Vanessa Ribeiro: Plena noite de sábado, estou na balada,...

Plena noite de sábado, estou na balada, com o copo na mão, observando e pensando...
Pensando em cada detalhe teu, me desligo,....
Se eu fosse eu escrever um livro da nossa história nos primeiros capítulos todas as mulheres cairiam de vontade para ter um homem como este, depois os leitores iam cair em muitas lágrimas junto com os personagems (eu e você), depois voltariam a rir, comemorar e achar que aquele era o final perfeito para mais uma hitória de amor, mais páginas a frente descubririam que não estavam nem na metade, e com mais um vacilo iam querer tacar o livro no fogo, ao desistirem do fogo, iriam ler mais algumas páginas e já cansadas de tantos altos e baixos chegariam a conclusão que não era um livro bom de se continuar lendo e por fim o colocariam em uma patrileira qualquer para um dia em que estivessem com mais paciência terminar de lê-lo!
Percebo que tenho medo de me entregar nesse amor e assumir novamente para o mundo que você é tudo na minha vida.
Você não é, mas colocamos em nosso inconsciente que sim.
Tenho medo de acordar e não te tê-lo mais. Te devolver para o mundo. Começar a viver sozinha e fazer uma nova história.
Caminhar novos caminhos. Se entregar em novas oportunidades. É o que tento mostrar as pessoas no meu dia-a-dia, mostrar que não dou a mínima para cada passo seu e que as noitadas me fazem te esquecer. Não, não fazem. Nem a bebida é capaz de me transportar para um outro lugar. Nem a música alta me distrai do pensamento que só quér ir de encontro ao teu...
Ao mesmo tempo que em cada rua eu procurava rostos novos que me fizessem esquecer cada traço do teu rosto, procurei o teu entre todos estes.
Procurei teus beijos em outras bocas, não achei.
Procurei sorrisos tão lindos como o teu, não foi possível!
Passam-se dias, ninguém percebe, sou tua.
Vejo por várias vezes nossas fotos, cartas, declarações e nada daquilo faz sentido. Nada hoje faz sentido. Não faz sentido não estar contigo. Escuto as músicas e todas elas só me trazem um nome à cabeça.
Procuro me distrair, escrever, escrever,... Escrever sobre o quê? Vamos pense em um novo tema. Não consigo, todos os temas vão em direção a você.
Vamos então menino, acorde, veja que eu te amo.
Eu estou aqui, será que é capaz de enchegar todo o amor que carrego?
Será capaz de suprir toda essa vontade de estar junto?
Será capaz de me fazer realmente feliz, sem dúvidas, brigas ou ciúmes?
Será capaz de esquecer todo o passado? Eu não!
Eu vou fingir que passou, mas ainda está aqui, cada lágrima que eu segurei, cada desaforo que guardei, cada detalhe que deixei passar. Está tudo aqui, comigo, carregados e querendo explodir.
Quero que fique longe, e ao mesmo tempo lhe quero aqui do meu lado.
Desejo lhe bater e chingar, mas logo quero apenas beijos e abraços.
Quero viver para sempre ao teu lado, concretizar e provar a todos que fomos fortes o bastante, e ao mesmo tempo, quero viver, longe de você e provar a mim mesma que suporto tudo isso.
Ficar ao teu lado, aguentar tudo, te amar loucamente e exageramente, aceitar os erros e esquecer tudo,...para tê-lo apenas por mais uma noite, sem que existisse passado, eu faria!
Acordei, e toda esta vontade continua aqui.
Cansei de forjar situações, cansei de aceitar desde os vacilos até os perdões, cansei de entregar meu amor e achar que você fosse sincero ao procurar o teu.
Decido continuar a enganar todos, ouvir músicas altas,provocar, beber, procurar, olhar, sorrir, beijar, dançar,...
Decidi chorar escondida, e decido, por fim, parar com essa mania que é você, um vício!
Cansei, estou indo embora, sei que é amor, mas sei que acabou.

2 compartilhamentos
Inserida por nessaribeiro