Pâmela Martini: Amo a violência do teu silêncio,...

Amo a violência do teu silêncio, deitado sobre mim como se fora ali atirado. Nem o descaso dos teus olhos perdidos em algum canto do teto esconde a violência com que me tratas, quando propositalmente esqueces de mim e terminas o cigarro sozinho.

1 compartilhamento
Inserida por pamelamartini