Alexei Bueno

Encontrados 25 pensamentos de Alexei Bueno

Chuva e névoa gélida.
Que frio teria o sapo
se tivesse frio?

Alexei Bueno

Sobre mim a lua.
Lá atrás das altas montanhas
outro deve olhá-la.

Alexei Bueno

Sobre o monte liso
contra o céu uma só árvore.
Gesto de vitória!

Alexei Bueno

No olho das ruínas
as íris dos vaga-lumes
sob as tranças de ervas.

Alexei Bueno

Por trás do combate
feroz do vento e das nuvens
a intocada estrela.

Alexei Bueno

Nos bambus já escuros,
morcegos, daqui, dali,
também sem destinos.

Alexei Bueno

Velho, esta manhã
naquele pátio ruidoso
é a que foi tua.

Alexei Bueno

Na esquina sumindo
os homens. Logo outros homens
sumindo. Na esquina...

Alexei Bueno

Mosquito ferido.
Quieta agonia de pernas
e antenas na noite.

Alexei Bueno

Na noite trevosa
eis, quando menos se espera,
teu semblante, lua!

Alexei Bueno

Grito da sineta
na última aula. Alegria.
Depois o silêncio.

Alexei Bueno

Meio-dia. O cego
marcha, batendo, batendo
sobre a própria sombra.

Alexei Bueno

Lâmpada vermelha
no umbral da taberna. O vento
diz que ela bebeu.

Alexei Bueno

Entre as ruas, eu,
e em mim, eu em outras ruas,
sob a mesma noite.

Alexei Bueno

Nuvem, ergue a pálpebra!
Quero ver o olho de cego
com que sondas a noite.

Alexei Bueno

No solar ruído
há ainda verdes cortinas
e um senhor, o sapo.

Alexei Bueno

Lá, bem sobre a estrada,
a casa entre flores onde
não entrarei nunca.

Alexei Bueno

Antes que algum nome
nos designasse, já rias,
pequena cascata.

Alexei Bueno

Esqueletos de árvores,
lampiões rodando no vento,
no chão, sombras, bêbadas.

Alexei Bueno

Quero ouvir na noite
os sapos que embalarão,
eternos, meu túmulo.

Alexei Bueno

Mesmo esse macaco
ridente, é incrível, um dia
ficará calado.

Alexei Bueno

Virando, rompendo
as folhas secas, meus pés
sem respeito aos mortos.

Alexei Bueno

Marchando no tempo,
antes de tudo e após tudo,
soberbo, o silêncio.

Alexei Bueno

Crânios num ossuário.
As pedras brancas invejam-lhes
muito pouco as vidas.

Alexei Bueno

Crânios num ossuário.
As pedras brancas invejam-lhes
muito pouco as vidas.

Alexei Bueno
Inserida por lilyser