Bruna Vieira

1 - 25 do total de 27 pensamentos de Bruna Vieira

Lembranças

Ontem quando acordei me lembrei de você. Não me pergunte o motivo porque ele não existe, ainda não o inventei. Voltei à última vez que e meus olhos conseguiram te seguir, mas subitamente me lembrei do momento em que você sumiu de minha vista. Perdi a vontade de levantar, fechei novamente meus olhos e tentei voltar a dormir, pelo menos você estava perto de mim, em meu sonho. Mas não é sempre que consigo continuar os meus sonhos, e como estou falando de você isso parecer se tornar impossível. Respirei fundo e me levantei. Abri meu guarda-roupa, seu perfume. Percebi então que não foi só em minhas lembranças que você ficou. Ainda conseguia sentir o seu perfume na madeira, e aquilo não foi muito legal. Sua letra estava em minha parede, no meu espelho, na minha agenda, na minha pele... em meu coração. Suas promessas ainda mantinham a minha esperança viva, mas ela morre a cada dia, a cada tarde cinza, a cada noite sem estrelas, a cada vez que demoro a dormir... Seu fantasma ainda me assombra.

Bruna Vieira
55 compartilhamentos

Dias de chuva

O sol, assim como eu, parece ter tirado umas férias.
A rua parece pedir socorro, se afogando em tanta água.
As crianças não correm na rua, os cachorros não cheiram os postes
e os passarinhos não entram pela janela para roubar comida.
Pela janela só tem entrado o vento que em mim provoca calafrios.
Do sofá para a cama, da cama para o computador.
Isso sem contar as compulsivas visitas a geladeira.

Já fiz e desfiz minhas unhas milhões de vezes,
Já arrumei meu quarto, fotografei as nuvens e dormi sem sono.
Já escutei meu Cd's antigos, e foliei as revistas.
Já acabei com os doces da geladeira,
Já tentei estudar, já consegui enrolar.
Já beijei meu espelho, já cortei o meu cabelo.

Aqui dentro as coisas parecem não acontecer.
A parede ainda não mudou de cor e a porta não consegue se abrir sozinha.
Esperei uma visita inesperada, mas não aconteceu.
Os dias foram passando, e eu fui agonizando.

E assim foram meus dias de chuva.

Bruna Vieira
55 compartilhamentos

Jogo

Eu posso desvendar seus segredos, descobrir seus medos e relevar seus defeitos, mas, por favor, não me peça para te deixar livre. Isso eu não consigo. Não sei mais como entrar em seus sonhos e fazer parte deles e isso me machuca e me corrói... Seu coração de alguma maneira bate dentro de mim e é o que tem me mantido vivo nos últimos anos. Eu não sei o que mudou entre a gente, mas estou disposto a desmontar nosso quebra-cabeça. Talvez tenhamos trocado as peças de lugar. É, deve ter sido isso... Mas você sabe, você sempre soube... A outra parte do meu jogo só você tem, só você.

Bruna Vieira
18 compartilhamentos

Esqueça

Ultimamente não tenho tido paciênca para televisão,
não tenho tido sono durante a noite,
não tenho visto meus amigos e
tenho tido apatia por tudo aquilo que é legal.

Alugo filmes, mas não os vejo até o final.
Abro a geladeira só por tédio.
Minhas unhas estão descascadas há semanas e meu quarto desarrumado.
Meu celular está sem bateria há dias. Carregá-lo não faz parte dos meus planos.

Ultimamente não tenho tido tempo para nada.
Ultimamente não tenho feito nada.
Dei férias para os meus deveres,
dei férias para os meus prazeres.
Meus pensamentos estão bem longe...

Mas se sentir minha falta,


esqueça.

Bruna Vieira
13 compartilhamentos

Acredite

Eu poderia contar todos os meus segredos para você, dizer sobre todos os medos que tenho, sobre a agonia que sinto nas tardes de domingo e sobre as saudades que sinto na manhã de segunda. Mas sei que isso não basta, eu teria que te provar com atitudes. Eu poderia esquecer algumas regras, deixar alguns limites de lado, mas sei que talvez isso não seja o bastante. Talvez eu diga mais do que faça, mas algumas palavras têm mais poder que algumas atitudes. Feche seus olhos e apenas deixe acontecer. Não espere tanto assim de mim, não quero ser a causadora de suas frustrações. Da mesma maneira que vim posso ir. Não que isso esteja em meus planos, muito longe disso. Apenas acredite no que eu digo. Eu não costumo mentir.

Bruna Vieira
128 compartilhamentos

Palavras e estrelas

De todas as palavras que eu já contei para o vento
essas são as que eu jamais quero que ele espalhe,
as que eu realmente me importo.
De todas os poemas que já escrevi,
você é o verso que eu nunca vou esquecer.
Ainda me lembro de todas as vezes que eu consegui ver as estrelas,
mas só agora eu sei que posso tocá-las.

Bruna Vieira

Adeus

Dessa vez foi diferente, eu disse adeus. Caminhei até sumir de vista, lentamente para que não doesse tanto. Não adiantou, sei que doeu. Me sinto péssima por isso, não é tão bom quanto eu imaginava estar do outro lado. Deixar, e não ser deixada. Não queria que fosse assim, mas foi o que eu fiz. Você sabe, as vezes eu faço coisas sem saber direito, você mais do que ninguém deveria saber disso, você foi uma delas.
Eu não te enganei desdo começo, eu gostava de você. Como posso explicar? Você era tudo que eu precisava. Não tinha os defeitos que me assombravam e ainda cheirava muito bem. Mas isso não foi o bastante. Talvez nossa história seja literalmente daquelas vividas de longe, na lembrança e na distancia. É triste mas é minha teoria sobre a gente, sobre o nosso destino.
Guarde tudo que ainda resta de mim em você, se lembre pelo menos uma vez por dia de como eu era especial. Não quero fazer parte daquilo que você quer esquecer. Você também não quer isso.
Eu ainda tenho medo que você acredite que nada era de verdade. Porque era. Você me fez feliz, só não conseguiu me segurar. Eu escapei entre seus dedos e defeitos. Não se sinta mal, você não é o primeiro, nem provavelmente será o último. A culpa não é sua, nós nos os encontramos em épocas erradas. Você queria a liberdade da juventude eu a prisão dos pensamentos. Nos afastamos sem perceber, e você sabe, quando a única coisa que une duas pessoas é o passado não existe futuro.

Bruna Vieira
37 compartilhamentos

Extragaláctico

Não diga que sabe, porque você não sabe.

As coisas sempre foram mais complicadas para mim, eu nunca dei sorte. Sou daquelas que não parece ser o que sente, e sente não parecer o que é. E saiba, é sempre assim, eu me entrego de vez. Eu sei que isso definitivamente não é bom, das vezes que me interessei por alguém, me ferrei - desculpe pelo vocabulário, mas é que eu não encontrei verbo melhor - e as vezes tenho o pressentimento que isso vai acontecer de novo, agora com você. Não quero, de novo não.
Você surgiu do nada e se tornou tudo. E por mais que eu saiba de cor todas as frases prontas do mundo, eu nunca consigo dizer, não para garotos como você. Eu não está por perto. Você me trava, e me anestesia. Não consigo parar de sorrir, é idiota mas eu não consigo. E você ainda tem coragem de dizer que eu não estou nem aí para você? Não inventa. Você sabe que o que eu sinto é amor, mesmo que eu não grite por aí e repita sempre, é amor. Daquele que engana o estomago, eu sei que não é fome. Daquele que não deixa dormir, também não é insônia. E não importa o que as pessoas digam sobre nós, ninguém consegue enxergar aqui dentro, onde você se esconde. Então suponho que nada que digam seja certo. Não se preocupe com isso meu bem, nosso amor é do tipo extragaláctico. Dois mundos diferentes e uma única língua, o amor.

Bruna Vieira
2 compartilhamentos

Não quero que esse texto seja, só mais um dos milhares que fiz pensando em você. Não é justo. Você mal sabe da minha existência, e eu vivo pela sua. Me mantém por perto, e nem percebe isso. Não chega a ser o vilão da história, mas faz sempre a mocinha sofrer. Caso você não saiba, histórias de amor não são assim. Você tem ela, e eu não tenho você. Quando a beija, posso sentir seus lábios sobre os meus. Juro, às vezes consigo sentir seu gosto. É bom, mas não o bastante. Quando eu olho no seus olhos, você me faz invisível. Talvez tenha algum tipo de super poder, ou seja só desatento mesmo.

Eu sou sua estrela, e você nunca olha para o céu.

Bruna Vieira
49 compartilhamentos

Eu sou sua estrela, e você nunca olha para o céu.

Bruna Vieira
16 compartilhamentos

Com um tempo, querendo ou não, todo mundo aprende que implorar por sentimentos alheios não funciona, que colocar frases enigmáticas na internet não muda nada – eles nunca entendem. Que tentar controlar o outro é maneira mais rápida de perder totalmente o controle. Que a melhor maneira de calor a boca do nosso coração é ocupar nossa mente. Que a melhor vingança do mundo é ser feliz.

O que fez ele reparar em você não foi a cor do seu batom ou o tamanho do seus cílios, mas sim a confiança que você sentiu usando um batom mais forte ou um rímel novo. Tudo depende da maneira com que você encara as coisas.

Acredite, o tempo não resolve nada, o tempo apenas muda a ordem das coisas – é você sabe muito bem que é impossível viver só olhando pra frente. Todos nós somos formados de lembranças e sonhos, e o que nos diferencia são a maneira com que lidamos com eles.

Bruna Vieira
12 compartilhamentos

Sobre mentiras e avessos!
E no vazio do espaço que nos separou, renasceu o que eu jurava nunca ter existido: Nosso amor.

Era uma vontade mútua de se descobrir além do permitido. Aquele terreno tantas vezes explorado, era depois de tanto tempo, completamente desconhecido. Você com seus rolos e manias, eu com minha solidão de multidões. Percebi depois de alguns minutos te olhando – nós continuávamos os mesmos, porém a quilômetros de distância.

Eu queria te lembrar de um passado, mas só consegui dizer algo sobre o seu presente. Você se gabou do quanto ainda conseguia enganar suas meninas, e eu sorri como se isso não mais importasse – Eu também enganei alguns rapazes.

Talvez naquele momento eu me sentisse pronta e suja o suficiente pra você. Admitir isso era a maneira menos dolorosa de dizer que o amor que um dia eu rejeitei, naquele segundo, me sufocava.

Você segurou minha mão e disse em meu ouvido palavras que eu jamais esquecerei:

- Você é minha garota. Independente do resto.

Abri meus olhos e larguei suas mãos como se tivesse pronta para te deixar. E fiz. Eu queria me tornar sua garota, não ser ela pra sempre.

Você já podia voltar para suas meninas, e eu, para minhas mentiras.

Bruna Vieira
2 compartilhamentos

A gente se apaixona, sente o movimento das borboletas e toca as estrelas durante a noite antes de dormir. Sente ansiedade e desenha corações em folhas de papel em branco. Isso é amor. É o que diziam, é o que você sentiu. Flores, bochecha vermelha, coração disparado, cabelos misturados e bagunçados na cama. Vocês ultrapassaram as barreiras, alcançaram o felizes para sempre, e conseguiram finalmente ficar juntos. Depois de tanto tempo. Depois de tanto desentendimentos.

Então ele para de te ligar toda noite e querer escutar suas conquistas e ideias loucas. Não presta mais atenção no que você fala, ignorando sem perceber todas suas pistas, achando graça das coisas mais sérias do mundo. O silêncio que antes só aparecia enquanto se beijavam, agora surge entre uma briga e outra.

Vocês se amam, mas já não conseguem mais ficar juntos. Você não se imagina sem ele, mas graças as cobranças e brigas, não sente mais tanta vontade de ficar ao seu lado. Você se sente a frente de um enorme abismo. Não consegue alcançar o outro lado, nem voltar para escolher um outro caminho.

Você chora ao ficar, mas se vê chorando ainda mais ao partir. É difícil escolher quando o que o seu coração quer, não é uma opção.

Fingir que nada disso acontece faz seu coração arder. Você é boa nisso, mas saiba que ser forte não tem nada a ver com conseguir disfarçar, ser forte tem a ver com ter coragem e agir. Deixar o tempo fazer isso só piora as coisas. Ele não sabe o que você sente, não sabe o que você passou e quem você deixou pra chegar até onde chegou.

Bruna Vieira
Inserida por marcalixta
1 compartilhamento

Eu não quero estar perto, e já nem tenho mais paciência com pessoas que estão sempre querendo competir comigo. Estar perto é diferente de estar dentro em uma corrida louca por um prêmio invisível.

Bruna Vieira

Amigo é aquele que te ajuda quando você erra, amigo de verdade é aquele que não deixa que você cometa o erro.

Bruna Vieira

Espalhei as pistas e esperei você me seguir.

Bruna Vieira

Eu acho a maior graça nessa coisa de “se descobrir” e sempre ouvi dizer que viajar sozinha é a solução e olha, não vou mentir, é bem por ai. Se me descobri por inteiro não sei, mas que fez um bem danado, fez! Descobri dentro de mim alguém bem melhor, de riso frouxo, voltei mais leve, mais tranquila e, sem duvida, com mais amor dentro de mim. Mas é um amor tao diferente, é um amor menos egoísta, um amor quase que caridoso.
Acordei com uma vontade absurda de abraçar todo mundo, de dar bom dia para o jornaleiro. Tem algo aqui dentro que está querendo sair, se propagar. É a minha felicidade ocupando meu corpo e, não satisfeita, querendo ocupar novas bocas, conquistando novos sorrisos. É aquela vontade de olhar nos olhos de alguém e dizer “relaxa e flui, que ainda temos o amanhã”. É a vontade de dar ao próximo o que eu já quis para mim, de ouvir o que a pessoa tem a dizer, de falar o que ela quer e merece ouvir. Todo mundo merece ouvir o quanto é especial, porque todos temos algo em nós que não se acha em outros corpos… É, acho que isso é amor mesmo, mas amor pela vida.
Amar é muito bom, ser amado melhor ainda, amor próprio então nem se fala! Mas amar a vida… Ah, amar a vida é amar todos os amores!
Quem ama a vida dorme feliz e tranquilo e acorda com um sorriso de orelha a orelha sem medo algum de enfrentar o dia. Quem ama a vida simplesmente vive e entende que as dificuldades existem para serem superadas, as diferenças para serem quebradas e que nenhum problema vale a pena quando se pode ter as pessoas que amamos ao nosso lado felizes. Quem ama a vida sabe que há momentos incríveis que ficam na memória para sempre, e não é preciso voltar no tempo, é possível revivê-los e é possível construir novas memórias. Quem ama a vida entende a fração de diferente entre o que é momento e o que é eterno, e sabe apreciar o que os dois tem de melhor a nos oferecer. Se trata de saber apreciar o que a vida tem de melhor. Quem ama a vida não deve a ninguém, só a si mesmo. E se deve, é apenas o fato de ser feliz pelas coisas simples. Como já dizia a incrível Martha Medeiros “entre sobreviver e viver há um penhascos e poucos encaram a queda”. Quem ama a vida simplesmente encara a queda e se leva na loucura amando a vida e entendendo que pra saber muito foi preciso um dia não saber nada e simplesmente errar um dia. E viver, meu filho, viver como se não houvesse amanha, viver com sede de amar. Amar a vida. É se desafiar todos os dias no espelho dizendo “quero ver se consegue ser mais feliz que ontem!”, é a coragem de viver somada com uma chama de amor que nunca deve se apagar. E sempre que tiver uma pergunta, seja ela qual for, a resposta é: antes disso, ame a vida.

Bruna Vieira
2 compartilhamentos

Ontem quando acordei me lembrei de você. Não me pergunte o motivo porque ele não existe, ainda não o inventei. Voltei à última vez que e meus olhos conseguiram te seguir, mas subitamente me lembrei do momento em que você sumiu de minha vista. Perdi a vontade de levantar, fechei novamente meus olhos e tentei voltar a dormir, pelo menos você estava perto de mim, em meu sonho. Mas não é sempre que consigo continuar os meus sonhos, e como estou falando de você isso parecer se tornar impossível. Respirei fundo e me levantei. Abri meu guarda-roupa, seu perfume. Percebi então que não foi só em minhas lembranças que você ficou. Ainda conseguia sentir o seu perfume na madeira, e aquilo não foi muito legal. Sua letra estava em minha parede, no meu espelho, na minha agenda, na minha pele... em meu coração. Suas promessas ainda mantinham a minha esperança viva, mas ela morre a cada dia, a cada tarde cinza, a cada noite sem estrelas, a cada vez que demoro a dormir... Seu fantasma ainda me assombra.

Bruna Vieira
Inserida por RafaelaAraujo1998
1 compartilhamento

A gente só consegue esquecer alguém de vez, quando chega no limite.

Bruna Vieira
24 compartilhamentos

Sou daquelas que não parece ser o que sente, e sente não parecer o que é.

Bruna Vieira

Pessoas não são como peças de roupa que precisam de etiquetas para serem diferenciadas. Os nossos valores reais estão nas atitudes que tomamos, naquilo que acreditamos e nos outros detalhes que deixamos o outro conhecer aos pouquinhos. Somos todos, mulheres e homens também, um mix de lembranças, dramas e sonhos. É maldade deixar que nos dividam em categorias.

Os rótulos nos limitam e se transformam em muros de concreto. Essa estrutura, para muitos completamente invisível, nos separam de quem poderia ser o amor da nossa vida ou sei lá, um excelente amigo ou amiga. Já vi essa situação acontecer tantas vezes ao meu redor.

Who cares com tudo isso quando o coração tá batendo mais forte ou a luz do quarto tá apagada? Meus caros, a vida é tão curta pra gente ficar se importando tanto com o que vão pensar. Sabe o que eu descobri dia desses? No final das contas, as pessoas enxergam o que querem enxergar.

Hunf.

Você acha que me conhece porque me viu vestindo tal roupa? Acha que me conhece porque me viu dançar até acenderem a luz da balada? Acha que me conhece porque naquele dia eu não estava afim de papo? Então sai pra lá agora mesmo com seus achismos e tanta ingenuidade. Não sei nadinha sobre você, isso é verdade, mas posso dar um conselho de amiga? São apenas fases. Você tá em uma, eu to em outra. Get over it.

Ah, e antes que eu me esqueça, sou sim uma garota pra ficar. E se tudo der certo e o cara me fizer feliz na maior parte do tempo, pasme, namorar também. Meu jeitinho.

Bruna Vieira
2 compartilhamentos

Certa vez me disseram que eu era boa demais para você. Colocaram meu amor a leilão e apostaram que logo apareceria alguém melhor. Um cara que realmente se importasse ao invés de alguém que fica semanas sem telefonar e manda uma mensagem no meio da madrugada, dias depois do último encontro, dizendo que está com saudade. Como se essa palavra fosse a senha do meu coração. Disseram que eu deveria conhecer pessoas novas. Entrar num curso de gastronomia, viajar para Europa nas férias ou ocupar os meus domingos com idas ao parque. Nunca fiz nada disso, pois tive certeza que jamais de encontraria nesses lugares. Passei pelo caminho mais longo só para talvez te ver casualmente saindo da faculdade, fui todas as sextas do último mês naquela balada que nos conhecemos e aos domingos, escrevi e apaguei mensagens que nunca foram enviadas ao som daquela música. Você nem deve saber o nome da nossa música.
Eu sei que o problema não é comigo. É você e esse medo de se prender a alguém e gostar da sensação. Prefere continuar caindo ao invés de descobrir se o paraquedas funciona. Queria que soubesse, mas queria que soubesse antes que seja tarde, nem todo mundo é como o seu pai. Os fantasmas mais assustadores são àqueles que nós mesmos criamos. Já te disse, e repito, sua vida não deve ser uma consequência dos erros que ele cometeu quando você ainda nem podia sentar no banco da frente do carro. A única herança que é sua por direito, além desses lindos olhos azuis, que às vezes me parecem verdes, é o lugar onde você e sua irmã vivem. Agora está escuro lá. Talvez frio. Mas logo vocês descobrem como se liga a luz.
Fico pensando, ninguém te conhece de verdade. Se você os desse essa oportunidade. Certamente, veriam o que eu vejo. Sentiram o que eu sinto. Eles acham que é só mais um caso perdido e vai acabar como todos os outros garotos. Enxergando o mundo na mesma perspectiva até o último dia. Esse não é o seu final. De longe, percebi dia desses enquanto pegava o metrô, todo mundo é só um ponto solitário. Ao seu lado, no entanto, somos dois. Quem sabe, um dia, três. O mistério das reticências combinam com a gente.
Sinto falta das nossas conversas sobre o que já não falo com ninguém. Dos seus desabafos bem no meio da melhor parte do filme. Parece bobagem, mas era bom ter um espaço no sofá da sua sala. Um dia fomos grandes amigos. Os conselhos que deu já me levaram para diferentes lugares. Até que seu ombro passou a ser meu travesseiro mais macio. Eu me apaixonei perdidamente por aquele cara que sabia sempre o que dizer. O problema é que deixamos o amor nascer em um labirinto e agora, nossa antiga amizade, não consegue encontrar a saída. Os sinalizadores estão queimando tudo o que sobrou e você continua olhando para o outro lado.
Essa é a última vez. Antes de me despedir e apertar o botão sem volta, que leva estas palavras até você, aviso. Eu não quero te consertar. Nunca quis. Quero é provar que podemos ser exatamente assim, cheios de defeitos e sem nenhuma garantia. Invisíveis para o resto mundo, mas o suficiente um para o outro.

Bruna Vieira
2 compartilhamentos

Faz silêncio menina que a sua felicidade anda precisando de paz.

Bruna Vieira

"Escrever é como abrir gaiolas. Coloco as palavras em ordem, descubro a senha do cadeado, liberto os pássaros. E os sentimentos."

Bruna Vieira

Mas agora é diferente. Eu não tenho mais mais medo.

Bruna Vieira