Elisane Mello: O amor é como a gente. Confuso,...

O amor é como a gente. Confuso, complicado, com virtudes e defeitos. Quando um rapaz se interessa por uma moça, por exemplo: se ela der atenção e demonstrar um grande interesse de cara, a conquista vai se tornar chata e monótona, ou seja… fácil. É assim a nossa relação com o amor, já que ele é uma personificação de todos os sentimentos humanos misturados e entrelaçados. Se a gente procurar por ele, não teremos respostas. O amor vai fugir, afinal, ele quer criar uma história interessante e cheia de capítulos, e não um mar de monotonia. Vamos esquecer do amor, ignorá-lo. Sendo assim, ele vai sentir o gostinho da dificuldade e vai correndo querer entrar no seu coração. E você vai se surpreender, porque quando menos espera, ele irá te conquistar. Talvez o amor não seja algo que você quer, mas ele é algo que você precisa.

1 compartilhamento
Inserida por smilesandtears