Weslley marchezan da Silva Viana: Poeta oculto A madrugada chega, E ele...

Poeta oculto


A madrugada chega,
E ele ainda está acordado
Junto a sua amiga caneta
Vai rabiscando folhas e folhas...

Suas composições falam de amor
Da vida, do mundo, de esperança e de fé
Na sede e no compasso
Das batidas do seu coração

Ninguém sabe dizer
O que se passa em seus pensamentos
Nem de onde vem tanta inspiração
A chuva da meia-noite
A alegria, a amizade, a companhia.
A dor de um amigo
Ou um amor perdido
Motivos para escrever em silêncio...
Em silêncio escrever...

Ele não precisa gritar para o mundo
Um verdadeiro poeta sempre sabe
A hora certa de falar
Misteriosamente, vai escrevendo.
Somente o que precisamos ler

Querendo não mudar o mundo.
Mas, ajudar-nos a entender.
Que aprender a vencer ou perder
Depende somente de nós

Talvez, ao ler, não compreendamos.
Talvez, nunca consigamos entender.
Mas, em cada canto do mundo.
Há alguém assim...
A rabiscar em suas folhas
Sobre seus curtos ou longos
Pensamentos, inquietos e vivos.
De um poeta oculto.

Weslley Marchezan. Poema de abertura do Livro: Amizades são mananciais, de Cláudio Cássio. Ed.Paulinas,2010.

1 compartilhamento
Inserida por weslleyviana