Petrônio Augusto Carvalho Olivieri Filho: Quando éramos crianças Ainda me lembro...

Quando éramos crianças Ainda me lembro de quando éramos crianças O sol batia na janela E na nossa imaginação Eram apenas brasas vindas de uma bola gigante Sabe.... Frase de Petrônio Augusto Carvalho Olivieri Filho.

Quando éramos crianças

Ainda me lembro de quando éramos crianças
O sol batia na janela
E na nossa imaginação
Eram apenas brasas vindas de uma bola gigante
Sabe... a pureza do seu sorriso
Quando derrubava sorvete na roupa
Era motivo de riso pra mim também
Eu dizia que quando crescesse
Ainda seríamos amigos

Bem... e agora crescemos
Continuamos nossa amizade,
E... que estranho
Aquelas velhas brasas da janela
Parecem estar dentro de mim
Quando você dá aquele puro sorriso
E eu não sei o que dizer...
Sinto frio na barriga
Como se tivesse derramado sorvete
Quando você diz que finalmente crescemos.
Ah, o mundo é tão incerto
Será que te conheço tão bem
Que a amizade não é mais suficiente?
Ou será que o presente
Não é mais como era antigamente?

1 compartilhamento
Inserida por petronio.olivieri