Dalva Nascimento: MIRAGEM Sou uma solitária viajante Que...

MIRAGEM Sou uma solitária viajante Que caminha nos descaminhos da vida, sedenta, faminta por um beijo teu. Quizera matar minha fome, saciar minha sede. Matar es... Frase de Dalva Nascimento.

MIRAGEM

Sou uma solitária viajante
Que caminha nos descaminhos da vida,
sedenta, faminta por um beijo teu.
Quizera matar minha fome, saciar minha sede.
Matar esta minha ânsia incontida
Sem saber, se teu amor ainda é meu.

No meu caminhar sozinha
Neste deserto imaginário
Meu coração ama, mas continua solitário.
Vejo-te nas minhas andanças.
Surges como uma miragem, eu corro louca para tocá-lo.
Pura ilusão... Tudo se desfaz... Dissipa-se como fumaça.
Quero esquecê-lo... Continuo a amá-lo...
Que tortura... Este amor infindo que não passa.

Meu coração, meus olhos se iludem.
Num desejo insano de te encontrar
Tocar-te, Beijar-te, te abraçar...
Minha boca os teus beijos pede
Meu corpo anseia o teu
Desejos me invadem
Quero senti-lo meu.
Fico deveras atordoada.
São estes desejos loucos, estas fantasias.
Que me fazem delirar e sonhar contigo acordada...

2 compartilhamentos
Inserida por dalvanascimento