Andréia de Figueiredo: Antes de ti, desconhecia amor. Depois de...

Antes de ti, desconhecia amor.
Depois de ti, vacilei e me perdi.
Sem inspiração segui amargos dias
Criei meu mundo, fuga do real.
Entrei em lugares cinzentos,
Habitados pela ilusão de momento, pelo desolamento constante.
Habitantes mostraram-se cruéis, a felicidade neste lugar raramente residiu.
Dias vazios tristes e calados.
Tudo era desconhecido, alheio.
Busquei a fonte, encontrei-te, fonte única.
Tua beleza e tua nobreza, exclusiva!
Dadiva!

1 compartilhamento
Inserida por afigueiredo