Nina Arueira.: Meu barco andou buscando um navegante...

Meu barco andou buscando um navegante Que se esquecera ao longe e, muito embora Venha das sombras de um país distante, Vai demandando a luz da eterna aurora! Qu... Frase de Nina Arueira..

Meu barco andou buscando um navegante
Que se esquecera ao longe e, muito embora
Venha das sombras de um país distante,
Vai demandando a luz da eterna aurora!

Quantas vezes chorei no barco antigo!
Eram tempos de trevas e tempestades,
Vagas de dor, em noites de perigo,
Chuvas de pranto, névoas de saudade...

Mas, um dia, Jesus deu-me a ventura
De revelar o viajante amado
O grande sonho, o anseio de ternura,
A esperança no porto desejado.

Desde então, o outro barco, enchendo as velas,
Vem, quase rente ao meu, sem descansar!
Não mais só!... Adeus morte, adeus procelas!
Nós dois sigamos pelo mesmo mar.

1 compartilhamento
Inserida por NewtonJayme