Simone Sampaio da Silva: Ele. Conjuro-vos, ó filhas de...

Ele.

Conjuro-vos, ó filhas de Jerusalém,

pelas gazelas ou corças do campo,

que não acordeis nem desperteis a amada,

antes que ela queira!

SEGUNDO CANTO

Primavera de amor

Ela.

Atenção! É o meu amado:

eis que ele vem saltando pelos montes,

transpondo as colinas.

O meu amado parece uma gazela,

uma cria de gamo,

parado atrás de nossa parede,

espiando pelas janelas,

espreitando através das grades.

Adiantando-se, o meu amado me fala:

Ele.

Levanta-te, minha amiga,

minha formosa, e vem!

Eis que o inverno já passou,

cessaram as chuvas e se foram.

No campo aparecem as flores,

chegou o tempo da poda,

a rolinha já faz ouvir

seu arrulho em nossa região.

Da figueira brotam os primeiros figos,

exalam perfume as videiras em flor.

Levanta-te, minha amiga,

minha formosa, e vem!

Pomba minha, nas fendas da rocha,

no esconderijo escarpado,

mostra-me teu semblante, deixa-me ouvir tua voz!

Porque tua voz é doce, gracioso o teu semblante

1 compartilhamento
Inserida por Repousa