Raphaela Bianchi: Sábado a noite, tudo parece tão...

Sábado a noite, tudo parece tão tranqüilo
Estou sobre o gramado do bosque
Pensando mais sobre nós,
Por onde você anda?
Pensamos, precisamos um pouco mais de realismo
Ficar triste nem sempre é tão ruim assim
Um lágrima derramada é mais uma lição que você aprende
O sorriso vem logo em seguida,
Sábado a noite, parei para contar as estrelas
Imaginamos elas tão acima de nós
Nunca paramos para pensar, elas parecem morar em nossos olhos
Sábado a noite, precisamos conversar
Por onde você anda?
Eu estou deixando uma mensagem de voz para você
Hoje eu refleti perante as estrelas
Havia um filme que dizia;
Elas já não brilham mais, estão mortas e não sabem porque ainda não recebram a notícia
Sabe as coisas perdem os valores de acordo com o valor que damos a elas, ás vezes não prestamos atenção
Mas elas continuam brilhando, se estão mortas para você
É porque o seu olhar está morto para elas
Sábado a noite, não é um dia tão ruim
Eu só queria saber por onde você anda,
Ao ouvir a mensagem, retorne.

2 compartilhamentos
Inserida por bianchraph