Miguel Torga: Não perturbes a paz que me foi dada....

Não perturbes a paz que me foi dada. Ouvir de novo a tua voz seria matar a sede com água salgada.... Frase de Miguel Torga.

Não perturbes a paz que me foi dada. Ouvir de novo a tua voz seria matar a sede com água salgada.

Miguel Torga TORGA, M., Câmara Ardente, 1962.

Nota: Trecho do poema "Súplica"

34 compartilhamentos
Inserida por usuario222211