Marcelo Fouquet Rosembrock: Meus lábios que se aproximam dos teus A...

Meus lábios que se aproximam dos teus
A tua pele junto da minha
As tuas mãos que passeiam pelo meu corpo
A água que transvaza os nossos sentidos
Eu, tu
Completos
Únicos. Nós
Verdadeiros EUS das nossas vidas
Em perfeita comunhão de sonhos
O teu cheiro na minha pele
O teu desejo em mim
Pequenos cristais de puro néctar
Urgindo no prazer
De dois corpos
De dois sentimentos
O sabonete que desliza
Um sentindo a delicadeza do outro
A queimar a sua pele
Como que a desafiar a sanidade
E a desejar mais que um simples sabonete
A água escorre
Desce e compõe uma sinfonia
Olhares que se cruzam
Mãos que se encontram
Ar que se junta
A nós
Aos nossos sentidos
Uma vontade cada vez maior de
Desejar
Reviver
Mãos que se misturam com a água
Bocas que se unem
Corpos que se colam
Tudo em redor se integra no momento
Passagens esquecidas
Partes que se fundem
Línguas que se procuram
Corpos que se encostam na boxe
Gemidos que se soltam
Palavras de desejo são ditas
Perde-se o sentido da água
A toalha que desliza suavemente pela pele
Unem-se os olhares
Uma cama que aparece
E, finalmente
Amamo-nos e completamo-nos
Infinitamente até ao clímax final
… e tudo se inicia novamente

1 compartilhamento
Inserida por DiCello