M. Celli: nada pior no mundo, do que sentir a dor...

nada pior no mundo, do que sentir a dor da perda, é uma dor que não para, não diminui, rasga, amassa, corrói, destrói. Certo dia pensei que nunca encontraria o amor da minha vida. Encontrei, e perdi, e creio que se perdi, não era amor da minha vida. Lembro da sensação de ter alguém no mundo feito especialmente pra mim, que faz o que eu gosto e é meu porto seguro, desse engano meu bem, todos sofrem. Nada nem ninguém vai substituir uma coisa que é essencial a nós, para nosso ego: o amor próprio. Sem ele, vivemos vagando, atraz de amores perfeitos, que não existem, e muitas vezes forçamos pra que ali surja uma amor daqueles com cheirinho de contos de fadas que tanto queremos. aprendemos da maneira mais dura, que as pessoas mudam, ou que elas nunca mudaram, e sim nós que nos enganamos com relações a ela.

Muito difícil, é superar as lembranças que ficam marcadas, feito tatuagem, que por sinal, pelo engano de achar que era amor eterno, com uma tatuagem do ser no corpo, resultado disso tudo? 3 x mais o valor da tatuagem feita, pra tampar o bendito nome.

Chego a pensar, que seria mais válido enlouquecer, do que relembrar. Relembrar incomoda, chateia. Enquanto estamos nas intermináveis consultas ao terapeuta, sofrendo, contando, tentando achar uma saída, uma ajuda, uma luz... Eles estão lá, azarando as outras. Nosso amor foi em vão, e quer dizer que até mesmo o sofrimento foi em vão, os jantares, os passeios, o prato branco com um escrito EU TE AMO na pizzaria. Tudo foi em vão. Acredito que sim, inclusive, acredito que estar aqui escrevendo é em vão, porque talvez não mude nada, talvez eu ainda vá dormir com o mesmo nó na garganta, e talvez com os pensamentos tenta ndo adivinhar em que canto vc pode estar.

amar dói, chatear-se dói, tentar saber onde o ex anda dói também, tentar esquecer dói, sentir o cheiro dele em outra pessoa dói. DÓI MAIS AINDA SABER QUE ERA PRA SE AMOR O MOTIVO DE TANTO PAVOR.

1 compartilhamento
Inserida por Aracelli