José Ferreira: O porque de ser não sabemos, entendemos...

O porque de ser não sabemos, entendemos que não é preciso compreender algumas coisas, mais mesmo assim nos questionamos, pois existem conflitos internos, perguntas não respondidas, dúvidas não tiradas e ainda uma sede de saber o porque assim somos.
Deveria existir uma resposta satisfatória, mais não, ela tarda em chegar, talvez não chegue a tempo ou quem sabe nunca virá...

Só nos resta como alento a consciência que continua mostrando a evolução pelos passos dados, pelas veredas desvendadas, pelo depois que ainda não veio, por um pássaro que vai cantar anunciando um teste novo para nos testar e um final pra terminar o amadurecimento que nunca firmou-se, contudo podemos pensar, sim; podemos pensar; isso basta, isso alimenta o que não somos , leva crer nas corredeiras que não alcançam êxito em irrigar a planta sedenta e esperançosa pelo fim do inverno que nunca findou.
Bis...
Quem somos? O que somos? Existimos ou acudimos um sonho de saber o que não tem resposta? Onde estamos? Como estamos ? Enxergamos ou nossos olhos foram tirados após o amanhecer ? - O que importa ? Os dias vão e vem e nada mais que isso resta para a arvore que espera silenciosamente seu dia de silenciar-se. O tempo diz que não há tempo para nada mais, sim; nada mais alem de observar a curva ao longo dos intermináveis dias...

2 compartilhamentos
Inserida por JFLC