Angélica Araujo - Livro Cá entre nós. Conflitos meus, seus, nossos.

Encontrados 5 pensamentos de Angélica Araujo - Livro Cá entre nós. Conflitos meus, seus, nossos.

Que a gente não espere perder alguém para valorizar a importância de gastarmos nossa energia com quem nos faz sorrir, e que o resto seja tão somente resto, e consequentemente descartado para dar lugar ao que merece espaço.

Angélica Araujo - Livro Cá entre nós. Conflitos meus, seus, nossos.
60 compartilhamentos

Não viva se explicando, se justificando ou dando satisfações a todos. Só Deus, você e quem de fato te conhece sabe sobre as razões que te levam a ter determinadas atitudes – sejam estas certas ou erradas aos olhos alheios. Preocupe-se é com a sua consciência, e principalmente em ser hoje alguém melhor que ontem. O que passou não volta, e pra frente é que se anda! Quanto aos outros, simplesmente não se importe, pois você não precisa da opinião, sugestão ou julgamento de quem acha que te conhece. Se quiser mesmo ser feliz, lembre-se sempre disso.

Angélica Araujo - Livro Cá entre nós. Conflitos meus, seus, nossos.
3 compartilhamentos

Seja realista: creia em milagres! Seja otimista: acredite que tudo dará certo e acontecerá quando tiver que acontecer. Seja livre: perdoe! Seja feliz: viva apenas o presente. Seja inteligente: seja grato a Deus pelo que tem e não perca tempo se lamentando pelo que falta.

Angélica Araujo - Livro Cá entre nós. Conflitos meus, seus, nossos.
2 compartilhamentos

Um dia você entende que cada situação adversa contribui para o seu crescimento, para o seu amadurecimento, e sobretudo para que você se torne não apenas mais forte, mas também mais humilde. Você percebe que não é superior ou inferior por cometer erros diferentes. E compreende a importância de não permanecer prostrado diante de um problema, pois a vida não vai ficar mais fácil, cabendo a cada um de nós reconhecer a necessidade do recomeço inclusive em meio aos momentos mais difíceis. O tempo não para para que a gente cure as nossas feridas, as pessoas cuidam de nós por um tempo mas depois precisam seguir seus rumos, então é mesmo responsabilidade nossa já se preparar para levantar quando cair. Já começar a enxugar as lágrimas quando esta for inevitável e a esperar que amanhã seja melhor que hoje - e sem esperar muito dos outros... Se muitas coisas tivessem sido diferentes, talvez você não fosse quem é hoje. Talvez você não tivesse aquela palavra para ajudar quem precisa agora, e talvez não tivesse o bom senso de não julgar ninguém simplesmente por saber que pelo menos "até agora" você não fez aquilo que tanto abomina no próximo, mas que isso não significa que você nunca poderá fazer. A vida nos surpreende. O mundo dá muitas voltas... Ou a gente cresce ou desaba com cada voltinha mais agitada.

Angélica Araujo - Livro Cá entre nós. Conflitos meus, seus, nossos.
Inserida por AngelicaAraujo29
1 compartilhamento

Existem amigos. Existem aqueles que só te procuram quando precisam. E existem colegas ou pessoas próximas que simplesmente querem o seu bem. Saiba diferenciar o papel de cada um na sua vida. Assim você não vive por aí achando que todos são amigos. Não faz papel de palhaço se esforçando para ajudar quem só aparece quando tem problemas, muito menos deixa de considerar quem você não chama de amigo, mas sabe que às vezes age até com mais coerência do que quem diz ser.

Angélica Araujo - Livro Cá entre nós. Conflitos meus, seus, nossos.
2 compartilhamentos