KauaneRosseti: Sei que não posso voar. Minha vontade...

Sei que não posso voar.
Minha vontade era mesmo de abrir minhas asas, me entregar ao vento e deixar que ele me levassa pra onde quisesse, por onde lhe fosse conveniente, por onde fosse possível me levar. Nesse exato momento sinto-me podada, minhas asas foram tiradas e eu busco no vento a sensação da minha liberdade, uma liberdade que nunca existiu, uma vontade que sinto tão intensa, sensações, desejos, até parece que ja tive esse gosto. A LIBERDADE é um prato cheio, que você pode se lambuzar. Mas mesmo assim, não deixarei de querer. Pra mim tem o gosto mais doce, eu, eu mesma e nada. Nada que possa impedir de levar-me até a altura mais alta, a atitude mais inconsequente, o medo mais exitante, a loucura mais inesistente, uma alma quase que consistente, uma medida previamente. Tenho sempre um 'quê' de mesmice e isso me encomoda profundamente, porque o mesmo já não almeja mais la liberté. É o mesmo de mim que já não quero mais.Já não suporto essa mesma cara de presa, de gente pra dentro, que cobre a dor mais profunda com o sorriso mais hipócrita, por dentro um estilhaço, por fora uma cara rosada, satisfeita e sinicamente feliz. Sofro com um desvio de personalidade que vai de mim até você.
Já aprendi a suportar e a conviver diretamente comigo mesma presa dentro de mim.
Eu estou presa dentro de mim e não posso sair mais.
Talvez depois de engatinhar, andar, correr eu possa pular e empulsar meu vôo e me livar de mim.

no ápice da minha felicidade consegui ser deprimentemente convincente.

1 compartilhamento
Inserida por edjanemendes