Bruna Alves: Sobre amores... Já julguei que era amor...

Sobre amores...

Já julguei que era amor diversas vezes, já disse "Eu te amo" sem ter a plena certeza disso e vezes sem amar, cometi erros, me apaixonei, desapaixonei.
Mas até hoje não descobri o que é o amor verdadeiro, esse amor bonito, correspondido e reciproco, porque só um amar não dá.
Me apaixono pela ideia de estar apaixonada, apaixono-me por sorrisos, olhares, tom de voz, perfume, e não precisam estar relacionados. Nem conhecer a fundo eu preciso, pra isso existe a definição amor platonico.
É gostoso somente observar, conversar e essa outra pessoa não fazer a minima do que você sente. É gostoso idealizar como seria sem querer que seja. Como seria dormir junto, ver o rosto dessa pessoa ao acordar, observa-la dormir,
fazer cafuné, beijar, abraçar, é estranho, é um não querer e só querer imaginar, sonhar.
Acho que assim corro menos risco de sofrer, porque eu mesma posso controlar a hora de ir embora, a hora de parar.
Com outra pessoa envolvida é mais dificil, mesmo que ela não de a minima pra você. Ela tendo consciencia que existe alguem que tem sentimentos por si vai existir a esperança de um dia ser correspondido.
Platonico, escolha.

1 compartilhamento
Inserida por brudiass