Bruno M. Tôp: Você é mesmo humana? Seu coração...

Você é mesmo humana?
Seu coração consegue se ferir?
Seus olhos se molham?
Ou só fingem fazê-los,
Para continuar a dançar comigo?

Tudo está certo,
Pelo menos por essa noite,
Você me agradou tanto,
Você foi meu abrigo,
Às vezes não tenho nada de esperto.

Precisar de você é uma fraqueza,
Mas eu sou humano,
Pelo menos acho que sou,
E por isso não sei o que vai acontecer,
Nem para onde vou.

Mas eu quero ficar com você,
Dançando, ou só conversando,
Observando, só admirando,
E se puder, beijando.

Eu tenho uma alma,
Mas não sou um santo.
Eu tenho um coração,
Que também tem seus traumas,
Não sou tão imparcial assim.

É seu sorriso que faz bem,
Só ele me convém,
Só seu rosto tão rubro,
Seus lábios contraídos,
E seu queixo tremendo,
Me deixam estupefado.

Pra mim ainda é uma surpresa,
Que eu goste tanto dessa fraqueza,
De admirar você tão bobamente,
Tão ridicularmente.
Você não pode ser humana.

Parece um anjo,
Tão clara, com essa pele marfim,
Que se torna carmesim,
Quando fica com vergonha.

Você é tudo que meu coração sonha,
É por você que componho,
É por você que sonho,
Tudo porque você é um anjo.

Será que você consegue sentir?
Esses sentimentos humanos?
Espero que sim,
Pois quero você só pra mim,
E o único jeito de você ficar,
É se você me amar.

1 compartilhamento
Inserida por brunomtop