Bruno M. Tôp: Só de admirar o mar azul celeste Sinto...

Só de admirar o mar azul celeste
Sinto como se estivesse,
A conversar ao seu lado.

Não importa se você está em outro continente,
Por enquanto, pra mim isso é indiferente,
Ver a luz do sol atravessar os céus,
E refletir no mar,
Faz eu me lembrar,
De como suas madeixas ficam a brilhar,
Sempre que esse mesmo sol vem te iluminar.

A cada sonho novo,
Sinto você vindo me visitar...
Ironia do destino,
Ou planos de algum ser divino?

Será que tenho sorte de você estar tão distante?
Como será que seria,
Se pudesse te ver a qualquer instante?
Acho que assim, tudo fica mais emocionante.

Afinal, você vai voltar,
Provavelmente iremos nos encontrar,
Como será que vai ser?

Uma flor, durante a carona,
Poemas decifrados,
Sorriso envergonhados,
E o destino que sempre nos manteve separados,
Vai tentar nos fazer apaixonados.

Eu sabia que era um amor pra durar poucas horas,
Mas você consegue dizer isso pro meu coração?
Estamos dizendo adeus,
Mesmo querendo prolongar o último beijo,
Esperarei por você,
Mas quando será o próximo encontro?

E daí que estamos apaixonados,
Ainda assim estamos sentenciados,
Por um ser divino muito malvado,
Que nos jogou a flecha de um sentimento,
Capaz de prevalecer só com juras ao vento.

Observar as ondas irem contra cais,
É sentir que a minha paz,
Não dormirá mais,
Enquanto não voltar a ter sinais,
Do seu sorriso sem jeito.

Pra todos os efeitos,
Vou percebendo que preciso te ter,
Mas primeiro, como vou te ver?

Surpresas são feitas sem planejar,
Lá vou eu te visitar,
Com algo que você nunca poderia esperar.

Você me percebeu rápido demais,
Talvez foi a música no ar,
Ou apenas o cheiro do amor a te cumprimentar.

Um lírio nos seus cabelos,
Juras de amor sem nenhum apelo,
Um pedido cheio de medo,
Um relacionamento sem segredos.

Aproveite, enquanto estamos a velejar,
Sinta o horizonte deslizar pra perto,
E saiba, que mesmo tudo antes parecendo tão incerto,
O amor sempre pode vencer tudo.

É eu sei que poderia ter durando mais,
Só que eu tive que te abandonar novamente,
Porém agora é diferente,
Você tem esse anel,
E toda vez que olhar para o céu,
Saberá que tudo que almejo,
É poder receber novamente seu beijo.

Gostaria de realizar esse nosso desejo,
Num singelo altar,
Banhado pelas águas do mar,
Afinal, toda vez que o vejo,
Volto a me reapaixonar,
Por você e seu jeito de corar.

1 compartilhamento
Inserida por brunomtop