Aluísio Azevedo: Aquela pobre flor de cortiço, escapando...

Aquela pobre flor de cortiço, escapando à estupidez do meio em que desabotoou, tinha de ser fatalmente vítima da própria inteligência. À mingua de educação, seu... Frase de Aluísio Azevedo.

Aquela pobre flor de cortiço, escapando à estupidez do meio em que desabotoou, tinha de ser fatalmente vítima da própria inteligência. À mingua de educação, seu espiríto trabalho à revelia, e atraiçoou-a, obrigando-a a tirar da substância caprichosa da sua fantasia de moça ignorante e viva a explicação de tudo que lhe não ensinaram a ver e sentir.

Aluísio Azevedo AZEVEDO, A., O Cortiço, 1890.
2 compartilhamentos
Inserida por Circus