Clara Furtado: Somos dois lados. Ás vezes o dia a dia...

Somos dois lados. Ás vezes o dia a dia nos deixa tão longes de nós mesmos, tão diferentes do que somos e realmente queremos ser na nossa forma predominante; hora somos nosso lado doce, hora nosso lado de sabor desagradável. As circunstâncias, as pessoas, os acontecimentos ou simplesmente o nosso humor naquela hora nos deixam, até nos forçam, a ser assim e o lado açucarado de nós mesmos fica por instantes dentro do pote e só o lado amargo e azedo é o que aparece, como uma fruta mal escolhida, quando os desgastes diários da nossa alma boa nos consomem de um jeito que não conseguimos mesmo ser o lado doce de nós mesmos, naquele exato instante.

Alguns momentos são assim, mas apenas alguns momentos, porque a matéria é carne, osso e sentimento, não ferro ou pilha ou bateria ou nada programado ou programático ou com manual de instruções, nem sempre é fácil; a gente sorri, mas a gente também fecha a cara, porque a vida é como o clima, nem sempre o sol brilha, às vezes nubla ou chove ou neva, mas o importante é saber e não esquecer que O Homem do tempo, Aquele Dono de tudo e Pai de todos, sempre manda sol de novo; O bom é saber que esse sol sempre volta, sempre vem de novo e é quem predomina, mesmo nas outras estações, as de chuva e frio. Que predomine o sol, que clareia e o lado doce, que açucara a vida por dentro e por fora.

1 compartilhamento
Inserida por ClaraFurtado