Amanda vieira ( luacreescente.blogspot.com)

Encontrados 4 pensamentos de Amanda vieira ( luacreescente.blogspot.com)

Quem não arrisca, não petisca.

Sinceramente pra mim não existe essa história de namorar um pouco alguém. Sabe, quando alguém Namora, mas não se entrega, é um pé na sua vida de namorando e um pé na de solteiro. Pra se caso acontecer algo no namoro tem como se equilibrar e ir pra vida de solteira.
Não que mergulhar de cabeça em uma relação de primeira seja a prova real de sanidade, mas faz bem! E como diria Martha M. ''criaturas que derretem-se, entregam-se, consomem-se e não sabem negar-se costumam trazer um sorriso enigmático nos lábios. Alguma recompensa há de ter. '' Já passei por uma experiência assim e hoje eu vejo que não perderia nada em fazer isso no começo.
Eu aprendi que o amor é sempre um risco a se correr, nunca se sabe se você vai ser correspondida, ou se vai amar o quanto a pessoa mereça, mas arriscar é a escolha certa. e se não der certo? Tudo na vida é um jogo de superação.

Amanda vieira ( luacreescente.blogspot.com)
2 compartilhamentos

O que dizem por ai.

Se importar com o que as pessoas dizem, sem duvidas é um ato de '' fraqueza '‘.
Mas às vezes o que elas dizem tem um peso grande na sua vida, tão grande que nem você mesmo pode segurar. Eu em especial ligo pra o que dizem de mim, não coloco isso a frente de tudo, até porque o que os outros têm haver com a minha vida?
Mas quando eu penso em MIM. Uma garota de dezesseis anos e que nem sabe o quanto deveria saber para sair por ai dando conselhos, eu me vejo grande, eu quero ser grande, quero mais do que tudo. Quero ser conhecida pelo que eu tenho de melhor e isso não tem haver com beleza, nem nada. Quero ser conhecida pelo que eu digo e pelo que eu faço as pessoas pensarem através das minhas palavras.
Pensem comigo, rostinhos bonitos não levam ninguém a lugar algum. Pessoas que só pensam em capa não vão a lugar algum. E não existe nada que me deixe mais chateada do que alguém dizendo isso de mim. Uma vez me disseram '' a Amanda é bonita e nada mais '‘, o sangue correu quente pelas minhas veias e me fez refletir se era isso que eu passava pros outros, uma menina fútil e nada mais.
As pessoas dizem, deixam de dizer, e as marcas dessas palavras não ficam nelas, elas ficam marcadas em você, pelo resto da sua vida. O melhor é não dar motivos, se for dar que de motivos bons, e se mesmo assim falarem, ai já não é com você, a sua parte está feita e sua consciência limpa. E o que disserem , vai ser só o que disserem, serão boatos que virão como o vento e irão com ele também.
Então cada um deve analisar a si mesmo, como eu me analisei um dia, e perceber que o seu melhor ta dentro de você, pode estar escondido, mas está ai é só procurar.
achou? Pronto agora mostre ao mundo quem você é.

Amanda vieira ( luacreescente.blogspot.com)
Inserida por Amandavieira

Doce e misterioso.

Eu sabia que você seria meu, desde a primeira vez que nossos olhares se cruzaram. Não foi como intuição nem nada disso, eu apenas soube, apenas senti.
Eu nunca entendi como você soube o que eu gostava antes mesmo de me conhecer.
Achei no seu olhar tudo o que eu precisava.
Talvez tenha sido o mistério que me levou até você, o fato de não saber o que esperar, e não poder pré-destinar os momentos.
Talvez tenha sido o doce e aconchego que você trazia, e que me aproximava.
Ou quem sabe os dois, uma combinação perfeita.
É assim que tem sido em todos os momentos, e será até a última vez que nossos olhares se cruzarem...
Meu doce e misterioso amor.

Amanda vieira ( luacreescente.blogspot.com)
Inserida por Amandavieira

A outra

Já era noite e enquanto ia para casa, ela viu vocês dois juntos... Mais uma vez.
Mesmo sendo uma cena comum nos últimos dias, ela caminhou entorpecida. Entrou em casa que por sorte estava vazia, se arrastou até seu quarto, largou a mochila em qualquer canto, foi até o banheiro resolvida a tomar um banho e quem sabe lavar a alma. Não precisou muito para se livrar das roupas, elas não eram nem de longe o que mais pesava no seu corpo. Ligou o chuveiro, a água quente fervia-lhe a pele, e ao mesmo tempo parecia que todos os pedaços do seu coração desciam pelo ralo.
Desligou o chuveiro, vestiu um pijama surrado, deitou-se na cama ainda desarrumada, exatamente como deixará pela manhã. Pensou em comer, mas não sentia fome, pensou em fazer algo, mas nada lhe interessava. Talvez chorar seria a solução, mas isso ela não conseguia mais. Era como se de tanto jorrar uma fonte secará.
Não foi culpa dele, de quem o acompanhava, muito menos dela. A verdade é que ela sempre foi a outra.
Apaixonou-se e desmoronou-se, com um amor não correspondido.
Isso talvez não devesse ser dito, nem ao menos tão detalhado, mas você precisa saber...
Que enquanto ele a beijou, os lábios dela puderam sentir. Enquanto ele a abraçou, ela teve aconchego. Foi tão inevitável, tão rápido, que ninguém pode saber. Um dia nos planos de uma, no outro nos braços da outra.
Você pode julgar, pode se lamentar, mas não pode imaginar como ela se sentiu e sente.
Enquanto isso ela continua, passando pelo mesmo lugar, invisível, se afogando nas mesmas magoas e testemunhando o vestido mais lindo, que lhe caía como uma luva, sendo usado, rasgado e sujo por outra.

Amanda vieira ( luacreescente.blogspot.com)
3 compartilhamentos