André Moraes

26 - 29 do total de 29 pensamentos de André Moraes

Tem Pena do Meu Amor

Menina dos cabelos encaracolados
Digo até quiçá esvoaçados
Tem pena do meu amor

Não maltrate este coração já tão marcado
De descasos dos amores já passados
E que hoje só conhece o que é dor

Menina de olhos pequenos e brilhantes
Que se revela o mistério dos amantes
Dando luz a sua bela branca cor

Tem piedade deste ser apaixonado
Que sonha a vida para sempre a seu lado
E por ti morreria se preciso for

Menina de gesto meigo e delicado
Deixe ser meu coração o seu amado
Não despreze este pobre sonhador

Por amar tanto meu coração se fez aflito
E por isso neste momento te suplico
Tem pena do meu amor

André Moraes
Inserida por rafaelamonttepaulo

Soneto de Despedida

Te peço desculpas por estar indo embora
Assim tão de repente, sem sequer avisar
É que meu coração cansou, e não é de agora
Vem de muito sofrer, vem de muito queixar

Sei bem querida que te jurei amor eterno
E prometi por nada no mundo te abandonar
Mas de repente o meu céu tornou-se inferno
Por minha vida te dar e mais nada ganhar

Pode até pensar que tenho outro alguém
Mas te juro querida, não tenho ninguém
Somente cansei desse seu desprezar

E este é tanto o motivo de meu desalento
E mesmo te amando, aqui neste momento
Estou indo embora pra não mais voltar

André Moraes
147 compartilhamentos

Conjugar

Vamos brincar de conjugar
Numa oração a toda gente
Adjeto de tão raro efeito
Conjuguemos o verbo “Amar”
Num Futuro Pretérito Presente
Muito-Mais-Que-Perfeito

Eu amo a ti
Tu amas a mim
Ele ama a seus filhos
Nós amamos a Ele
Vós amais aos outros
Eles amam a todos

E eis que o amor predomina

André Moraes
Inserida por rafaelamonttepaulo

Gostos Simples

É um gosto refinado de se ter
O de a simplicidade desfrutar
As coisas importantes a meu ver
São aquelas que se passam sem notar
Como pôr um filho a adormecer
Ou o afago de uma mãe a consolar
Como um amor a esquecer
Como um amor a começar
O deleite de ser amado
E o prazer de se amar
Uma comédia romântica
Abraçadinhos no sofá
Até mesmo a semântica
Do que se pode melhorar
O leve gosto do perigo
O satisfazer do vicio
Uma canção de Chico
E uma poesia de Vinícius
Andar de pés descalços
Tomar banho de chuva
Sem ligar com a roupa suja
Sem ligar com o cansaço
Um corte novo de cabelo
Uma nova camiseta
Um bom Jack com gelo
Uma vaidade satisfeita
Comer doces a vontade
Mesmo antes do jantar
Acordar ao meio-dia
Sem ter que se preocupar
Uma boa pescaria
Com os amigos a acampar
O dia de pagamento
Um feriado prolongado
O viver todo momento
Com quem gosta a teu lado
Um cineminha com pipocas e beijinhos
Afogados em Coca-Cola e carinhos
O suspirar da amada ao meu poetizar
E o conjugar de nossos verbos a amar
Um violão e uma cifra
Um sarrinho de um amigo
Uma conversa de mesa de bar
Um abraçar de noite fria
O dormir de conchinha
Um beijo de boa noite
E outro beijo de bom dia
São alguns gestos que desfruto
E que minha felicidade aqui se faz
E se hoje usufruo disto tudo
Que posso eu da vida querer mais?

André Moraes
Inserida por rafaelamonttepaulo
1 compartilhamento