Poemas de T. S. Eliot

Cerca de 23 poemas de T. S. Eliot

Não deixaremos de explorar e, ao término da nossa exploração deveremos chegar ao ponto de partida e conhecer esse lugar pela primeira vez.

T. S. Eliot
120 compartilhamentos

A única sabedoria que uma pessoa pode esperar adquirir é a sabedoria da humildade.

T. S. Eliot
570 compartilhamentos

A poesia não é um modo de libertar a emoção, mas uma fuga da emoção; não é uma expressão da própria personalidade, mas uma fuga da personalidade.

T. S. Eliot
60 compartilhamentos

‘Numa terra de fugitivos aquele que anda na direção contrária parece estar fugindo.’

T. S. Eliot
1.2 mil compartilhamentos

Onde está a vida que perdemos vivendo?
Onde está a sabedoria que perdemos no conhecimento?
Onde está o conhecimento que perdemos na informação?

T. S. Eliot
167 compartilhamentos

Infelizmente há momentos em que a violência é a única maneira de assegurar a justiça social.

T. S. Eliot
48 compartilhamentos

O sucesso é relativo: é aquilo que quisermos fazer da confusão que fizemos das coisas.

T. S. Eliot
33 compartilhamentos

A tradição não é dada por direito de herança, e, se a quiser, é preciso muito trabalho para a obter.

T. S. Eliot
13 compartilhamentos

O fim de toda nossa busca será chegarmos onde começamos e ver o lugar pela primeira vez.

T. S. Eliot
30 compartilhamentos

E que rumor é este agora?
O quê anda o vento a fazer lá fora?
Nada! Como sempre, nada!

T. S. Eliot
20 compartilhamentos

O que chamamos de começo costuma ser o fim
E fazer um fim é fazer um começo
O fim é o lugar de onde começamos.

T. S. Eliot
25 compartilhamentos

Só os que se arriscam a ir longe demais são capazes de descobrir o quão longe se pode ir.

T. S. Eliot
298 compartilhamentos

Se você não tem força para impor seus próprios termos à vida, você deve aceitar os termos que ela lhe oferece.

T. S. Eliot
259 compartilhamentos

"Não deixaremos de explorar e, ao término da nossa exploração, deveremos chegar ao ponto de partida e conhecer esse lugar pela primeira vez."

T. S. Eliot
2 compartilhamentos

Apenas aqueles que arriscam a ir demasiado longe conseguem descobrir o quão longe se pode ir.

T. S. Eliot
52 compartilhamentos

Poetry is not a turning loose of emotion, but an escape from emotion; it is not the expression of personality, but an escape from personality. But, of course, only those who have personality and emotions know what it means to want to escape from these things.

T. S. Eliot
23 compartilhamentos

THE BURIAL OF THE DEAD

APRIL is the cruellest month, breeding
Lilacs out of the dead land, mixing
Memory and desire, stirring
Dull roots with spring rain.
Winter kept us warm, covering
Earth in forgetful snow, feeding
A little life with dried tubers.
Summer surprised us, coming over the Starnbergersee
With a shower of rain; we stopped in the colonnade,
And went on in sunlight, into the Hofgarten,
And drank coffee, and talked for an hour.
Bin gar keine Russin, stamm’ aus Litauen, echt deutsch.
And when we were children, staying at the archduke’s,
My cousin’s, he took me out on a sled,
And I was frightened. He said, Marie,
Marie, hold on tight. And down we went.
In the mountains, there you feel free.
I read, much of the night, and go south in the winter.

What are the roots that clutch, what branches grow
Out of this stony rubbish? Son of man,
You cannot say, or guess, for you know only
A heap of broken images, where the sun beats,
And the dead tree gives no shelter, the cricket no relief,
And the dry stone no sound of water. Only
There is shadow under this red rock,
(Come in under the shadow of this red rock),
And I will show you something different from either
Your shadow at morning striding behind you
Or your shadow at evening rising to meet you;
I will show you fear in a handful of dust.
Frisch weht der Wind
Der Heimat zu,
Mein Irisch Kind,
Wo weilest du?
“You gave me hyacinths first a year ago;
They called me the hyacinth girl.”
—Yet when we came back, late, from the Hyacinth garden,
Your arms full, and your hair wet, I could not
Speak, and my eyes failed, I was neither
Living nor dead, and I knew nothing,
Looking into the heart of light, the silence.
Öd’ und leer das Meer.

Fragmento do poema "The waste land"

T. S. Eliot
Inserida por eggon
1 compartilhamento

Spencer Reid: T.S. Eliot escreveu: "Entre o desejo e o espasmo, entre a potência e a existência, entre a essência e a descendência, tomba a sombra. Esta é a maneira que o mundo acaba."

T. S. Eliot
2 compartilhamentos

Apenas aqueles que arriscam demais, podem realmente
descobrir ate onde podem ir.

T. S. Eliot
2 compartilhamentos

Entre o desejo e o medo, entre o poder e a existência, entre a essência e o declínio, caem as sombras. É assim que o mundo termina.

T. S. Eliot
2 compartilhamentos