João Francisco da Costa: SOL Em vezes, nossas vidas compara-se à...

SOL

Em vezes, nossas vidas compara-se à noite,
por horas, o Sol bate em nossos olhos e nos jubila com seu brilho.
Eu cheguei a pensar que a escuridão e o breu da noite tivessem tomado conta de meu ser...
Sei que o Sol, você, continuará brilhando sempre.
Por momentos sinto-me despegado, sinto que minha alma deixa meu corpo quando penso em você,
na tentativa de fazer com que você escute minha voz, sinta meu perfume e minha presença.
Sofro quando não ouço tua voz,
desespero-me quando não posso ver-te,
Sinto o gelo da geleira mais alta, quando acordo e não te encontro.
Sol de minha existência, me tenha, me prove, me tome.
Sol de minha manhã invada minha vida, diga que me ama,
mesmo que por um instante,
equilibre meus pensamentos,
Sol, esteja comigo, pois não sei mais o que fazer sem você.
Eu te amo.....

1 compartilhamento
Inserida por chicogeografia