Bruno M. Tôp: O sol na minha face, A brisa doce do...

O sol na minha face,
A brisa doce do oceano,
Tocando a minha pele,
A areia massageando meus pés.

Um clima tão relaxante,
Mas essa maresia,
Traz muita nostalgia,
Mesmo que dias eu passe,
Vou sempre me sentir infeliz.

Pelo menos por agora,
Até que eu a reveja,
Aquela linda sereia,
Que no meu coração relampeia.

Sou só mais um humano,
Que desocupado e sem fé,
Acabou se apaixonando no verão.

E como me apaixonei!
Meus olhos ficaram fascinados,
Quando nela reparei,
Ali foi mais que paixão.

Conheço palpitares de coração,
E aquele, daquela hora,
Foi bem mais que especial,
EU não o deixei ir embora.

Guardei ele na lembrança,
Alimentando uma esperança,
Que aquela menina docemente bordada,
Com instrumentos divinos,
Pudesse fazer parte do meu destino.

Cada virtude dela é descomunal,
E hoje eu suponho,
Que já não posso dormir sossegado,
Pois ela invade todos meus sonhos.

E acho que comecei a acreditar,
Que com ela os contos de fadas,
Talvez eu possa realizar.

Ter um final feliz...
Seria realizante.
Mas só se vai ser,
Se ela quiser que seja.

Por isso vou fazer de tudo,
Inclusive colocar a disposição,
Todo o meu conteúdo,
O bom e o ruim,
Para que ela veja,
Que ela conquistou tudo de mim.

1 compartilhamento
Inserida por brunomtop