Vanessa Ribeiro: É inevitável olhar a felicidade de um...

É inevitável olhar a felicidade de um casal e não sentir inveja.
Olhar como ambos amadurecem e aprendem juntos e não sentir vontade de roubar aquele para você.
é inevitável não ver fotos, declarações, noivados e não achar que você ainda não achou a metade da laranja.
Ver como cada um se completa e perceber que até agora você apenas se despedaçou.
E tudo vai ficando pior, te levando para uma emboscada. Quando menos você quer, mais se vê rodeada de pessoas assim, felizes.
Os dias de chuva que eu tanto gostava, o friozinho pra ficarmos abraçados em baixo das cobertas, a rede na varanda dona de alguns cochilos, os olhos que me fitavam, a cada vez que eu me deixava cair num sono rápido, estavam ali, me decorando do mesmo jeito, bem abertos e preocupados com cada movimento.
É inevitável ver que tudo mudou e é inevitável saber que não tem como voltar, é inevitável saber que o amor se perdeu, e é frustrante ainda tentar buscá-lo.
Ver os casais que passam na rua, eles se abraçam, sorriem e andam de mãos dadas como se existissem apenas eles e nada de preocupações, e dar uma leve olhada pra quem está do meu lado, indiferente e com toda as preocupações possíveis na cabeça.
Seu olhar nunca consegue se desviar um segundo se quer para me admirar mais. O seu bom humor com todos se vai quando está comigo. A gente não segue mais as ordens do coração.
Hoje eu prefiro o sol, ao teu lado ou não, ele deixa o dia mais bonito para que eu possa enxergar melhor coisas ao lado de outras pessoas.
E ai o dia ensolarado fica escuro e tudo parece ficar triste. Minhas decepções aumentam. Oi, eu estou aqui, tem como você reparar. Não posso dizer que te amo e que ninguém vai te amar como eu. Não seria verdade. eu te amo, sim, mas não como já amei a um bom tempo atrás, este sentimento ainda me machuca, então só pode ser amor. Mas eu posso dizer que ninguém vai sofrer por você como eu sofri. Amor é bonito, é lindo, porém perigoso caso não saiba ser guiado. A princípio você cuidou muito bem do meu amor, de tudo, só pensávamos em cuidar de nós. Hoje cuidamos de nós individualmente. você começou, eu aprendi e fiz igual.
Eu já perdi as contas, de quantas vezes, você incansavelmente se foi, se foi com várias desculpa e por caminhos diferentes, ligava vez ou outra para me fazer mal, me trazer lembranças, e quando eu achava que estava me recuperando de mais um desamor, me vinha você, pelo mesmo caminho de volta, com as mesma desculpas e promessas, sempre as mesmas palavras, homens, ai homens. Não, não creio que sejam todos assim, grande parte tem esse dom de promessas e palavras em vão. Caminhos que nunca se cruzam. O mais engraçado é que você sempre acha que estou aqui, com o mesmo sentimento, a mesma bobinha, pronta para você amar, enganar e largar a hora que bem entende. Não meu bem.
Hoje eu vejo os casais na rua de outra forma, eu me imagino feliz, caminhando com outro alguém, sim, eu sei que existe alguém para me fazer feliz, e este alguém, que me completará, certeiramente, não é você. Então abra teu olho menino, e digo isto incansavelmente, abra teus olhos, estou não estou mais aqui, ou me mostre que realmente você está aqui, ficará tudo assim, até que eu encontre outrem a quem caminhar e rir pelas ruas.

13 compartilhamentos
Inserida por nessaribeiro