Angélica Araujo - Livro Cá entre nós. Conflitos meus, seus, nossos. Inclusive envolvendo as redes sociais.

Encontrados 19 pensamentos de Angélica Araujo - Livro Cá entre nós. Conflitos meus, seus, nossos. Inclusive envolvendo as redes sociais.

Meu conselho é que não leve a vida com tanta
seriedade. Que encare os fatos como quem está aqui
apenas visitando. Tente não focar nos problemas, nos
seus defeitos ou nos defeitos alheios. Tente não pegar os
incômodos de amanhã ou de ontem e dê ao seu presente
toda atenção que ele merece. Afinal, como o nome já diz,
ele é um presente. E acho até que ter este nome nem é
obra do acaso...
Você acordou hoje? Eis a sua frente uma
oportunidade de ter um dia diferente de ontem. Saiba
reconhecer isso, saiba valorizar isso, pois como já foi
dito, você não sabe quando tudo acabará. Faça o possível
para deixar no passado tudo o que te entristeceu e encare
um novo dia da forma que ele realmente é: novo!

Angélica Araujo - Livro Cá entre nós. Conflitos meus, seus, nossos. Inclusive envolvendo as redes sociais.
Inserida por AngelicaAraujo29

Aprenda a gostar de você, aceite-se como você é. Afinal, você terá que conviver com você mesmo sempre.E mesmo quando quiser ficar só, adivinhe? Você será obrigado a aceitar sua própria companhia! Rs. Parece piada, mas é sério! Só é feliz quem se aceita, se cuida e se ama. Do contrário, a pessoa terá dificuldades para se relacionar.

Angélica Araujo - Livro Cá entre nós. Conflitos meus, seus, nossos. Inclusive envolvendo as redes sociais.
Inserida por AngelicaAraujo29

Ouvi isso hoje e achei bem interessante a analogia: "o problemão que você acha que tem, às vezes nem é tão grande assim. Tudo vai depender da importância e atenção que você dará à ele. Pare de tratar como um "leão feroz" algo que se assemelha mais a um "gatinho" inofensivo! Nada é maior do que você".

Angélica Araujo - Livro Cá entre nós. Conflitos meus, seus, nossos. Inclusive envolvendo as redes sociais.
Inserida por AngelicaAraujo29

Não permita que as "lembranças" sejam maiores do que a sua decisão de permanecer distante daquilo que não te faz bem.

Angélica Araujo - Livro Cá entre nós. Conflitos meus, seus, nossos. Inclusive envolvendo as redes sociais.

Relacionamentos não necessariamente precisam acompanhar o avanço da tecnologia. Se tiver algo contra alguém, converse com a pessoa. Evite usar as redes sociais para "jogar indiretas". Aliás, o tal alvo nunca lê o que você escreve. E quem nada tem a ver com a situação, pode "incluir-se no pacote" e levar para o pessoal. Aí você tinha um probleminha, agora terá dois ou mais.

Angélica Araujo - Livro Cá entre nós. Conflitos meus, seus, nossos. Inclusive envolvendo as redes sociais.
Inserida por AngelicaAraujo29

Você pode ficar triste sim; sentir medo; ficar angustiado; sentir-se cansado e até pensar em desistir. Isso não significa "falta de fé", significa ser humano! Ninguém deve envergonhar-se por não ser forte o tempo inteiro... Só não desista, pois Deus não desiste da sua vida, Ele insiste!

Angélica Araujo - Livro Cá entre nós. Conflitos meus, seus, nossos. Inclusive envolvendo as redes sociais.

Não confunda:
relacionamento com Deus com religião;
importante com imprescindível;
aquilo que tem preço com aquilo que tem valor;
ser bom com ser bobo;
final de etapa com o seu próprio final.

Angélica Araujo - Livro Cá entre nós. Conflitos meus, seus, nossos. Inclusive envolvendo as redes sociais.
Inserida por AngelicaAraujo29

Só sofre por algo que "disseram" quem não sabe quem realmente é.

Angélica Araujo - Livro Cá entre nós. Conflitos meus, seus, nossos. Inclusive envolvendo as redes sociais.
Inserida por AngelicaAraujo29

Você não deve frustrar-se por não ver resultados imediatos após dedicar-se por algum tempo. A gente colhe o que planta, e às vezes, a colheita leva um tempinho para acontecer mesmo. E não se importe com opiniões alheias - principalmente se vierem de pessoas que você sabe que nem estão plantando NADA.

Angélica Araujo - Livro Cá entre nós. Conflitos meus, seus, nossos. Inclusive envolvendo as redes sociais.
Inserida por AngelicaAraujo29

Você nunca conseguirá agradar a todos... Nem adianta tentar! Tente agradar a Deus - Ele é bem menos exigente!

Angélica Araujo - Livro Cá entre nós. Conflitos meus, seus, nossos. Inclusive envolvendo as redes sociais.
Inserida por AngelicaAraujo29

Ando tão ocupada vivendo... Tô meio sem tempo pra ficar me sentindo culpada; pra tentar corrigir o que já foi feito; pra agradar todo mundo; pra fazer grandes projetos; pra me preocupar com quem não se importa... Concluí que a perda de tempo, por menor que seja, é a pior das perdas. E todos que passam a viver ao invés de existir, chegarão a mesma conclusão um dia.

Angélica Araujo - Livro Cá entre nós. Conflitos meus, seus, nossos. Inclusive envolvendo as redes sociais.
Inserida por AngelicaAraujo29

Tem gente que não consegue conquistar pessoas pelo que realmente é, por isso, precisa sempre apelar para o que possui ou pode oferecer.

Angélica Araujo - Livro Cá entre nós. Conflitos meus, seus, nossos. Inclusive envolvendo as redes sociais.
Inserida por AngelicaAraujo29

Há situações em que não há certo ou errado, apenas pessoas fazendo escolhas ou tendo opiniões diferentes das nossas.

Angélica Araujo - Livro Cá entre nós. Conflitos meus, seus, nossos. Inclusive envolvendo as redes sociais.
Inserida por AngelicaAraujo29

Há pessoas que acreditamos conhecer, mas na verdade, só conhecemos a "bela imagem" que elas ostentam. São poucos os que conhecemos realmente... Sendo assim, não acredite em tudo o que vê, muito menos em tudo o que ouve! Sem saber, você pode estar em condições melhores do que das pessoas que você julga superior.

Angélica Araujo - Livro Cá entre nós. Conflitos meus, seus, nossos. Inclusive envolvendo as redes sociais.
Inserida por AngelicaAraujo29

O tempo passa... Aí você percebe que os seus amigos são basicamente os mesmos de sempre. Descobre que na realidade, o que você fez após eles foi um monte de conhecidos ou colegas.

Angélica Araujo - Livro Cá entre nós. Conflitos meus, seus, nossos. Inclusive envolvendo as redes sociais.

Amizade é uma troca. Não se sujeite a uma relação onde você sempre ajuda e aconselha mas o outro nunca pode te ouvir. Pessoas assim não precisam de amigos, mas de um psicólogo.

Angélica Araujo - Livro Cá entre nós. Conflitos meus, seus, nossos. Inclusive envolvendo as redes sociais.

Quando você entende que o que importa é "ser", mostrar aos outros o quanto é feliz ou tentar provar algo, nem passam pela sua cabeça. Você aprende a focar no que é essencial, e então a vida começa a fazer sentido. Você passa a ficar não cercado por muitos, mas com os leais ao seu lado; conclui que o que vale é a qualidade - seja das coisas ou das pessoas, e também para de se preocupar com quem não se preocupa, de correr atrás de quem sabe onde te encontrar, e percebe que o que vale não é ter popularidade, mas ser autêntico. Afinal, os populares atraem qualquer um, mas os autênticos mantêm por perto aqueles que são de verdade. Compreender isso é doloroso, é um processo, e inicialmente parece uma perda. Mas no fim, chega a ser fundamental para deixar de existir para os outros e começar a viver - por quem vale a pena e principalmente por você.

Angélica Araujo - Livro Cá entre nós. Conflitos meus, seus, nossos. Inclusive envolvendo as redes sociais.
Inserida por AngelicaAraujo29

Às vezes, quem você tanto admira e até "gostaria de ser", adoraria é ser você e estar no seu lugar. Não se iluda com sorrisos fáceis ou imagem boa. A vida das pessoas nada tem a ver com o que elas costumam se esforçar para demonstrar. Esse lance de que "a grama do vizinho é mais verde", quase nunca é verdade. As aparências enganam muito, e você só perceberá o quanto tem mais razões para agradecer do que para reclamar quando entender que feliz não é quem tem muita história maravilhosa pra contar, mas sim quem vive tão bem a ponto de não precisar falar ou provar nada pra ninguém.

Angélica Araujo - Livro Cá entre nós. Conflitos meus, seus, nossos. Inclusive envolvendo as redes sociais.
Inserida por AngelicaAraujo29

Como é fácil pedirmos para o outro "ficar bem". Como é fácil julgarmos sua condição atual e olharmos para ele como alguém que "não aprende nunca"... Como é fácil também declararmos que não aguentamos mais ouvir das pessoas os velhos problemas de sempre - como se elas gostassem de passar por eles, como se por trás de cada dissabor não tivesse uma história... O fato é que o mundo dá muitas voltas, e hoje poderemos estar numa boa, mas amanhã, tudo poderá mudar. Até porque, quase tudo na vida acontece de repente - seja algo bom ou ruim.
Que possamos olhar para o outro não apenas com empatia, mas também como quem entende que às vezes, julgar, criticar ou querer mostrar que sabemos tudo, não nos leva a lugar algum; principalmente se o outro estiver precisando apenas de alguém que o escute. Que não analise, que não dê qualquer opinião... Que apenas ouça o que ele tem à dizer, e nada mais.

Angélica Araujo - Livro Cá entre nós. Conflitos meus, seus, nossos. Inclusive envolvendo as redes sociais.
Inserida por AngelicaAraujo29