Frases de Ana Cristina Cesar

Cerca de 14 frases de Ana Cristina Cesar

Angústia é fala entupida.

Ana Cristina Cesar
259 compartilhamentos

Apaixonada,
saquei minha arma,
minha alma,
minha calma,
só você não sacou nada.

Ana Cristina Cesar
251 compartilhamentos

Acreditei que se amasse de novo
esqueceria outros
pelo menos três ou quatro rostos que amei...
organizei a memória em alfabetos
como quem conta carneiros e amansa
no entanto flanco aberto não esqueço
e amo em ti os outros rostos.

Ana Cristina Cesar
179 compartilhamentos

a gente sempre acha que é
Fernando Pessoa

Ana Cristina Cesar
55 compartilhamentos

Eu não sabia / que virar pelo avesso / era uma experiência mortal

Ana Cristina Cesar
60 compartilhamentos

Também eu saio à revelia
e procuro uma síntese nas demoras
cato obsessões com fria têmpera e digo
do coração: não soube
e digo da palavra: não digo (não posso ainda acreditar na vida) e demito o verso como quem acena
e vivo como quem despede a raiva de ter visto.

Ana Cristina Cesar
46 compartilhamentos

"Ai que enjoo me dá o açúcar do desejo."

Ana Cristina Cesar
23 compartilhamentos

É sempre mais difícil ancorar um navio no espaço

Ana Cristina Cesar
42 compartilhamentos

Nada, Esta Espuma

Por afrontamento do desejo
insisto na maldade de escrever
mas não sei se a deusa sobe à superfície
ou apenas me castiga com seus uivos.
Da amurada deste barco
quero tanto os seios da sereia.

Ana Cristina Cesar
11 compartilhamentos

Quando entre nós só havia
uma carta certa
a correspondência
completa
o trem os trilhos
a janela aberta
uma certa paisagem
sem pedras ou
sobressaltos
meu salto alto
em equilíbrio
o copo d’água
a espera do café

Ana Cristina Cesar

Só tem caprichos
É mais e mais diária
– e não se perde no meio de tanta e tamanha
Companhia

Ana Cristina Cesar

Estou atrás
do despojamento mais inteiro
da simplicidade mais erma
da palavra mais recém-nascida
do inteiro mais despojado
do ermo mais simples
do nascimento a mais da palavra.

Ana Cristina Cesar

Diálogo de surdos, não: amistoso no frio.
Atravanco na contramão. Suspiros no
contrafluxo. Te apresento a mulher mais discreta
do mundo: essa que não tem nenhum segredo.

Ana Cristina Cesar

amor
bateu
para ficar
nesta varanda descoberta
a anoitecer sobre a cidade
em construção
sobre a pequena constrição
no teu peito
angústia de felicidade
luzes de automóveis
riscando o tempo
canteiros de obras
em repouso
recuo súbito da trama

Ana Cristina Cesar
Inserida por pensador