Nathália Silva: A cada coisa que me acontece, vejo eu o...

A cada coisa que me acontece, vejo eu o quanto de mistérios há na vida.
Detalhes tornam-se grandes, laços de uma vida se desfazem em fração mínima de tempo e ás vezes o surreal aprimora-se na realidade cotidiana.
A peculiaridade da vida é absoluta e à ela somos e/ou estamos totalmente vulneráveis.
Porém, para nossa sorte, somos, ou melhor, fomos dotados penso que, divinamente, de uma inteligência sem fronteiras e de uma inesgotável capacidade de superação – diante de tamanha explosão de vitalidade.
Boa coisa e novamente para nossa sorte, (visto que o ser humano é muito curioso...) Deus em sua infinita sabedoria sempre sabe até que ponto pode provar e/ou testar uma vida e nunca vai além deste ponto.
De certo que estamos aqui só de passagem, então, que seja ela feita com alegrias, coragem, inovações, respeito, humildade, mas, sobretudo com amor.
Ahh o amor! Quente como a lava vulcânica que de tão bela, causa medo. Todavia, engana-se que o “sentir medo” seja sinal de fraqueza. Pelo contrário! O medo assim como a dor é que nos mantém alertas e atentos aos designos –sinais- que Deus nos manda à todo momento pois Ele sabe e/ou sempre soube que os maiores embates da vida acontecem dentro de nós mesmos.

1 compartilhamento
Inserida por NathaliaSilva