Claudio Edemur Pereira: PELE E LENÇÓIS Que contraste entre...

PELE E LENÇÓIS Que contraste entre duas semelhantes Coberturas de belezas amigas O linho que esconde gotas brilhantes De suor de amor e fadigas Amortecidos pela... Frase de Claudio Edemur Pereira.

PELE E LENÇÓIS


Que contraste entre duas semelhantes
Coberturas de belezas amigas
O linho que esconde gotas brilhantes
De suor de amor e fadigas
Amortecidos pela loucura que antes
Explodiram em bocas e vigas
Que se buscavam incessantes.

E agora, passado o fogo do desejo
Olho a ti, submissa, a sussurrar
Elevo-te a meus lábios e um beijo
Nasce espontâneo e vem se depositar
Em sua pele macia que é onde almejo
Para todo sempre possuir e amar.

O reflexo num espelho mostra na meia luz
Metade cor morena de sua pele bela e amada
Enquanto a outra metade sob o lençol me seduz
Porque sei que a metade aparente é somente a metade
Da outra metade do todo que amo e que me reduz
A ser para você metade amor, metade saudade.

1 compartilhamento
Inserida por cledpe