumo do capitalismo.
Isto é, frise-se:
"Aquele que pretende ser diferente, feio e/ou "belo exclusivo", é apenas o imitador de um ser diferente, de um feio e/ou de um belo exclusivo, mas, nunca, de fato, um ser diferente, feio e/ou belo exclusivo."
Diferente, feio e/ou belo exclusivo, é todo aquele que, ainda que inconsciente sobre a sua diferença, feiura e/ou beleza exclusiva, contribui, de alguma forma, para que o espaço-tempo onde ele supostamente esteja alocado, enquanto corpo dito estranho:
1- Não perca o seu potencial enriquecedor;
2- Não perca a possibilidade de poder ser vislumbrado por outro ângulo, por outra maneira ou modo de ver;
3- Não perca a possibilidade de poder ser tomado, enquanto interação social, por um espaço-tempo de diálogos, como forma de se abominar a violência, entre todos os diferentes nele alocados;
4- Não perca a capacidade de, por ser um espaço-tempo de coexistência, promover-se essa mesma interação;
5- Não perca a capacidade de se tolerar os outros diferentes, feios e/ou belos exclusivos que nesse mesmo espaço supostamente estejam.
Pensa-se aqui que:
"Só onde (no espaço-tempo) existem seres humanos diferentes, feios e/ou belos exclusivos, o amor verdadeiro pode surgir, permanecer e se tornar o valor supremo de afirmação da vida."
Os diferentes, feios e/ou belos exclusivos estão todos aí:
1- Os altos demais;
2- Os pequenos ao extremo;
3- Os belos diferentes;
4- Os belos maltrapilhos;
5- Os com narizes muito finos;
6- Os com narizes muito largos;
7- Os com narizes normais onde reinam narizes grandes ou pequenos;
8- Os magros;
9- Os gordos;
10- Os sem cabelo;
11- Os com cabeleiras;
12- Os muito bem vestidos;
13- Os vestidos de farrapos;
14- Os tímidos;
15- Os extrovertidos;
16- Os trabalhadores;
17- Os sonhadores;
18- Os esperançosos;
19- Os realistas;
20- Os que amam e não são amados;
21- Os que são amados e não amam;
22- Os que gostam de cantar;
23- Os que preferem ouvir;
24- Os que vivem para trabalhar;
25- Os que trabalham para viver e etc.
Como já antes dito, mas que aqui ainda faz-se necessário redizer, diferente de fato não é quem, nem tampouco aquele que, movido por um objetivo ou desejo qualquer, pretende ou pretenda sê-lo. Isto é, frise-se:
"Aquele que pretende ser diferente é apenas o imitador de um ser diferente, mas nunca um ser diferente de fato." (Artur da távola)
II - CONCLUSÕES
Existem muitas formas de desumanização e, uma delas, talvez a mais crucial, seja aquela que está sistematizada no desrespeito às diferenças, na medida em que esse desrespeito - no sentido micro - leva o indivíduo para longe da sua capacidade de coexistir e, consequentemente, para longe da possibilidade de aprendizagem, crescimento e desenvolvimento pessoal; no sentido macro, leva a sociedade para xenofobismos, nacionalismos exacerbados, genocidismos, biocidismos, apartheids, exclusão socioeconômica e para formas unilaterais e ortodoxas de ver o mundo, culminando em guerras, conflitos armados, ódio e posições políticas e/ou religiosas radicais.
Todavia, não se pode e não se deve perder a esperança, ainda que, para muitos, ela, a busca pelo respeito às diferenças soe apenas como sendo mais uma grande utopia. Ou seja, é preciso que ainda se acredite que o homem pode qualitativamente transformar-se. É preciso que se acredite que, como nos diria Nietzsche, "o homem pode e precisa ser superado".

Cleberson Eduardo da Costa
Inserida por Atsoceditions
1 compartilhamento

“Rico não é necessariamente quem ganha muito, mas também aquele que, além de procurar gastar o necessário, sempre procura investir, de tempos em tempos, grande parte de tudo o que ganha, tornando-se, assim, a médio e/ou longo prazo, cada vez mais independente economicamente, isto é, feliz financeiramente.”

Cleberson Eduardo da Costa
Inserida por Atsoceditions

“Não basta sonhar grande para ser grande, é preciso, antes, também ser grande, no sentido do desenvolvimento da inteligência e da sabedoria dentro de si, para poder ser capaz de sonhar grande e ser também capaz de lutar para poder realizar aquilo que se sonha...”

Cleberson Eduardo da Costa
Inserida por Atsoceditions

"A função de Professor não é e não pode continuar a ser encarada como uma mera profissão..., mas como uma função social anárquica e/ou revolucionária. Ou seja, penso que, quanto menos os professores forem valorizados pelo Estado Liberal, mais se estará subentendido que educar para a emancipação e conscientização está gerando resultados. Seria ingênuo de nossa parte acreditar que as elites desse país pagariam salários dignos para um grupo de intelectuais que, diuturnamente, dentro e fora das salas de aula, fundamentados nos princípios filosófico-epistemológicos de Paulo Freire, luta contra ela. Não sou contra às greves de professores, mas também não sou a favor delas, pois aqueles que saem prejudicados são sempre os alunos. Penso mais: a maioria dos professores possui competência intelectual suficiente para conquistar outras formas dignas de sobrevivência sem precisarem ficar na dependências dos seus salários para poderem viver. Meu discurso parece liberal... Mas não o é. Penso apenas que o Estado Liberal não vai nunca valorizar aqueles que lutam contra ele; que lutam contra as exclusões e injustiças que ele provoca... Isso seria, segundo a lógica política do mesmo, não somente lutar contra si, mas também a favor da Esquerda, ou seja, o mesmo que dar tiros nos próprios pés..."

Cleberson Eduardo da Costa
Inserida por Atsoceditions
1 compartilhamento

"A verdade é dura: nascemos sozinhos e vamos prestar contas sozinhos. Portanto, com muito ou pouco, seja o mais nobre que puder..."

Cleberson Eduardo da Costa
Inserida por Atsoceditions

"Não tenho nada contra aqueles que só dão esmolas, mas a vida tem me ensinado que a missão maior deve ser a de ajudar a transformar vidas..."

Cleberson Eduardo da Costa
Inserida por Atsoceditions

"Dono de nada nem de ninguém: poderoso é Deus. Sábio é Deus...Vim ao mundo apenas para ser feliz como sou, do jeito que sou... e também para poder contribuir para a felicidade daqueles (a) que, mal intencionados (a) ou não, perdidos (a) ou não, tiverem a ousadia e/ou a felicidade de cruzarem o meu caminho..."

Cleberson Eduardo da Costa
Inserida por Atsoceditions

"O que certas pessoas pensaram e/ou pensam a nosso respeito é um problema delas e não nosso... O que realmente importa é o que nós fazemos com o que certas pessoas fizeram e/ou fazem de nós..."

Cleberson Eduardo da Costa
Inserida por Atsoceditions

"Quem possui complexo de inferioridade e/ou de superioridade está automaticamente impedido de vencer: já foi derrotado por si mesmo..."

Cleberson Eduardo da Costa
Inserida por Atsoceditions

"Dizem-nos sempre os inertes, fracassados e/ou recalcados do mundo: "Quanto mais alto o voo maior a queda..."
Respondo-vos: Quanto maior a fé, mais alto o voo, e quanto mais alto o voo, mais perto de Deus (das bênçãos de Deus)."

Cleberson Eduardo da Costa
Inserida por Atsoceditions

"Quem não é boa companhia para si mesmo nunca vai conseguir ser boa companhia para ninguém..."

Cleberson Eduardo da Costa
Inserida por Atsoceditions

"Hoje procuro sondar também a beleza interior das pessoas... e me entristeço quando percebo que há flores belíssimas que só duram poucas horas...; Mas fico também duplamente feliz quando encontro real beleza onde poucos conseguem vê-la..."

Cleberson Eduardo da Costa
Inserida por Atsoceditions

"Quando alguém já é bom sozinho, bem acompanhado fica melhor ainda..."

Cleberson Eduardo da Costa
Inserida por Atsoceditions

"Alguém sabe o que é solidão mal administrada?
Dizem que é quando a pessoa procura estar com qualquer um ou qualquer uma só para não ficar sozinha (o). Que o amor próprio nos livre sempre desse mal!!!"

Cleberson Eduardo da Costa
Inserida por Atsoceditions

"O munda dá voltas..." - dizem os recalcados. Respondo-lhes: "É verdade, mas, graças a Deus, a gente nunca vai estar na mesma posição porque o meu mundo gira em espiral e não em círculo..."

Cleberson Eduardo da Costa
Inserida por Atsoceditions

"Algumas pessoas deixam de possuir ideias e passam a ser possuídas por elas..."

Cleberson Eduardo da Costa
Inserida por Atsoceditions

"As pessoas humildes não são medíocres, mas todos os medíocres dizem que são humildes (Humildade não é sinônimo de mediocridade...)."

Cleberson Eduardo da Costa
Inserida por Atsoceditions

"Às vezes fazer o simples é fazer o essencial..."

Cleberson Eduardo da Costa
Inserida por Atsoceditions