Karla Tabalipa: Eu poderia tentar explicar esse meu...

Eu poderia tentar explicar esse meu jeito, assim, de te querer tanto e falar que não quero mais, de mandar mil mensagens na madrugada, mesmo sem resposta. De sentir tanta saudade, e uma vontade gigante de ir correndo te ver, e ser mais sua do que nunca.
Queria que você aceitasse essa minha loucura toda, essa vontade urgente de fazer acontecer, de verdade e pra sempre. E ainda sim, estragar tudo.
De passar a noite acordada pensando em você, e esperando uma ligação que nunca chega...
De sentir o coração apertado, lembrando quantas vezes você ligou e eu perdi a ligação, assim, meio sem me importar. Hoje eu fico grudada no celular, esperando que isso aconteça...


Queria voltar no tempo e fazer diferente, aprender a te gostar com calma, aceitar seu jeito horrível de bajular toda menininha que te diz oi.
Odeio todas elas. Porque elas podem te dar oi e ter resposta. Odeio mais ainda você, por ter me feito gostar assim... E pra que?
E quantas vezes eu pensei em nós dois e um mundo só nosso? Coração e quadris no mesmo ritmo. Ser-pra-sempre-tua em algumas horas. Quantas vezes eu sonhei com aquela paz que vem com o depois. Respiração e coração acelerados, vontade que não acaba. Sacanagem e doçura.

‘Falo mentalmente’ mil palavrões quando penso no quanto já sou tua. Quando me pego comparando com você, os caras que vem tentar algo comigo.
Nenhum deles é tão seguro de si, nenhum tem esse ar meio arrogante que você tem quando acha que está com a razão. Nenhum deles me liga de madrugada, depois de beber, e diz que gosta de mim mais do que eu imagino. Nenhum deles me diz, com um milhão de palavras, tudo o que você me diz nas entrelinhas, e me toca como há muito muito muito tempo ninguém tocava.
V O N T A D E: De te ter pro resto da vida. De te esquecer pra-nunca-mais.

A palavra da semana é esquecer. Esquecer que dói, esquecer que faz falta, esquecer sua risada, assim meio sem jeito, quando eu tentava mudar de assunto, te tirar do sério, te pedindo pra parar de brigar comigo. Esquecer que você tentou tanto e eu só fugia, e dizia não pro coração.

Esquecer que um dia aconteceu, pra não lembrar que agora acabou.

2 compartilhamentos
Inserida por tabalipa