Divagações após a chuva Ao anoitecer,... Sônia Schmorantz

Divagações após a chuva Ao anoitecer, gotas da chuva intensa ainda brilham nas folhas e calçadas, como notas poéticas a refletir as luzes, que pouco a pouco vão... Frase de Sônia Schmorantz.

Divagações após a chuva

Ao anoitecer, gotas da chuva intensa
ainda brilham nas folhas e calçadas,
como notas poéticas a refletir as luzes,
que pouco a pouco vão surgindo nas casas.
Gotas vão sendo levadas pelo vento incerto,
como palavras descompromissadas que
tanto já foram ditas e desditas nesta vida.
As palavras voam pelas janelas e calçadas,
instáveis, insanas, descomprometidas
com a realidade, perdidas no tempo.
Só a poesia as recupera,
unindo-as através dos sonhos repetidos
no silêncio das madrugadas insones.
Das palavras ditas resta a poesia,
a vaporosidade de quem já viveu
e ouviu muito, mas
ainda tem capacidade de sonhar.
Palavras inventam-se nos poemas,
num fluir secreto, desdobrando-se como renda,
tecidas memórias de sonhos que
com a própria vida que se emendam.

1 compartilhamento
Inserida por schmorantz