SONETO 18 Deverei comparar-te a um dia... William Shakespeare

SONETO 18 Deverei comparar-te a um dia de verão? Tu és a mais serena e a mais amável Os fortes ventos de maio movimentam os brotos, e o prazo do verão é sempre ... Frase de William Shakespeare.

SONETO 18
Deverei comparar-te a um dia de verão?
Tu és a mais serena e a mais amável
Os fortes ventos de maio movimentam os brotos,
e o prazo do verão é sempre inconsolável
em um momento muito intenso, brilha o olho estelar,
e freqüentemente se ofusca a luz do seu semblante,
nefasto, o encanto da beleza irá renunciar, porventura ou pelo destino inconstante;
Mas teu verão é eterno e jamais morrerá, não há de perder o encanto que possui;
E pela sombra da morte não vagarás, pois em versos eternos tu e o tempo sois iguais.
Equanto o homem possa respirar ou os olhos possam ver, viva este canto dar-te a vida é o seu dever.

74 compartilhamentos
Inserida por keliannemiranda