Edson Miranda dos Santos: Se tivermos de ser o peru? por Edson...

Se tivermos de ser o peru?
por Edson Miranda Santos, sábado, 29 de Outubro de 2011 às 15:55
Às vezes pensamos que Deus tenta agir como o zoopsicanalista que tenta convencer o peru da sua importância para a festa do natal. Às vezes me flagro divagando sobre a situação de Jó, e dos outros Jo's da vida que não conseguiam entender a razão pela qual estavam sendo submetidos a uma situação tão constrangedora quando a sua consciência não o acusava de coisa alguma que viesse a justificar aquele momento, aquela situação.
Isaias 55.8,9,10,11 - Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o SENHOR. Porque assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos. Porque, assim como desce a chuva e a neve dos céus, e para lá não tornam, mas regam a terra, e a fazem produzir, e brotar, e dar semente ao semeador, e pão ao que come, Assim será a minha palavra, que sair da minha boca; ela não voltará para mim vazia, antes fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei.
Por não conhecermos a mente de Deus achamos os seus caminhos truncados, difíceis de serem entendidos e aceitos. É muito complicado aceitarmos, o sofrimento, a dor, o prostrar-se, principalmente de um ente querido, de um servo conhecidamente fiel, leal, comprometido com o reino em um leito de hospital, em casa vegetando, ou de súbito ser tomado de forma agressiva e catastrófica.
Nesse exato momento estamos vivenciando situação semelhante. Minha mãe, menina, mulher, irmã, esposa, mãe, amiga, serva dedicada, de vida cristã conhecidamente voltada para o reino, para a família, para o próximo, de repente se ver em um hospital sendo sirugiada de uma fratura no fêmur que por irresponsabilidade médica infeccionou e quase que perde a perna ou quem sabe poderia ter sido a vida. Sempre foi uma mulher muito ativa, nunca foi de esperar acontecer, sempre se adiantando aos fatos, deixando muita gente perplexa por saber-se do seu despreparo intelectual, hoje se encontra em um leito em casa com crises de demência senil, com algumas escaras enormes que nos deixam apreensivos, dependendo em tudo de todos.
A mente do homem reclama: Onde está o Deus justo e misericordioso, que atenta para o justo na sua justiça e para o injusto na sua injustiça se temos visto e contemplado ocasiões em que parece que a situação se inverte.
Por sermos excessivamente materialistas não conseguimos desenvolver em nós virtudes que nos foram prometidas, que teríamos, feitas pelo dono absoluto das virtudes; o próprio Deus, através de Jesus Cristo. Marcos 16.17,19 - E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas; Pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e os curarão. Ora, o Senhor, depois de lhes ter falado, foi recebido no céu, e assentou-se à direita de Deus.
"Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos."
Tentar alcançar ou acompanhar os pensamentos de Deus em uma linha de raciocínio humano, é como diz o poeta popular: é pegar o sol com a mão. Jeremias 29.11 - Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o SENHOR; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais.
Como alcançar a linha de raciocínio de Deus se as turbulências da vida não nos dão tempo nem espaço para que possamos elaborar as ideias de forma tal que seja possível o mínimo de coerência? O trabalho pela sobrevivência nos rouba muito tempo. Não conseguimos sobreviver sem pão, sem roupas, sem chão, sem teto. O básico. Porém não se vive só do básico. Não seria vida; seria só sobrevivência. Deus não nos prometeu somente sobrevivência, mas vida e vida abundante, e isso implica em uma amplitude interpretativa imensa, sem precedentes. Como diz o poeta: "Bebida é água, comida é pasto. A gente não quer só bebida, a gente não quer só comida"...A gente quer ser Deus, não simplesmente ter um Deus. É muito limitado, é condicionar-se a uma posição de suplicante, de secundarista, onde o conseguir vai depender da postura de humilhação do adorador. Subserviência.
Como somos medíocres, como pensamos pequeno ante as promessas que nos são feitas, como se é tolo em querer ser a árvore quando podemos viver à sombra da mesma. O salmista diz: Salmo.91 -1 - Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do Onipotente descansará. Por que querer ser Deus se eu posso em Cristo ser um nele. João 17.21-Para que todos sejam um, como tu, ó Pai, o és em mim, e eu em ti; que também eles sejam um em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste.
1º Coríntios 2.9,10,11,12,13,14,15,16 - Mas, como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, E não subiram ao coração do homem, São as que Deus preparou para os que o amam. Mas Deus no-las revelou pelo seu Espírito; porque o Espírito penetra todas as coisas, ainda as profundezas de Deus. Porque, qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do homem, que nele está? Assim também ninguém sabe as coisas de Deus, senão o Espírito de Deus. Mas nós não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito que provém de Deus, para que pudéssemos conhecer o que nos é dado gratuitamente por Deus. As quais também falamos, não com palavras de sabedoria humana, mas com as que o Espírito Santo ensina, comparando as coisas espirituais com as espirituais. Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente. Mas o que é espiritual discerne bem tudo, e ele de ninguém é discernido. Porque, quem conheceu a mente do SENHOR, para que possa instruí-lo? Mas nós temos a mente de Cristo.
Ser um em Cristo significa ser um em Deus. Se somos um em Cristo temos a mente de Cristo. Se temos a mente de Cristo podemos alcançar as coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, E não subiram ao coração do homem, porque o amamos, e por isso somos um nEle, e a quem assim está é dado discernimento para os pensamentos de Deus que são revelados: na sua palavra, na sua obra, no desenrolar dos acontecimentos, em toda criação.
Quantas verdades em tão poucos escritos. Quanta pequenez para conseguirmos absorve-las e tornarmo-nos praticantes, desfrutarmos destas maravilhas. Não são só palavras consoladoras, são verdades alcançáveis, resultado de uma vida de intimidade com Deus, de um relacionamento intrínseco.
Alguém pode até perguntar: quem será esse super crente tão seguro que nunca passou nem acha que passará por momentos de desespero e que jamais questionou e nem questionará a Deus?
O mais frágil e mais ousado de todos os servos dEle, que quando se acha magoado diz-lhe abertamente que não está gostando e que se é o que Ele quer para mim, imponha a mim a sua vontade mesmo que eu esperneie e chore até que vencido pelo cansaço me renda. Sou chorão, sou arengueiro, sou implicante, sou insistente, sou osso duro de roer. Quem me conhece sabe! Mas Ele conhece a minha estrutura, sabe que eu sou pó (Salmos 103.14). Muitos deram as suas vidas para que este evangelho chegasse até nós. A muitos outros Deus permitiu, e até expôs a situações difíceis para que pelo seu exemplo de fé, de perseverança, de integridade e de ousadia tomássemos conhecimento da sua maravilhosa graça e, se formos mais atentos percebermos os milagres que Deus tem realizado em nossos dias, em nossa volta, em nossas vidas. E como instrumentos nas mãos de Deus não passamos de ferramentas do seu trabalho já que fomos redimidos, para remissão daqueles pelos quais Jesus Cristo morreu. Se tivermos que ser o peru?...

1 compartilhamento
Inserida por EDSONMIRANDA9460